Porto da Junto 1 - Bloco 5

O sítio arqueológico designado por Porto da Junta, cartografado com o nº 82 no mapa 13 do Quadro Geral de Referência do património arqueológico do regolfo da  barragem de Alqueva (SILVA, 1996: 159), foi identificado nas prospecções realizadas no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental do Empreendimento do Alqueva (SILVA, 1986).

No relatório efectuado (idem), o sítio é atribuído ao Neolítico / Calcolítico com base em vestígios recolhidos à superfície: fragmentos de cerâmica manual, percutires, fragmentos de mós de granito.

Localizando-se à cota de 127.15 m ( 130m de acordo com os dados do Quadro Geral de Referência da EDIA), este sítio foi directamente afectado pelo regolfo da barragem de Alqueva (SILVA,1996). Este facto, significa que o sítio foi neste processo, particularmente, sensível a avanços e recuos dos níveis da água, ou seja, a um acentuado desgaste por erosão.

Dado que não foram identificados na área intervencionada quaisquer vestígios arqueológicos, nenhum impedimento se coloca à sua submersão. Quanto ao eventual local em que originalmente a equipa da EDIA terá localizado vestígios, e por não ter sido relocalizado, nada podemos afirmar, embora pelas descrições possa ser considerado um sítio de importância reduzida.