Parque Eólico de Penamacor 3 A

Os trabalhos arqueológicos de reconhecimento prévio da localização dos apoios, prospecção e acompanhamento da abertura de fundações de três aerogeradores do Parque Eólico de Penamacor 3 A enquadram-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face às obras de execução deste projecto. Adjudicada pela empresa Tecneira S. A., a ERA-Arqueologia levou a cabo esta intervenção em 2006, localizando-se a área em questão no concelho do Sabugal. 

Numa fase prévia à realização das prospecções arqueológicas, efectuou-se uma pesquisa bibliográfica de modo a identificar sítios já conhecidos na área de afectação e, caso se verificasse a sua existência, proceder à sua relocalização. As prospecções visaram a identificação de sítios ainda não registados e determinar quais as medidas de minimização de impacte necessárias em cada caso específico.

Pretendia-se com o acompanhamento arqueológico identificar situações de impacte negativo sobre o património arqueológico que pudessem ser provocadas pela obra. Tendo em conta este objectivo, procedeu-se a um acompanhamento sistemático de todas as remoções de terra até se atingir o substrato geológico, ficando desta forma salvaguardada qualquer estrutura arqueológica, positiva ou negativa.

Através da consulta da bibliografia relativa às áreas afectadas pela construção dos três aerogeradores sujeitos a acompanhamento arqueológico e, também, das prospecções prévias, não se registou a presença de elementos patrimoniais e/ou arqueológicos sobre os quais se poderia verificar um impacte negativo. Em todas as áreas acompanhadas não se verificaram evidências materiais de carácter arqueológico e/ou estruturas. Neste sentido, consideraram-se cumpridos os objectivos propostos.