Subestação de Alqueva 400/60 kV, Vidigueira, Portel

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados pela ERA-Arqueologia no âmbito da construção da Subestação de Alqueva 400/60 kV decorreram entre 26 de Outubro de 2006 e 3 de Agosto de 2007. Ao longo da empreitada foi feito um acompanhamento intensivo e sistemático em sete frentes de obra distintas.

Durante este processo foram detectados cinco sepulcros pré-históricos com ossadas humanas e vários artefactos (Necrópole de Sobreira de Cima). Todos estes monumentos foram escavados, tendo sido tomadas medidas para a sua protecção enquanto decorriam os trabalhos na plataforma da Subestação. O conjunto sepulcral situava-se num cabeço na zona Este da plataforma, na zona de intercepção entre a plataforma e a estrada de acesso à mesma.

Quanto às restantes frentes de obra nada houve a registar a nível arqueológico, tendo os trabalhos decorrido sem qualquer impedimento derivado de motivos de carácter patrimonial.

Não obstante a afectação dos Sepulcros 2, 3 e 4 da Necrópole de Sobreira de Cima, destacou-se o esforço inter-institucional de todas as entidades envolvidas, conducente a uma desejável articulação no sentido de promover uma relação equilibrada entre desenvolvimento e respeito pelo património.