Desvio das Linhas Associadas à Subestação de Alqueva

Esta intervenção consistiu em trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito da obra “Desvios das linhas associadas à subestação de Alqueva – linhas a 400 kV”, efectuados durante os períodos de tempo compreendidos entre 10 e 12 de Setembro de 2007 e 22 de Outubro de 2007 e 31 de Janeiro de 2008.

As acções de acompanhamento permanente enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelas obras. Foram acompanhados os trabalhos de montagem de estaleiro, escavação de caboucos (abertura dos apoios), escavação do anel de ligação à terra, terraplanagens e reposições de terra em vários pontos da área do empreendimento.

Embora a proximidade de sítios arqueológicos como a Anta 2 e a Cista do Monte da Sobreira de Cima e, muito especialmente, a necrópole da Sobreira de Cima, sublinhassem a possível existência de contextos arqueológicos pré-históricos nas áreas em que foram efectuados trabalhos de escavação mecânica, tal não se veio a verificar.

De facto, e apesar de o Apoio 4 se situar em área anexa à zona onde se identificou e escavou a necrópole da Sobreira de Cima, não lográmos identificar, durante estes trabalhos de acompanhamento arqueológico, quaisquer evidências arqueológicas relacionadas com a necrópole referida. De igual modo, não foram identificados quaisquer estruturas, materiais ou níveis arqueológicos preservados nas restantes zonas intervencionadas.