Aproveitamento Hidroagrícola de Alvito-Pisão, sítio Ribeira de Selminhos 1

Esta intervenção inseriu-se no âmbito da minimização de impactes sobre o património cultural resultantes da execução da empreitada de beneficiação da rede viária e rede de drenagem do Aproveitamento Hidroagrícola de Alvito-Pisão. Desenvolveu-se um conjunto de acções arqueológicas, nomeadamente a escavação das estruturas afectadas.

O sítio Ribeira de Selminhos 1 corresponde a uma estrutura em alvenaria de pedra seca, associada a um piso de terra batida, sobre o qual aparecem fragmentos de cerâmica de construção (telha) (EDIA). Estas evidências foram identificadas no âmbito do acompanhamento arqueológico, motivo pelo qual o plano de minimização de impactes previu a realização de 1 sondagem manual num total de 6 m. Os trabalhos decorreram entre os dias 29 a 31 de Outubro de 2008.

A intervenção realizada no sítio da Ribeira de Selminhos 1 revelou a existência de 3 fases de ocupação/utilização deste local. A primeira fase corresponde à construção de um muro e à sua utilização, a segunda fase ao seu abandono, e a terceira aos trabalhos de remoção de terras efectuados antes do início desta intervenção.

Em relação à funcionalidade desta estrutura, não foi possível obter dados que fornecessem qualquer tipo de informação, uma vez que, para além da cerâmica de construção, não foram recolhidos materiais arqueológicos. Esta ausência de materiais, juntamente com a localização da estrutura, fez supor estarmos na presença de uma estrutura destinada ao apoio de actividade agrícola, de cronologia moderna.

Como medidas de minimização, e uma vez que a estrutura fora parcialmente afectada pela abertura do caminho, propôs-se que todos os trabalhos adicionais, tal como a regularização do talude, fossem alvo de acompanhamento arqueológico.