Centro de Fisioterapia da Stª Casa da Misericórida, Almeirim

Os trabalhos arqueológicos (Sondagens Arqueológicas), levados a cabo em Maio e Junho de 2014, no âmbito da Empreitada de Construção do Centro de Fisioterapia, Stª Casa da Misericórdia, Almeirim, no qual se faz uma descrição dessa intervenção.

Apesar da diminuta área intervencionada e da exiguidade dos dados obtidos, as cinco sondagens arqueológicas realizadas, permitiram registar um pequeno conjunto de elementos antrópicos, de diferentes tipologias, relativos a seis grandes momentos/fases de ocupação/abandono deste espaço, que apontam para um potencial de presença de vestígios arqueológicos nesta área.

A abordagem ao conjunto artefactual exposto permite apenas apontar uma cronologia abrangente da época moderna-contemporânea, para os vestígios identificados.

Em suma, grosso modo pode-se dizer que os elementos das fases anteriores à Fase 4 poderão ser anteriores à segunda metade do século XVIII (?) (mas de época moderna) e que a calçada da Fase 5 terá sido implantada no século XIX, eventualmente início do XX.

A presença e a implantação espacial dos vestígios arqueológicos, no Centro Histórico de Almeirim, agora postos a descoberto, a norte do antigo complexo do Paço Real e em grande proximidade física da Igreja e Hospital Nossa Senhora da Conceição e sua necrópole, sugere que estes elementos fariam parte desse mesmo conjunto.

Uma vez terminados os trabalhos de campo, as estruturas, em alvenaria de tijolo de burro, identificadas na sondagem 1, foram cobertas por geotêxtil e, por sua vez, recobertas com terra.