Pestana Tróia Eco-Resort, Tróia

A ERA-Arqueologia levou a cabo, em 2018, ações de acompanhamento arqueológico no âmbito do empreendimento Pestana Tróia Eco-Resort & Residences, correspondente à construção de um Conjunto Turístico, formado por dois Aldeamentos Turísticos e um Hotel-Apartamentos.

Da análise bibliografia e documental, verificou-se que a existência de vestígios arqueológicos ou de valor patrimonial concentra-se, na exclusividade, nas margens Norte e NE. A Sul, não existem vestígios. Este facto está relacionado não só com o relevo, mas também com a própria morfodinâmica a que esta península está sujeita desde que se começou a formar.

Dos trabalhos anteriormente realizados, tanto no empreendimento Sol Tróia, como no Pestana Eco Resort, observou-se que a estratigrafia dunar segue o mesmo padrão sedimentar, ou seja, até as profundidades escavadas nestes projetos (o máximo foi 6 m) foram sempre identificadas areias finas e granulometricamente homogéneas de deposição sedimentar natural, própria da especificidade destes ambientes costeiros, e já bastante estudada pelas geociências.

Destacou-se aqui uma sondagem, feita no âmbito do acompanhamento de 2011, no limite Norte do projeto agora caracterizado: “A sondagem B1 com umas medidas aproximadas de 2x2, atingiu os 3 metros de profundidade, tendo-se identificado uma camada de sedimento arenoso de grão fino, solto de coloração cinzenta com presença de raízes, uma camada de sedimento arenoso de grão fino, solto de coloração creme amarelada e uma camada de sedimento arenoso de grão médio, solto, de coloração creme.”

Tendo em conta os dados apresentados, e apesar de o projeto se implantar em zona protegida, observou-se não existir um risco real de património arqueológico afetado, uma vez que estamos perante formações dunares recentes, apenas estáticas pela existência de pinheiros e flora rasteira, não existindo quaisquer artefactos ou indícios de ocupação, quer à superfície, quer em profundidade.

Uma vez que não foram identificados vestígios arqueológicos, e dando seguimento ao parecer de 05-04-2018, deram-se por concluídos os trabalhos de acompanhamento arqueológicos das obras previstas para a construção do empreendimento Pestana Tróia Eco-Resort & Residences.