Rua dos Remédios, Alfama, Lisboa

Desenvolvidos entre 10 de Novembro de 2015 e 17 de Maio de 2016, e adjudicados pela Teixeira Pinto e Soares Lda., estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do empreendimento "Reperfilamento e Remodelação da Rua dos Remédios, Alfama".

Esta intervenção permitiu recolher um conjunto de dados que ajudam a complementar as nossas noções sobre a evolução e desenvolvimento do urbanismo, nos últimos 3 séculos, nesta área da cidade de Lisboa, e em particular deste antigo arruamento. De forma sucinta, verificou-se que este foi alvo de processos construtivos que, decorrendo numa fase sem a devida protecção legal, destruiram quase na totalidade o registo arqueológico referente a períodos anteriores aos meados do século XVIII.

Os elementos identificados datáveis de fases anteriores referem-se a meados do século XVIII, momento em que este arruamento foi alvo de outro grande processo construtivo, com a demolição de um quarteirão e certamente de outros espaços de forma a alargar a rua. Esta seria assim adaptada às novas concepções de urbanismo e mobilidade que estavam a ser aplicadas, um pouco por toda a cidade, com a reconstrução pombalina.

As estruturas registadas foram objecto de desmontes parciais nas áreas onde se previa afectações por parte dos trabalhos da empreitada. No restante espaço, onde se observou uma estratigrafia formada por níveis de aterro cobrindo o antigo colector que, por sua vez, assenta sobre o depósito geológico local, foram protegidas com manta geotéxtil e selado com sedimento, encontrando-se assim preservadas.