Lisboa

Mercado da Ribeira

A intervenção arqueológica no Mercado da Ribeira, pertencente à freguesia de S. Paulo em Lisboa, trouxe algumas conclusões sobre a ocupação do espaço onde, nos inícios do Século XX, foi construído o atual Mercado da Ribeira.

Almoinhas

A intervenção da Era Arqueologia S.A. enquadra-se numa perspetiva de prevenção e minimização de impactes sobre contextos arqueológicos afetos à obra da LIDL & Companhia, em Loures, correspondente ao sítio Romano da Villa das Almoinhas.

Casa do Governador, Belém, Lisboa

A unidade romana de produção de preparados de peixe da Casa do Governador da Torre de Belém é um complexo edificado em uma única fase de construção, de planta regular, com uma área total de 1525,08 m².

Praça Dom Luís I

O empreendimento do Parque de Estacionamento da Praça Dom Luís revelou duas excecionais realidades – a espectacular grade de maré do Estaleiro Naval e o inigualável fundeadouro romano.

Palácio dos Lumiares

A intervenção no Palácio dos Lumiares decorreu de um projeto de reabilitação do edifício que permitiu vislumbrar a presença de um contexto cronologicamente situado entre o Mesolítico e o Neolítico Antigo.

Restaurante Páteo de Alfama

Recuperação e conservação de um troço exterior da Cerca Velha ou Cerca Moura

Casa dos Bicos

Trabalhos de Conservação e Restauro levados a cabo sobre as estruturas arqueológicas. A consolidação e manutenção é também um factor decisivo para uma boa musealização.

Antas das Pedras Grandes

Restauro, colagem e consolidação em mais um dos inúmeros trabalhos com a marca ERA Arqueologia.

Príncipe Real Nº 34

Trabalho de limpeza de cantarias e também dos guardas metálicos das varandas. Foi um trabalho realizado sobre ambas as fachadas do prédio.

Convento do Desagravo

Todo o trabalho de conservação e restauro ficou a cargo da ERA Arqueologia desde a componente cantaria, à pintura mural ou mesmos os estuques.

Rua Cecílio de Sousa

No âmbito das obras de reabilitação do edfício localizado na Rua Cecílio de Sousa, n.º 31, na Freguesia de São Mamede, Lisboa foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico onde foram detectados níveis do período Moderno e Contemporâneo.

Rua da Junqueira, 156

No decurso dos trabalhos de acompanhamento arqueológico da empreitada em curso no nº 156 da Rua da Junqueira, foram postas a descoberto uma série de estruturas relacionadas com unidade de carácter industrial dos inícios do Séc. XIX - fábrica de curtumes. A escavação arqueológica que se seguiu contribuirá decisivamente para o conhecimento do arranque do processo de industrialização da cidade de Lisboa.

Diagnóstico Arqueológico da Rua dos Lagares 74, Lisboa

No âmbito das obras de requalificação de um edifício na Rua dos Lagares (Mouraria, Lisboa) foi identificada uma ocupação desde a baixa idade média. Das várias ocupações do espaço destaca-se a sua utilização como necrópole e como zona de despejo de resíduos das olarias que ali funcionavam entre a baixa idade média e a época moderna.

San Fernando

Projecto de conservação e restauro que inclui a recuperação da grade de cobertura do pátio do edifício sede do município de San Fernando, Cádis, Espanha.

Reabilitação do Edifício Largo do Intendente Pina Manique, 57-58

No âmbito da reabilitação de um efifício no Largo do Intendente Pina Manique foram realizadas sondagens de diagnóstico arqueológico para detecção de eventuais vestígios arqueológicos.

Pavilhão Carlos Lopes, Lisboa

Um vasto projecto, enquadrado no processo de reabilitação do edifício. Equipa da ERA realizou os trabalhos de conservação e restauro dos painéis de azulejos do Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

Antiga praia de Santos, Lisboa

Os vestígios da antiga fábrica metalúrgica Vulcano e Colares, cuja actividade no local remonta a meados do século XIX, foram os primeiros a emergir das escavações arqueológicas recentemente concluídas na zona da Boavista, em Lisboa. Mas para lá dessas marcas, os arqueólogos localizaram também várias estruturas e materiais associados a um passado bem mais longínquo: o da praia que ali existiu, antes da construção do aterro que veio a conquistar terreno ao rio.

Reabilitação do Palácio Galveias

Os trabalhos são realizados para a CM de Lisboa no âmbito da empreitada geral a cargo da CARI, S.A. A supervisão técnica do projecto está a cargo da Divisão de Salvaguarda de Património Cultural da autarquia, também responsável pelo projecto de intervenção.

Palácio Nacional de Queluz e jardins

Estes trabalhos centraram-se no âmbito do projecto de recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz (CNS:11225). Numa operação que teve como promotor os Parques de Sintra-Monte da Lua S.A.. As intervenções decorreram em três fases, separadas no tempo e no espaço, com objectivos equivalentes: a salvaguarda, a prevenção e a minimização de impactes e em acções de emergência a realizar em sítios arqueológicos que se encontrem em perigo iminente de destruição parcial ou total.

Leroy Merlin (Loulé)

Os trabalhos arqueológicos adjudicados à Era-Arqueologia S.A. pela BRIMOGAL, S.A., decorreram entre os dias 26 de Dezembro de 2016 a 19 de Janeiro de 2017, numa acção de emergência decorrente da construção de um empreendimento comercial pertencente à cadeia de bricolage Leroy Merlin.

Forte de São Vicente de Torres Vedras

A ERA executou trabalhos arqueológicos e de conservação e restauro no âmbito do projecto de recuperação do Forte de São Vicente em Torres Vedras, monumento protegido juridicamente como imóvel de interesse público. Estes trabalhos foram adjudicados à ERA – Arqueologia S.A. pela Câmara Municipal de Torres Vedras e decorreram em 2011.

Escadinhas de São Crispim, 3-3A, Lisboa

A escavação arqueológica realizada neste edifício permitiu identificar uma sequência cronológica que indica uma ocupação deste espaço desde época romana até época contemporânea.

Igreja do Divino Espirito Santo de Ota

Este projecto teve como objectivo a avaliação do potencial arqueológico efectuado na Igreja do Divino Espirito Santo na freguesia da Ota, concelho de Alenquer, no âmbito das obras de reabilitação deste edifício religioso.

Cidadela de Cascais

Realizaram-se 8 sondagens arqueológicas de diagnóstico prévias à reabilitação da Cidadela de Cascais, de modo a melhor caracterizar o potencial científico e patrimonial das realidades arqueológicas presentes no local.

Edifício de Habitação Multifamiliar: João do Outeiro 15-19, Santa Maria Maior (Mouraria)

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do empreendimento Rua João do Outeiro nr.15-19 pela ERA arqueologia. Os trabalhos desenvolvidos neste local compreenderam a abertura de 5 sondagens de diagnóstico e de 2 valas perimetrais, incidindo nos locais afectados pela construção das sapatas e dos alicerces do novo edificado. A intervenção permitiu identificar elementos associados às mais recentes ocupações deste espaço, nomeadamente os vestígios do soalho em travejamento de madeira, assentando numa sequência estratigráfica típica de processos de abandono e aterro, que selavam estruturas pertencentes à ocupação setecentista e oitocentista deste local.

Requalificação do Espaço Público da Rua da Vitória

No âmbito dos trabalhos de acompanhamento arqueológico associados à referida empreitada foram identificados contextos funerários preservados, no cruzamento da Rua da Vitória com a Rua dos Douradores, junto à Igreja de São Nicolau. Perante a necessidade de afectação dos mesmos para o prosseguimento dos trabalhos em curso programou-se a realização de uma sondagem arqueológica na área onde estes contextos foram identificados, que permitisse a escavação arqueológica integral dos mesmos na área e cota de afectação da obra.

Programa Polis de Torres Vedras

Estes trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de prevenção e avaliação prévia face à necessidade de aplicar um adequado plano de minimização de impactes sobre o património arqueológico, decorrente da implementação do Programa Polis de Torres Vedras.

Largo de Santos, nº11

Numa fase inicial, os trabalhos realizados, pelo Dr. Sandra Fernandes em coodirecção com a Dr. Inês Mendes da Silva, consistiram na escavação mecânica dos níveis de aterro, evidenciando um conjunto de estruturas de período moderno a contemporâneo, das quais se destacam diversos elementos estruturais em alvenaria, sistemas de condução, armazenamento de águas e saneamento – caleiras, cisterna, pia de despejos, bem como uma calçada de basalto e um paredão de contenção de margem.

Terreiro do Parguinho, nº 2 a 4 (Tavira)

Os trabalhos visaram ainda concluir o acompanhamento arqueológico na zona do quintal na área afecta à construção das fundações que implicou a remoção de terras dos perfis existentes junto ás paredes (deixadas no local por questões de segurança), até à cota de afectação da obra. Neste âmbito foi ainda desmontado o muro [318] (apenas um bloco de pedra de uma das fiadas conservadas) e o muro existente na entrada lateral Sudeste, com frente para a Calçada de Dona Ana.

Rua dos Prazeres nº11

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito das obras de requalificação de um edifício sito na Rua dos Prazeres, nº 11, em Lisboa.

Condomínio do Freixo

No sentido de diagnosticar o potencial arqueológico do local e dar resposta à deliberação da Tutela, procedeu-se à realização de sondagens arqueológicas de diagnóstico que abrangendo uma superfície de 80 m2, dispersas pelas principais áreas a afectar , recorrendo a meios mecânicos de escavação. Tendo em conta a avaliação feita no local, foram executadas 4 sondagens arqueológicas mecânicas de 10m X 2m até ao substrato geológico.

Campo das Cebolas

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito da Empreitada de Obra Pública para a Execução dos Desvios dos Serviços Afectados para a Construção do Parque de Estacionamento da EMEL.

Necrópole Romana das Portas de Santo Antão (84-90), Lisboa

Durante o acompanhamento da obra de reabilitação deste edifício, verificou-se a presença de aterros de cronologia moderna/contemporânea e, em níveis inferiores, um espaço de necrópole de período Romano, enquadrável entre os séculos III e IV d.C.

Ponte Romana da Catribana, Sintra

Os trabalhos arqueológicos realizados na Ponte da Catribana, Sintra no âmbito do Projecto de Recuperação da Ponte e Calçada romanas da Catribana – Freguesia de São João das Lampas, Sintra

Nova Sede Corporativa da EDP, Avenida 24 de Julho, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico foram efectuados no âmbito do projecto de construção da Nova Sede Corporativa do Grupo EDP.

Requalificação do Museu da Água

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico, realizados entre os dias 1 de Abril e 2 de Julho de 2014, no âmbito da empreitada de requalificação do Museu da Água.

Cortijo Berlanga-Valbuena, Cártama, Málaga

Os contextos mais significativos detetados permitiram-nos concluir estarmos perante a pars rústica de uma villa romana de dimensões consideráveis.

Palácio dos Condes de Tomar

Equipa da ERA em trabalhos de conservação e restauro de pinturas decorativas.

Fontanário da Praça Leandro da Silva

Projecto ERA nº 311.04

R. Santa Marta, 56, Lisboa

Projecto ERA nº 1705.17

Núcleo Arqueolológico da R. dos Correiros, em Lisboa

Importante projecto de conservação e restauro do mosaico romano

Rua do Instituto Bacteriológico

Escavação de contextos funerários associados ao Colégio Jesuíta de Santo Antão-o-Novo (Séc. XVII e XVIII)

R. dos Quartéis

Sondagem arqueológica em curso na Ajuda

Villa Romana Freiria, Cascais

Realização trabalhos de limpeza e manutenção

Palácio de Dona Rosa, Rua dos Remédios, Lisboa

O edifício em questão insere-se na Zona de Protecção do “Castelo de São Jorge e Restos das Cercas de Lisboa”, facto que levou à programação de uma abordagem arqueológica integrada prévia às obras, contemplando-se a realização de sondagens de diagnóstico arqueológico.

Boqueirão dos Ferreiros

Recuperação Painel Siza Vieira

Rua de São Julião, 45-57, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos efectuados no edifício da Rua de São Julião, 45-57, confirmaram a existência de vestígios pombalinos e pré-pombalinos.

Igreja de Nossa Senhora da Assunção, Cascais

A intervenção no adro da Igreja de Nossa Senhora da Assunção revelou a presença de um espaço funerário com uma cronologia de ocupação remetendo para o século XVII.

Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa, Vila Franca de Xira

As escavações arqueológicas de emergência na Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa (Vila Franca de Xira) foram adjudicadas à ERA Arqueologia pelo Município de Vila Franca de Xira.

Metropolitano de Lisboa - Troço Rato-Alcântara

O estudo realizado pela ERA teve como finalidade a Avaliação do Impacte Ambiental da construção do prolongamento da Linha Amarela do Metropolitano de Lisboa.

Calçada Bento Rocha Cabral, nº 1, Lisboa

A ERA Arqueologia procurou determinar o percurso do Aqueduto das Águas Livres no subsolo de uma área específica, modo que as obras de remodelação de um edifício pudessem ser estruturadas de forma a não afectar o monumento.

Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa (2ª Campanha), Vila Franca de Xira

O prolongamento das escavações arqueológicas de emergência levadas a cabo na Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa realizou-se entre 6 de Setembro e 7 de Outubro de 1998.

Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa (3ª Campanha), Vila Franca de Xira

Dada a necessidade de compreender de que modo novos dados se articulavam com estruturas postas a descoberto, a ERA levou a cabo uma 3ª campanha de escavações na Ermida do Mártir Santo e Casa da Ermitoa.

Bairro da Graça (R. Natália Correia), Lisboa

A ERA realizou o estudo de Avaliação do Impacte Patrimonial do Edifício Habitacional e do Edifício Polidesportivo a construir entre a Rua Natália Correia e Rua Josefa de Óbidos, no Bairro da Graça, Lisboa.

Rua do Arco do Marquês do Alegrete, Lisboa

A ERA-Arqueologia iniciou a intervenção em 25 de Fevereiro de 2000, na sequência da decisão da GDL de interromper os trabalhos em virtude da destruição parcial de uma estrutura abobadada na Rua do Arco do Marquês do Alegrete.

Fábrica de Papel de Carnide - 1ª Campanha

As sondagens arqueológicas realizadas na Fábrica do Papel, localizada no núcleo histórico de Carnide, concelho de Lisboa, resultaram de uma estratégia de intervenção arqueológica preventiva no âmbito da construção do novo edifício da Fulcar neste imóvel.

Páteo do Bairro Alto, Lisboa

Esta intervenção decorreu da detecção de vestígios arqueológicos durante as acções de acompanhamento arqueológico da construção do Empreendimento Páteo do Bairro Alto.

Prédio da Zara, Rua Augusta, Lisboa

A escavação arqueológica realizada na Baixa de Lisboa surgiu na sequência da identificação de estruturas e estratos arqueológicos conservados no decorrer do acompanhamento arqueológico das obras das futuras instalações da Zara.

Prospecções arqueológicas no território Espanhol a afectar pela barragem do Alqueva

Estes trabalhos de prospecção arqueológica foram realizados em território espanhol, na zona afectada pela Barragem do Alqueva, após estudo requerido pela EDIA à ERA-Arqueologia.

Escultura de Eça de Queirós, Largo Barão de Quintela

A Divisão de Património da Câmara Municipal de Lisboa adjudicou à ERA-Arqueologia o parecer relativo à reconstituição do plinto da escultura de Eça de Queirós, em Lisboa.

Fábrica de Papel – Levantamento do Pavimento

O acompanhamento arqueológico no novo edifício da Fulcar consistiu na remoção do pavimento junto à parede Sul.

Fábrica de Papel de Carnide - 2ª Campanha

A segunda campanha de trabalhos arqueológicos realizados na Fábrica do Papel decorreu entre de Agosto e 29 de Setembro de 2000 e inseriu-se numa estratégia de intervenção arqueológica preventiva.

Zona Histórica de Lisboa - Rua Augusta

A ERA efectuou trabalhos de acompanhamento arqueológico com o objectivo de prevenir uma possível afectação de vestígios arqueológicos na área afecta pela instalação das novas condutas de gás na zona histórica da Rua Augusta, Baixa de Lisboa

Anta das Pedras Grandes, Odivelas

Os trabalhos arqueológicos realizados pela ERA na Anta das Pedras Grandes tiveram como objectivos a avaliação do potencial patrimonial e científico dos vestígios arqueológicos conservados por forma a sustentar a tomada de decisões relativamente ao monumento.

Acompanhamento Arqueológico no Alto do Parque, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento preventivo das obras de construção do Parque de Estacionamento do Alto do Parque Eduardo VII, em Lisboa, surgiu da necessidade de acautelar a eventual passagem do Aqueduto Real, erigido no reinado de D. João V, na área da futura rampa de acesso à Alameda Cardeal Cerejeira.

Fundação Calouste Gulbenkian - Inventário

Este projecto teve como principal objectivo determinar o stock dos produtos de merchandising da Fundação Calouste Gulbenkian, fazendo simultaneamente uma avaliação tão criteriosa quanto possível do seu estado de conservação.

Rua 1º de Dezembro, Seixal

A 2ª fase do estudo de materiais arqueológicos recolhidos durante a escavação na Rua 1º de Dezembro, no Seixal, corresponde ao estudo dos artefactos metálicos, e foi realizada entre 22 de Abril e 29 de Maio de 2003, nas instalações do EcoMuseu do Seixal.

El Pico, Extremadura, Espanha

Os trabalhos arqueológicos efectuados no El Pico, local situado no termo municipal de Cheles, Extremadura (Espanha), enquadraram-se no âmbito das actuações de minimização dos impactes provocados pela Barragem do Alqueva.

Edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou sondagens geotécnicas no edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, em Lisboa, de modo a poder ser diagnosticada a presença ou ausência de vestígios arqueológicos de forma expedita.

Largo dos Lóios, Freguesia de Santiago, Lisboa

Esta intervenção teve como objectivo o diagnóstico do grau de impacto da obra de reestruturação arquitectónica neste edifício sobre as realidades arqueológicas que pudessem vir a ser postas a descoberto.

Embaixada de Itália, Lisboa

Nos finais de 2001, a ERA-Arqueologia efectuou trabalhos de recuperação nos azulejos do pátio central e corredor de acesso ao jardim da Embaixada de Itália.

Rua D. Pedro V, Príncipe Real, Lisboa

A intervenção da ERA visou prevenir a afectação de vestígios arqueológicos, avaliar o potencial patrimonial da área em questão e determinar o impacte que as obras tiveram nos contextos arqueológicos existentes.

Edifício n.º 1 a 13 da Rua Ivens, Lisboa - 2ª Campanha

As sondagens de diagnóstico arqueológico desenvolvidas pela ERA-Arqueologia no edifício nº 1 a 13 da Rua Ivens, em Lisboa, decorreram na sequência de anteriores trabalhos com sondagens de trado a fim de avaliar o potencial interesse arqueológico do local.

Estação de Odivelas - Metropolitano de Lisboa

As prospecções efectuadas tiveram como objectivo a detecção e posterior inventariação e avaliação de eventuais vestígios de património arqueológico e construído.

El Pico, Extremadura, Espanha - 2ª Campanha

A ERA levou a cabo, em 2002, uma segunda campanha de trabalhos arqueológicos em El Pico, Cheles, Extremadura (Espanha), no âmbito da minimização dos impactes provocados pela Barragem do Alqueva.

Bairro Alto, Lisboa

A empresa Atmosfera, S.A. adjudicou à ERA-Arqueologia o acompanhamento arqueológico nas ruas contíguas ao edifício em construção no Bairro Alto, Lisboa, designado por Páteo do Bairro Alto.

Largo dos Lóios, Freguesia de Santiago, Lisboa - 2ª Intervenção

A ERA-Arqueologia realizou, pela segunda vez, trabalhos de acompanhamento arqueológico no edifício sito no Largo dos Lóios, nº2, na área protegida do Castelo de S.Jorge, no centro histórico de Lisboa.

Estação de Sta. Apolónia, Lisboa

A ERA-Arqueologia levou a cabo o acompanhamento dos trabalhos de revolvimento do subsolo necessários à construção de uma rede de telecomunicações entre o STM do Estado Maior do Exército e a REFER.

Edifício dos Andrades, Rua de S. Pedro de Alcântara, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos efectuados no Edifício dos Andrades enquadraram-se na avaliação do potencial arqueológico e numa perspectiva de minimização de impacte de uma intervenção a promover pela Sociedade de Construções Bernardino Gomes.

Palácio Flor da Murta, Rua do Poço dos Negros, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de emergência face ao aparecimento de um elemento patrimonial no decorrer dos trabalhos de acompanhamento arqueológico das obras de remodelação do antigo palácio.

Arquivo Histórico Ultramarino - Azulejos

Estes trabalhos consistiram na apresentação dos dados recolhidos no terreno relativos ao registo gráfico dos painéis de azulejo do Arquivo Histórico Ultramarino.

Palácio do Poço Novo, Lisboa

Tratou-se de uma acção sistemática de compilação de dados históricos e arqueológicos que permitiu ao promotor de obra, do ponto de vista técnico, fundamentar as implicações que teriam as alterações previstas no edifício.

Plano de Perdas e Fugas - EPAL - Lisboa

Os objectivos desta intervenção consistiram no acompanhamento permanente por um arqueólogo das acções que implicassem revolvimentos de terras, bem como a identificação, registo e caracterização de realidades arqueológicas pré-existentes.

Rua do Salitre

Esta intervenção consistiu no acompanhamento dos trabalhos de revolvimento de terras do subsolo para a instalação de uma rede de telecomunicações entre a Avenida da Liberdade e a Rua Nova de São Mamede.

Projecto Trindade, Lisboa

A ERA-Arqueologia levou a cabo o acompanhamento arqueológico da instalação subterrânea de cabos de fibra óptica, entre o Largo da Academia Nacional das Belas Artes e a Rua Nova da Trindade.

A5 - Alargamento - Ribeira da Caneira, Alcabideche

Estes trabalhos surgiram no âmbito das medidas de minimização de impacte presentes no Estudo de Impacte Ambiental do projecto de alargamento da A5, Lanço Estádio Nacional/Cascais – Nó de Carcavelos/Nó de Alcabideche.

Rua da Conceição e Outras (EPAL - PPF 14)

O acompanhamento arqueológico adjudicado pela EPAL à ERA-Arqueologia insere-se na zona de Intervenção de Nível 1 e 2 do PDM da Cidade de Lisboa, sendo necessária a realização de um acompanhamento permanente sempre que se verifiquem intervenções com remoção de terras.

Parque de Estacionamento Subterrâneo de Belém

Os trabalhos incidiram sobre o acompanhamento das intervenções realizadas a nível do subsolo, e movimentações de terras decorrentes das mesmas, a fim de prevenir e minimizar a possível afectação de estruturas e outros vestígios de interesse arqueológico.

Rua da Misericórdia (nº 41-47), Bairro Alto, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico permanente das obras de construção de um edifício sito na intercepção da Rua da Misericórdia (nº 41-47) com a Travessa da Espera, no Bairro Alto, em Lisboa.

Palácio dos Lumiares, Rua de S. Pedro de Alcântara, nº 25 a 37

A segunda fase dos trabalhos arqueológicos realizados no Palácio dos Lumiares enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impacte da implantação de um posto de transformação da EDP, previsto no projecto de reabilitação do edifício para uma área em que foram identificados, na campanha anterior, vestígios de ocupação pré-histórica.

Rua de São Bernardo (EPAL)

Os trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes, tendo como objectivo a detecção de vestígios arqueológicos, que poderiam ser afectados pelas obras de melhoria da rede de distribuição de água da cidade de Lisboa.

Rua da Imprensa à Estrela e outras (EPAL - PPF 10)

Realizou-se o acompanhamento arqueológico no âmbito do PPF 10 da EPAL, inserido na Zona de Intervenção de Nível 2 do PDM da cidade de Lisboa, sendo portanto objecto de cuidado particular sempre que se verificam intervenções com remoção de terras.

Rua das Flores nº 59, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da empreitada de remodelação de um edifício localizado na Rua das Flores nº59, em Lisboa, na zona histórica do Chiado

Zona da Graça, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento de obra dos trabalhos de revolvimento do subsolo necessários à construção de uma rede de telecomunicações, promovida pela Novis, na Praça António Sardinha.

Fonte do Poeta, Alfama

A ERA-Arqueologia levou a cabo a conservação e restauro desta fonte localizada numa pequena praça no lado Oeste da Rua da Judia, em Alfama.

El Pico, Extremadura, Espanha - 3ª Campanha

A terceira campanha efectuada em El Pico, Cheles, Comunidade Autónoma da Extremadura (Espanha), no âmbito das actuações de minimização dos impactes provocados pela Barragem do Alqueva, foi levada a cabo entre 19 de Maio e 19 de Junho de 2003.

Rua das Janelas Verdes, edifício nº 3 a nº 7

A ERA-Arqueologia levou a cabo o levantamento histórico, de carácter bibliográfico, sobre a área abrangida por um novo empreendimento imobiliário, e um plano de prevenção para impactes patrimoniais negativos.

Rua da Misericórdia, nº 32 a nº 40

A ERA-Arqueologia foi contratada com a finalidade de realizar um parecer técnico sobre o impacte patrimonial provocado pelo projecto de reabilitação do prédio nº 32 a nº 40.

Castelo de São Jorge (área circundante)

A ERA-Arqueologia realizou o acompanhamento arqueológico quando se efectuou a abertura de valas para a construção de infraestruturas de subsolo destinadas à colocação de rede de telecomunicações da Novis.

Rua da Bica de Duarte Belo e Outras - EPAL (PPF 11)

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico no âmbito dos trabalhos de renovação da rede de distribuição de água da cidade de Lisboa do Plano de Perdas e Fugas (PPF 11) da EPAL.

Rua das Flores, nº 59 (Pavimento), Lisboa

No âmbito dos trabalhos arqueológicos que decorreram neste edifício, procedeu-se ao registo gráfico de um pavimento em seixo com motivos bicromáticos (azul escuro e branco), posto a descoberto com o levantamento do pavimento hidráulico existente na entrada do imóvel.

Rua da Misericórdia, nº 32 a nº 40 (2ª intervenção)

A ERA-Arqueologia levou a cabo sondagens para a minimização do impacto arqueológico negativo provocado por este empreendimento imobiliário, procedendo ao registo gráfico e limpeza do troço da muralha fernandina, identificado no pátio do antigo edifício.

Rua do Quelhas, 18 - Ramais de baixa tensão da EDP

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico dos trabalhos de revolvimento do subsolo necessários à colocação de ramais de baixa tensão, no âmbito das obras de remodelação das infra-estruturas da EDP.

Palácio Flor da Murta - Ramais de baixa e média tensão da EDP

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de revolvimento do subsolo necessários à colocação dos ramais de baixa e média tensão da EDP, no âmbito das obras de Adaptação do Antigo Palácio da Murta a Complexo Residencial.

Convento dos Inglesinhos, Lisboa

A ERA-Arqueologia desenvolveu várias intervenções no Convento dos Inglesinhos ao longo dos anos: escavação arqueológica, acompanhamento arqueológico, trasladação de elemento patrimonial e conservação e restauro.

Plano de Perdas e Fugas 20 da EPAL - Rua dos Anjos e Outras

Os objectivos do acompanhamento arqueológico efectuado consistiram em minimizar e salvaguardar o património arqueológico ao longo dos trabalhos de revolvimento de terras, procedendo ao registo e identificação de realidades arqueológicas pré-existentes.

Rua da Saudade, n.º 2, Lisboa

O objectivo dos trabalhos foi diagnosticar a importância arqueológica do sítio e preconizar medidas de minimização de impactes no âmbito do empreendimento que se pretendia ali realizar.

Palácio do Alvito, nº 47, Lisboa

Esta intervenção surgiu na sequência de um parecer do IPPAR decorrente do empreendimento de remodelação deste edifício, enquadrando-se numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos ali existentes.

Largo da Igreja Matriz do Turcifal

Os trabalhos arqueológicos que decorreram na parte Norte do Largo da Igreja Matriz do Turcifal (Igreja de Sta. Maria Madalena) visaram avaliar os impactes das obras de remodelação do adro da Igreja sobre o património arqueológico, bem como uma escavação integral da área ainda por afectar pelas referidas obras.

Rua da Misericórdia, nº 94-104 (sondagens)

A intervenção arqueológica realizada neste edifício enquadrou-se no plano de minimização de impactes sobre o património arqueológico no âmbito do empreendimento a realizar no local.

Ligação Ferroviária de Alta Velocidade - Lisboa e Porto, troço Alenquer – Pombal

Estes trabalhos de inventário e relocalização do património surgiram no âmbito do Estudo Impacte Ambiental (Estudo Prévio) para a área a ser afectada pela Ligação Ferroviária de Alta Velocidade entre Lisboa e Porto.

Rua das Janelas Verdes, edifício nº 3 a nº 7 (2ª Fase)

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se no âmbito das medidas de minimização propostas após a conclusão da primeira fase de trabalhos, visando a prevenção de impactes negativos sobre o património arqueológico existente no subsolo, no decorrer da obra.

Rua das Flores nº 59, Lisboa (infraestruturas telefónicas)

A ERA-Arqueologia levou a cabo o acompanhamento arqueológico na área afectada pela abertura de uma vala para colocação de infraestruturas telefónicas em torno deste edifício

Ruas Ivens e Capelo, em Lisboa

Durante o dia 28 de Janeiro de 2005, levaram-se a cabo trabalhos de acompanhamento arqueológico na área afectada pela instalação de uma rede de telecomunicações (Colt).

Praça Praia do Bom Sucesso nº 7, 9 e 11

Destes trabalhos constaram a realização de 4 sondagens tipo poço, que visaram diagnosticar e avaliar o potencial cientifico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes na área de afectação do projecto, para a qual se previa importantes trabalhos de movimentação de terras.

Rua Bartolomeu Dias, Belém, Lisboa

O desaterro de uma vala perto do Mosteiro dos Jerónimos justificou a presença de um arqueólogo que acompanhasse o decorrer dos trabalhos perante a eventualidade de surgir qualquer realidade arqueológica.

Sistema Adutor Alenquer/Torres

Estes trabalhos de acompanhamento visaram a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que poderiam ser afectados pelo desenvolvimento da empreitada de execução do Sistema Adutor Alenquer/Torres Vedras.

Largo dos Lóios e Rua de Santiago (EPAL - PPF)

Os trabalhos arqueológicos realizados no Largo dos Lóios e na Rua de Santiago tiveram como objectivo o diagnóstico no âmbito do plano de medidas de minimização do Plano de Perdas e Fugas da EPAL.

Calçada das Necessidades, nº 48/50-52, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se numa perspectiva de prevenção e de minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de movimentações de terras na Calçada das Necessidades.

Travessa do Possolo, Lisboa

A ERA-Arqueologia acompanhou todos os trabalhos de revolvimentos de terras, para a instalação de novos cabos eléctricos, de modo a prevenir o possível impacto negativo que poderiam ter sobre o património arqueológico.

Praça da República, nº 16 a 19, Sintra

Esta intervenção resultou de uma reunião na qual se deliberou que a remoção dos entulhos recentes no edifício em questão seria alvo de acompanhamento arqueológico.

Rua da Misericórdia e Bairro Alto (Novis)

Concretizou-se o acompanhamento arqueológico na obra para implantação subterrânea de cabos de fibra óptica da Novis, a cargo da Visabeira, Lda.

Praça da Alegria (Novis)

Este projecto teve como objectivo minimizar o impacte sobre eventuais vestígios arqueológicos durante a remoção de terras, no âmbito da implantação da rede de telecomunicações NOVIS.

Faião, Sintra (Sondagens de diagnóstico)

Levou-se a cabo o diagnóstico prévio do potencial arqueológico de um terreno localizado em Faião (Terrugem/Sintra), face a uma futura intervenção no local decorrente de um projecto de cariz imobiliário.

Praça da República, nº 15 a 19, Sintra

Estes trabalhos surgiram no seguimento do acompanhamento arqueológico e remoção de entulhos recentes no âmbito da obra de demolição do edifício existente neste local para construção de uma moradia.

Praça João Mantas, Alverca do Ribatejo

Na sequência de uma solicitação da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, levaram-se a cabo trabalhos arqueológicos no edifício da antiga câmara de Alverca, onde recentemente se havia identificado um compartimento subterrâneo.

Rua da Misericórdia, nº 94-104 (acompanhamento)

O acompanhamento arqueológico realizado no âmbito da construção/remodelação do edifício sito na Rua da Misericórdia surgiu no seguimento dos resultados das duas sondagens arqueológicas efectuadas neste imóvel.

Avenida Infante Santo nº 58

Os trabalhos arqueológicos realizado no âmbito do projecto do Condomínio da Lapa incidiram no acompanhamento permanente das movimentações efectuadas no subsolo, incluindo em substracto geológico.

EDP - Remodelação de Rede MT 10 Kv, Lisboa

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico da construção de rede MT 10Kv e remodelação de postos de seccionamento e transformação, levadas a cabo pela EDP em áreas específicas de Lisboa.

Área de Protecção da Villa das Almoínhas, Loures

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se no diagnóstico prévio do potencial arqueológico de um terreno localizado em Loures, anexo à área intervencionada arqueologicamente na Villa das Almoínhas, face a uma obra programada para o local.

Rua do Arco do Marquês de Alegrete

Estes trabalhos arqueológicos tiveram como objectivo o diagnóstico no âmbito do plano de medidas de minimização do PRR 31 - EPAL.

Largo do Terreiro do Trigo, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos realizados no Largo Terreiro do Trigo permitiram identificar algumas realidades arqueológicas ao nível de estruturas e estratigrafias e proceder ao seu registo de forma a minimizar o impacto das obras no local.

Calçada do Duque e Travessa de João de Deus

As sondagens arqueológicas realizadas decorreram numa perspectiva preventiva de impactes sobre o património arqueológico decorrente da abertura de valas para implantação de tubagem, tendo como objectivo a avaliação do potencial arqueológico da área referida.

Convento dos Inglesinhos, Lisboa (acompanhamento)

Estes trabalhos surgiram na sequência dos resultados observados aquando das escavações arqueológicas aí realizadas em 2003, tendo por desígnio a detecção de novos vestígios arqueológicos e o seu registo.

Hospital Ortopédico de Sant’Ana, Parede

A ERA-Arqueologia levou a cabo acções de conservação e restauro sobre os peitoris das janelas da ala sudoeste do Hospital Ortopédico de Sant’Ana.

Moinho do Pereira, Arroja, Odivelas

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se numa perspectiva de diagnóstico e minimização de impactes negativos sobre a área a afectar pela construção de uma estrutura de carácter comercial.

Rua Ribeiro Sanches, Lisboa

Os trabalhos para colocação de fibra óptica incidiram numa área classificada como susceptível de impacte patrimonial ou arqueológico, tendo a ERA-Arqueologia realizado o acompanhamento da abertura das valas.

Rua da Prata, nº 250 e 284, Lisboa

O acompanhamento arqueológico objecto desta intervenção visou a minimização do impacte da obra de implantação de infraestruturas da EDP.

Av. da Liberdade e Praça da Figueira, Lisboa (EDP)

Estes trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico de uma obra da EDP conducente à abertura de valas para instalação de infra-estruturas eléctricas.

Rua Garrett, nº 4-40, Lisboa

Levaram-se a cabo acções de acompanhamento arqueológico com vista à minimização do impacte da obra de implantação de infraestruturas de telecomunicações.

Antiga Casa da Câmara de Alverca

As acções arqueológicas programadas visaram a identificação e levantamento das realidades estratigráficas visíveis (paredes e abóbodas) e não rebocadas do imóvel.

Estação de Metro de Alvalade, Lisboa

Este trabalho consistiu na realização de um parecer técnico sobre o potencial arqueológico da área a afectar pelo alargamento da Estação de Metro de Alvalade.

Tipografia Mirandela, Loures

Os labores desenvolveram-se em três fases: pesquisa prévia sobre a área em estudo; prospecções sistemáticas nas áreas de afectação pela edificação da Tipografia e respectiva ligação à REN (vala subterrânea); elaboração de parecer técnico sobre os elementos patrimoniais identificados, avaliação de impactes e propostas de medidas de minimização.

Rua Dr. Francisco Luís Gomes e envolventes, Lisboa

No âmbito do Plano de Renovação de Rede da EPAL, a ERA-Arqueologia efectuou o acompanhamento arqueológico das obras de melhoria da rede de distribuição de água da cidade de Lisboa.

EPAL - Avenida Infante D. Henrique e Rua dos Caminhos de Ferro, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de valas para colocação das novas infra-estruturas da rede de distribuição de água da EPAL.

Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, Largo do Chiado, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos realizados no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação visaram a aplicação de medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes das suas obras de recuperação.

Avenida Infante Santo, nº 58, Lisboa

Este trabalho teve como suporte o acompanhamento arqueológico a tempo inteiro de todas as movimentações e remoções de terras nesta área, bem como de demolição de componente importante do maciço calcário.

Rua Presidente Arriaga e Travessa de Dom Brás, Lisboa

A intervenção incidiu no acompanhamento arqueológico permanente das movimentações efectuadas no subsolo deste espaço, tendo como objectivo a identificação da presença de possíveis realidades de valor arqueológico e patrimonial e minimizar o impacte negativo dos trabalhos de remoção de terras.

Rua da Praia do Bom Sucesso, nº 32-34, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico foram efectuados aquando da abertura das fundações para a construção de uma moradia.

Rua do Arsenal, Lisboa

O acompanhamento arqueológico teve como objectivo a aferição da existência de vestígios patrimoniais no subsolo, na área a afectar pela abertura de uma vala para a colocação de tubos de fibra óptica para telecomunicações.

Rua Azinhaga das Lajes, Cemitério do Lumiar, Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou o acompanhamento arqueológico da empreitada de abertura de uma vala para a instalação de infraestruturas da Portugal Telecom.

Largo do Carmo, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impacte sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de abertura de valas de instalação de uma rede de telecomunicações de fibra óptica.

Cruzeiro de pedra “Alminha”, Convento dos Inglesinhos, Lisboa

A ERA-Arqueologia concretizou os trabalhos de transladação do cruzeiro de pedra em baixo relevo “Alminha”, que apareceu no decorrer do acompanhamento arqueológico na zona do pátio/jardim do Convento dos Inglesinhos.

Área de Protecção da Villa das Almoínhas, Loures (2ª campanha)

A intervenção surgiu no âmbito dos trabalhos arqueológicos de minimização executados em Loures, numa área sujeita a loteamento e construção. Este local encontra-se nas proximidades de uma outra área intervencionada arqueologicamente, e onde, com as labutas aí efectuadas, foi identificada a Villa das Almoínhas.

Ponte da Ribeira de Jardas, Cacém

Os trabalhos arqueológicos na ponte sobre a Ribeira de Jardas, Cacém, enquadraram-se no âmbito da sua salvaguarda patrimonial e arqueológica durante a intervenção do programa Polis no Cacém.

Painéis de azulejos “Arte Nova”, Hospital Ortopédico de Sant’Ana, Parede

O objectivo genérico destes trabalhos foi a recuperação dos referidos bens através de acções de conservação e restauro de modo a reforçar as estruturas e minorar os processos de degradação em curso.

Núcleos arquitectónicos no Hospital de Sant’Ana, Parede

Os trabalhos de análise e avaliação patrimonial de dois núcleos arquitectónicos resultaram da necessidade de analisar e avaliar em termos patrimoniais e científicos os dois conjuntos estruturais, com vista à sua gestão futura.

Rua São João da Praça, nº 18, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento dos trabalhos de picagem da muralha denominada por “Cerca Moura”, no âmbito das obras de remodelação do edifício nº 18.

Largo do Príncipe Real, nº 32, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes no edifício do Largo do Príncipe Real, no âmbito de um projecto de reabilitação.

Rua da Judiaria e Arco do Rosário, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos efectuados, no âmbito da renovação da rede da EPAL, consistiriam na realização de quatro sondagens diagnóstico, com o objectivo de avaliar o potencial arqueológico da área em questão.

Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, Lisboa

O acompanhamento arqueológico levado a cabo na Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, em Lisboa, teve como objectivo a minimização do impacto dos trabalhos de remodelação do espaço interior daquele edifício.

Travessa do Ferreiro – Lapa, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico foi efectuado no âmbito da abertura de uma vala para a colocação de infraestruturas eléctricas (instalação de cabos de baixa e média tensão) ao longo da Travessa do Ferreiro.

EPAL (PRR 64) - Avenida Infante D. Henrique, Lisboa

O acompanhamento arqueológico incidiu de maneira minuciosa sobre todas as situações onde se verificou levantamentos de terras (abertura de vala), de forma a evitar a destruição de eventuais vestígios patrimoniais ou de interesse arqueológico.

Linha de Alta tensão de Alto de Mira, Agualva - Cacém

A ERA-Arqueologia concretizou o acompanhamento arqueológico de emergência da obra da EDP como medida de minimização de impactes sobre vestígios arqueológicos eventualmente postos a descoberto.

Rua da Bombarda nº 3, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico na Rua da Bombarda, nas proximidades do Largo do Intendente, decorreram no âmbito da construção de um imóvel de escritórios.

EPAL PRR 48, Rua de Santo Estêvão e envolventes, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou o acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto da EPAL PRR 48 – Rua de Santo Estêvão e envolventes, inserido na Zona de Intervenção de Nível 1 e 2 no PDM da cidade de Lisboa.

Travessa da Ferrugenta, nº 5, Lisboa

O objectivo do acompanhamento arqueológico foi identificar a presença de eventuais realidades de valor arqueológico e patrimonial e minimizar o impacte negativo resultante dos trabalhos de remoção de terras.

Avenida Infante Santo, n.º 45, Lisboa

Os trabalhos consistiram na escavação arqueológica com meios mecânicos de uma área para onde se encontrava projectado um empreendimento imobiliário.

Rua São João da Praça, nº 18, Lisboa (2ª intervenção)

A intervenção arqueológica neste edifício concretizou-se como medida de minimização no âmbito da construção de duas sapatas no 1º piso e da instalação de oito caixas de saneamento básico e respectivas valas no R/C.

ETAR da Guia, Cascais

A intervenção teve como objectivo principal a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados na área para a construção dos edifícios e respectivas valas, bem como garantir a protecção e salvaguarda dos mesmos e efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Escadinhas de S. Crispim, nº 18, Lisboa

O objectivo genérico foi a protecção do referido troço de muralha através de acções de recobrimento, de modo a minorar os processos de degradação em curso e salvaguardar este bem patrimonial para o futuro.

IC17 – CRIL, lanço Buraca / Pontinha

Esta intervenção respeitou às especificações de salvaguarda do património cultural, directa ou indirectamente afectado no decurso das actividades de construção da CRIL, sublanço Buraca/Pontinha.

Palácio da Rosa, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou sondagens de diagnóstico na área do Palácio da Rosa, no âmbito de um projecto de recuperação e remodelação deste edifício e respectivo logradouro.

Quinta do Coleginho, Lisboa

Tendo-nos sido solicitado um diagnóstico desta área, no âmbito de um projecto de construção de um parque de estacionamento subterrâneo e outras edificações, propusemos a realização de prospecções geofísicas, visto tratar-se de um método expedito e de grande fiabilidade.

Praça Duque da Terceira, nº 20, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos visaram o acompanhamento das remoções de terras efectuadas para a remoção do pavimento deste local.

Palácio Almada Carvalhais, Lisboa

Estas sondagens foram realizadas numa fase de elaboração do projecto, enquadrando-se numa perspectiva de diagnóstico prévio do potencial arqueológico e da complexidade estratigráfica existente neste espaço.

Rua Damasceno Monteiro, 51-59, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala conducente à substituição de uma infra-estrutura da EDP

Projecto “Rua das Janelas Verdes 3 a 7 – Lisboa”

As acções de acompanhamento arqueológico realizadas, em 2007, no âmbito do projecto “Rua das Janelas Verdes 3 a 7 – Lisboa” tiveram como intuito a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de instalação dos cabos telefónicos.

Largo de Santos-o-Novo, Lisboa

Concretizou-se o acompanhamento arqueológico de uma vala para substituição de cabos eléctricos numa zona contígua ao convento de Santos-o-Novo, em Lisboa.

Travessa do Pinheiro, nº 23, Lisboa

O acompanhamento arqueológico efectuado na Travessa do Pinheiro, nº 23, em Lisboa, no âmbito da abertura de uma vala para a colocação de cabos de telecomunicações de interligação de CVP’S, enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre eventuais vestígios e contextos patrimoniais a serem afectados pelas intervenções em curso.

Palácio dos Condes de Murça, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou trabalhos arqueológicos no âmbito de um projecto de recuperação e remodelação do edifício e respectivo logradouro, numa perspectiva de diagnóstico e avaliação do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes naquele espaço.

Rua Nova da Trindade, nº 8 C a 9 B, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos consistiram no acompanhamento da abertura de uma vala na Rua Nova da Trindade, n.ºs 8 C a 9 B, no Chiado (Lisboa), conducente à colocação de infra-estruturas de telecomunicações.

Rua dos Jerónimos, freguesia de Santa Maria de Belém, Lisboa

No âmbito das obras de melhoria da rede de saneamento e de telecomunicações da cidade de Lisboa, estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram numa única frente de obra da Rua dos Jerónimos.

Calçada da Graça, nº 11 B, Lisboa

Levou-se a cabo uma sondagem arqueológica na área do corredor do piso inferior deste imóvel, bem como a picagem da parede ocidental do mesmo piso. O objetivo foi aferir da conjectural presença no local de um troço da Cerca Fernandina e evitar a sua eventual afectação.

Avenida Infante D. Henrique (Campo das Cebolas/Praça do Comércio), Lisboa

Este trabalho de acompanhamento arqueológico surgiu no âmbito do projecto de construção de um troço de conduta elevatória na Avenida Infante D. Henrique, entre o Campo das Cebolas e a Praça do Comércio.

Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado na Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, em Lisboa, teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício nesse espaço.

Área de Protecção da Villa das Almoínhas, Loures (3ª intervenção)

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se numa perspectiva de prevenção e minimização de impactes sobre eventuais contextos arqueológicos detectados em área a ser afectada pela construção de uma escadaria afecta à obra da LIDL & Companhia.

Rua dos Cordoeiros a Pedrouços, Lisboa

No âmbito das obras de Novos Abastecimentos de Água da Cidade de Lisboa, promovidas pela EPAL (Departamento de Novos Abastecimentos), procedemos ao acompanhamento arqueológico dos trabalhos na Rua dos Cordoeiros a Pedrouços.

Rua da Vinha, nº 25, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico, realizados no âmbito da abertura de uma vala para a construção de um ramal de água e de uma boca de incêndio, enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre o património arqueológico.

Convento dos Barbadinhos, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico efectuado durante a construção e remodelação de áreas para habitação no Convento dos Barbadinhos consistiram na observação de todas as movimentações de terras, mecânicas ou manuais, decorrentes dos trabalhos da empreitada.

Rua São João da Praça n.º 18, Lisboa (3ª intervenção)

Os trabalhos sobre um troço da Cerca Velha e Torreão tiveram como objectivo a sua recuperação através de acções de conservação e restauro de modo a reforçar as estruturas e minorar os processos de degradação em curso.

Ruas do Vale do Pereiro e Braamcamp, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de duas valas relacionadas com a colocação de infra-estruturas da NOVIS (telecomunicações).

Museu de São Roque, Lisboa (2ª intervenção)

Os objectivos do trabalho, concretizado no âmbito das obras de ampliação/remodelação do Museu, visaram a escavação arqueológica manual dos contextos a afectar pelo projecto de execução da obra, nos quais se incluía uma área de necrópole.

Pátio das Canas, 9, Alfama, Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de sondagens de diagnóstico/acompanhamento arqueológico nas áreas a afectar por cinco sapatas, no edifício nº9 do Pátio das Canas e no nº4 e 11 do Beco das Corvinhas, em Alfama.

Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, nº 9, Lisboa

As acções de conservação e restauro durante as intervenções de remoção de resíduos e limpeza de cetárias e poço pombalino do Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros foram adjudicadas à ERA-Arqueologia pela Fundação BCP

Projecto dos Interceptores do Largo do Chafariz de Dentro – Cais do Sodré

Este plano de intervenção arqueológica surgiu no âmbito da definição de processos de minimização de impacte previsto pela implementação do Projecto dos Interceptores do Largo Chafariz de Dentro – Cais do Sodré sobre o património arquitectónico e arqueológico conhecido para a área de afectação.

Rua de Santo António à Estrela, nº 104 a 114, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico incidiu no visionamento das movimentações de terras efectuadas para abertura de um ramal de electricidade na Rua de Santo António à Estrela.

Ligação Ferroviária de Alta Velocidade, troço Alenquer (Ota) – Pombal

Foram realizados trabalhos de pesquisa bibliográfica e documental e, em fase posterior, trabalhos de relocalização de sítios, prospecção selectiva nos troços com alternativa e trabalhos de prospecção sistemática nos troço sem alternativa, em ambos os casos, num corredor com a largura de 400 metros.

Rua de Serpa Pinto, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala de instalação de uma rede de telecomunicações na Rua de Serpa Pinto.

Museu de São Roque, Lisboa

Os trabalhos de escavação e acompanhamento arqueológicos executados, em 2007, no Museu de São Roque inseriram-se no âmbito da minimização de impactes resultantes das obras de remodelação deste espaço.

Metropolitano de Lisboa, Prolongamento da Linha Vermelha

A grande duração deste trabalho, por um período superior a 3 anos, verificou-se face à extensão deste projecto e à multiplicidade de frentes de obra que o integram, que apresentaram diferentes e distintas fases de progressão.

Rua da Misericórdia, nº 4 a 10, Lisboa

A intervenção arqueológica realizada na Rua da Misericórdia, nºs 4 a 10, teve um carácter de diagnóstico e surgiu no âmbito da (re)construção de um novo edifício habitacional nesse espaço.

Rua de Pedrouços, nº 111-123, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado na Rua de Pedrouços, em zona de nível 2 do PDM de Lisboa, ocorreu no âmbito da construção de um novo empreendimento habitacional nesse espaço.

Palácio Alagoas, Rua da Escola Politécnica, nº 161-195, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento realizados permitiram identificar uma estrutura e a recolha de algum material arqueológico. Contudo, na maioria das áreas intervencionadas, registaram-se níveis estéreis do ponto de vista arqueológico.

Rua Vítor Cordon, nº 9 a 13, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico visaram a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício habitacional.

Rua de Santa Marta, Lisboa

A intervenção arqueológica na área de um imóvel sito na Rua de Santa Marta, entre a Travessa de Santa Marta e a Travessa do Despacho, em Lisboa, foi realizada no âmbito de um projecto de reconversão do referido edifício para adaptação a uma unidade hoteleira.

Casas Mortuárias de Alhandra

Os trabalhos consistiram na realização de 5 sondagens de diagnóstico arqueológico com vista à avaliação e caracterização preliminar do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes no local.

Instalação de cabos de fibra óptica, freguesia de Santa Isabel, Lisboa

O acompanhamento arqueológico efectuado no âmbito da abertura de valas para instalação de cabos de fibra óptica teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais.

Infraestruturas de saneamento, freguesias de Santa Maria de Belém e Restelo

Estas acções de acompanhamento arqueológico tiveram como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de melhoria das infraestruturas de saneamento realizados pela SIMTEJO.

Aqueduto das Águas Livres, troço Calçada das Necessidades/Av. Infante Santo

A ERA-Arqueologia elaborou o diagnóstico do estado de preservação e projecto de recuperação do Troço do Aqueduto da Águas Livres entre a Calçada das Necessidades e a Avenida Infante Santo.

Departamento de Novos Abastecimentos da EPAL, Lisboa

Os trabalhos em questão implicaram um modelo de actuação adequado às especificidades de planeamento das empreitadas promovidas pelo Departamento de Novos Abastecimentos, caracterizadas, genericamente, por uma curta duração e uma rapidez de execução, normalmente com impactes no subsolo muito uniformes e tipificados.

PRR 32 (EPAL), Praça do Comércio e ruas envolventes

A ERA-Arqueologia realizou o acompanhamento arqueológico da abertura de valas para instalação de infraestruturas da rede de distribuição de água da EPAL, trabalho que surgiu no âmbito do projecto PRR 32.

EPAL - PRR 66.1 - Estrada de Benfica e ruas envolventes

O acompanhamento arqueológico teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de melhoria de distribuição da água que vinham sendo realizados em Lisboa pela EPAL.

EPAL - PRR 60 - Campo Mártires da Pátria/Graça

O acompanhamento arqueológico do projecto da EPAL - PRR 60, para a melhoria da rede de distribuição de água na cidade de Lisboa, consistiu na abertura de valas para remoção da antiga canalização e colocação de novas infraestruturas.

Rua de Santiago, nº 7-9, Lisboa

Estes labores surgiram na sequência de um parecer do (ex) IPPAR decorrente da apreciação do projecto de obra e da obrigatoriedade de realizar trabalhos arqueológicos prévios em locais situados em Zona de Nível 1 segundo o PDM de Lisboa.

EPIA - Beneficiação da rede viária secundária - Auto-Estradas do Centro

Este trabalho foi realizado pela ERA-Arqueologia para a Horizonte de Projecto e restringiu-se à pesquisa bibliográfica, pressupondo trabalhos de validação da mesma através da execução de prospecções de campo.

Rua 1º de Maio (Palácio da Junqueira), Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou o acompanhamento arqueológico no âmbito da abertura de uma vala para a construção de infraestruturas eléctricas, mais precisamente para a ligação do ramal exterior para o interior do Palácio da Junqueira/Palácio Pinto Basto.

Oratório de S. Jerónimo, Quinta da Piedade, Póvoa de Santa Iria

A ERA-Arqueologia levou a cabo o diagnóstico do estado de preservação e projecto de recuperação do património integrado do Oratório de São Jerónimo, localizado nos jardins da Quinta da Piedade, Póvoa de Santa Iria.

EPAL (PRR 62.13), Travessa de Santa Quitéria e Beco do Batalha, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico, efectuados no âmbito do projecto de melhoria da rede de distribuição de água, visaram a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que poderiam ser afectados ao longo da obra.

CED - Casa Pia de Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou o diagnóstico preliminar das causas dos principais problemas que afectavam dois dos edifícios da Casa Pia em Lisboa, o pavilhão Artur Bívar e os edifícios Jerónimos/Francisco Margiochi.

Largo do Chafariz de Dentro ao Terreiro do Trigo, Lisboa (diagnóstico)

O objectivo deste trabalho foi a realização de um diagnóstico prévio que permitisse fundamentar, planear e orçamentar todas as intervenções arqueológicas subsequentes, quer de escavação, quer de acompanhamento de obras, assim como fornecer dados fundamentais para o planeamento da empreitada geral.

Rua 1º de Dezembro e outras, Lisboa

A ERA-Arqueologia realizou o acompanhamento arqueológico da abertura de valas e movimentação de terras no âmbito da instalação das infraestruturas de fibra óptica em nove ruas da cidade de Lisboa.

Rua Garcia da Horta (telecomunicações - Telcabo), Lisboa

Estes trabalhos visaram a minimização do impacte do empreendimento de abertura de valas para telecomunicações (Telcabo) sobre o património arqueológico na Rua Garcia da Horta.

Rua do Telhal, nº 2-10 (telecomunicações - Telcabo), Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico consistiram na minimização do impacte do empreendimento de abertura de valas para telecomunicações (Telcabo) sobre o património arqueológico na Rua do Telhal.

Rua do Barão (telecomunicações - Telcabo), Lisboa

Esta intervenção visou a minimização do impacte do empreendimento de abertura de valas para telecomunicações sobre o património arqueológico na Rua do Barão.

Calçada do Forte (telecomunicações - Telcabo), Lisboa

No âmbito do empreendimento de abertura de valas para telecomunicações (Telcabo), este trabalhos de acompanhamento arqueológico visaram a minimização do impacte sobre o património existente na Calçada do Forte.

Escultura “As Três Graças”, Praça de Londres, Lisboa

A ERA-Arqueologia levou a cabo acções de conservação e restauro na escultura “As Três Graças”, localizada na Praça de Londres.

Edifício da Calzedonia, Rossio, Lisboa

A ERA-Arqueologia efectuou trabalhos de caracterização da técnica construtiva, estado de preservação e proposta de intervenção das cantarias das fachadas e dos painéis de azulejos no edifício da Calzedonia.

Ruas de São Julião, da Prata e do Comércio, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito da reabertura de valas para a colocação de cabos de electricidade de Média Tensão

Calçada da Graça, nº 8, Lisboa

As sondagens arqueológicas inseriram-se numa perspectiva de diagnóstico e estudo prévio no âmbito do projecto de remodelação deste imóvel.

Largo de Santos, nº 11, Lisboa

Foram realizadas três sondagens mecânicas no âmbito do projecto de construção imobiliária protagonizado pela EDIFER, com o objectivo de avaliar o potencial patrimonial.

Praça D. Pedro IV, 1-3, e Rua Augusta, 285-295, Lisboa

As sondagens arqueológicas realizadas no interior destes dois edifícios permitiram identificar estruturas pré-pombalinas.

Edifício da Benetton, Rossio, Lisboa

A ERA levou a cabo a caracterização da técnica construtiva e do estado de preservação das cantarias das fachadas e dos painéis de azulejos existentes no edifício, realizando posteriormente trabalhos de conservação e restauro.

Conservação de bens arqueológicos, Museu de Torres Vedras

O objectivo da intervenção foi restituir a forma física de dois fragmentos de bordo de vasos campaniformes provenientes do sítio arqueológico Castro de Santiago.

Estação do Oeste da Linha Ferroviária de Alta Velocidade (Lisboa/Porto)

Os objectivos principais foram a identificação e inventariação de elementos patrimoniais existentes na área de afectação pela construção dos acessos, a sua avaliação patrimonial e a avaliação do seu impacte.

Largo Trindade Coelho (diagnóstico arqueológico)

As acções arqueológicas executadas no Largo Trindade Coelho enquadraram-se numa perspectiva de minimização do impacte sobre o património decorrente da realização de uma vala para colocação de um sistema de saneamento

Quinta do Vale dos Anjos, Seteais (Sintra)

Estes trabalhos focaram todas as remoções de terras e desmonte de estruturas, que consistiram na preparação e limpeza da zona de obra para início dos trabalhos, na criação de uma área de garagem, na abertura de sapatas e valas para fundações e desmonte de muros de contenção de terras.

Calçada do Cabra, Lisboa

Estes trabalhos visaram a minimização do impacte sobre o património decorrente da realização de uma vala para colocação de um sistema de telecomunicações.

Rua Ivens, nºs 21 a 33, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela (re)construção de um novo edifício habitacional.

Rua António Maria Cardoso, nº 36, Lisboa

As acções arqueológicas na área adjacente à ocupada pela construção de um empreendimento de luxo localizado no sítio da antiga sede da PIDE-DGS visaram a minimização de impactes sobre o património arqueológico.

Avenida da Índia, Lisboa

Estas acções de acompanhamento arqueológico inseriram-se no âmbito de um plano de renovação de redes de abastecimento de água levado a cabo pela EPAL.

Chafariz das Terras, Alto da Cova da Moura

A ERA-Arqueologia concretizou trabalhos de conservação e restauro nas cantarias e elementos metálicos do conjunto arquitectónico “Chafariz das Terras”.

Pia do Penalva, Praça do Príncipe Real

Solicitada pela EPAL, a ERA realizou o acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de reforço da abóbada da clarabóia da Pia do Penalva.

Calçada da Estrela, nº 144, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se numa perspectiva de diagnóstico e estudo prévio no âmbito do projecto arquitectónico de remodelação deste imóvel.

Largo do Limoeiro, 5-11, Lisboa

Foi realizada uma sondagem arqueológica no âmbito do diagnóstico e estudo prévio do projecto arquitectónico de remodelação deste imóvel.

Colecção de numismática, Universidade Nova de Lisboa, Monte da Caparica

Os trabalhos de conservação do conjunto de 250 moedas da colecção de numismática do Museu de Évora foram efectuados no laboratório de conservação e restauro de metais, 047, da Universidade Nova de Lisboa, sito no Monte da Caparica.

Rua de Buenos Aires, nº 31, Lisboa

O objectivo principal foi a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados nos trabalhos de abertura de vala para a colocação de cabos de telecomunicações.

Convento dos Barbadinhos (Rua Alviela), Lisboa

A intervenção teve como intuito a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de abertura de valas para instalação de redes de telecomunicações.

Mosteiro Jesuíta de Carcavelos – Quinta da Alagoa

Esta intervenção visou dar resposta a uma solicitação da Câmara Municipal de Cascais, no âmbito do projecto de valorização do Mosteiro Jesuíta de Carcavelos.

Rua da Glória, 14-18, Lisboa

O acompanhamento arqueológico da instalação de infraestruturas de saneamento teve como finalidade a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de abertura de vala

Rua António Maria Cardoso, nº 2 a 38, Lisboa

O acompanhamento arqueológico visou a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela reposição da rede do gás.

Rua do Barão, n.º 2-4, e Travessa das Merceeiras, n.º 16, Lisboa

Estas acções de diagnóstico arqueológico visaram a aplicação de medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes da empreitada de reabilitação deste edifício.

Rua dos Sapateiros, n.º 109, Lisboa

O acompanhamento arqueológico da instalação de infraestruturas de saneamento visou a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pelos trabalhos de abertura de vala.

Loja IKEA de Loures

A ERA realizou trabalhos de acompanhamento arqueológico para a Empresa Soares da Costa S.A. no âmbito da construção da Loja IKEA de Loures.

Rota Histórica das Linhas Defensivas de Torres Vedras

A ERA-Arqueologia efectuou o diagnóstico do estado de preservação e plano de recuperação e arqueologia de diversos fortes pertencentes ao circuito das Rotas Históricas das Linhas Defensivas de Torres Vedras.

EPAL (PRR 57) – Praça do Comércio/Largo do Corpo Santo, Lisboa

A ERA efectuou trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de melhoria da rede de distribuição de água na cidade de Lisboa – PPR 57.

Loja IKEA de Loures (2ª intervenção)

As sondagens de diagnóstico arqueológico enquadraram-se na sequência da identificação de vestígios de interesse patrimonial durante o acompanhamento arqueológico.

Edifício da Benetton, Rossio, Lisboa (conservação e restauro)

Os trabalhos de conservação e restauro de painéis de azulejos do séc. XVIII existentes no edifício Benetton decorreram em duas fases.

Rua Augusta, 285 a 289, Lisboa

Estas sondagens arqueológicas inseriram-se no âmbito das medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico face à afectação prevista pela implantação de sapatas, projectadas em virtude da reabilitação do edifício.

Calçada do Combro, 127, Lisboa

Estas acções de acompanhamento visaram prevenir o impacto provocado pela remoção de terras no subsolo resultante desta empreitada, salvaguardando o património arqueológico.

Largo Hintze Ribeiro, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da instalação de infraestruturas de telecomunicações.

Praça dos Restauradores, nº 72, Lisboa

Os trabalhos consistiram na realização do acompanhamento arqueológico da abertura de vala na via pública para a colocação da fibra óptica, de modo a avaliar e minimizar eventuais impactes sobre vestígios arqueológicos.

Largo de São Rafael, n.° 6 a 10, Alfama

Esta intervenção visou a minimização de impactes sobre o património arqueológico decorrentes da implementação de um projecto de reabilitação no Largo de São Rafael.

Forte do Alqueidão, Sobral de Monte Agraço

A ERA levou a cabo o diagnóstico do estado de preservação e o plano de recuperação do Forte do Alqueidão, pertencente ao circuito das Rotas Históricas das Linhas Defensivas de Torres Vedras.

Largo Trindade Coelho, Lisboa

O acompanhamento arqueológico da requalificação do Largo Trindade Coelho visou a minimização de impactes sobre eventuais vestígios arqueológicos e patrimoniais afectados pelas movimentações de terras.

Rua de São Bento e Avenida D. Carlos I, Lisboa

Inseridos numa Zona de Nível 2 do PDM da cidade de Lisboa, os trabalhos de abertura de vala foram alvo de um acompanhamento minucioso e permanente, tendo sido feito todo o registo descritivo e fotográfico dos trabalhos.

Calçada da Graça, nº 8, Lisboa

A intervenção arqueológica enquadrou-se no âmbito de um projecto de remodelação do edifício, visando a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais.

Avenida da Índia, nº 186, Lisboa

A ERA acompanhou a escavação e movimentação de terras no âmbito da empreitada de desmantelamento do edifício da Casa do Arco da Torre e reconstrução, na mesma área, de um novo prédio.

Antiga Lithografia Portugal, Rua da Rosa, Lisboa

Foram realizadas, no espaço do edifício da antiga Lithografia Portugal, seis sondagens arqueológicas de diagnóstico, implantadas da forma mais abrangente possível.

Novo Terminal Fluvial no Interface do Terreiro do Paço

A área intervencionada localiza-se em zona de nível 2 do PDM de Lisboa, implicando a obrigatoriedade de acções de acompanhamento arqueológico permanente.

Rua da Correnteza, 54 a 64, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da remodelação do edifício, incidindo na abertura de 17 sapatas para reforço da estrutura.

Antiga Casa da Guarda, Forte de São Vicente, Torres Vedras

A ERA levou a cabo a avaliação do potencial arqueológico e patrimonial no Forte de São Vicente, no âmbito da requalificação deste edificado, mais concretamente na antiga Casa da Guarda, cuja demolição estava prevista.

Rua de Santiago, 7-9, Lisboa

Foram abertas três sondagens de diagnóstico no sentido de aferir da existência de eventuais condicionantes arqueológicas à alteração do projecto de reabilitação do edifício.

Rua da Junqueira, 2, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico resultaram de uma condicionante da Direcção Regional de Cultura, uma vez que este local se insere na Zona Especial de Protecção conjunta de diversos imóveis.

Praça do Príncipe Real, nº 32, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico surgiram na sequência duma fase prévia de sondagens de diagnóstico e da existência de vestígios arqueológicos no subsolo, nomeadamente, na zona do logradouro do edifício.

Loja IKEA de Loures (3ª intervenção)

A intervenção arqueológica realizada entre 11 e 19 de Fevereiro de 2010 na Rotunda 3 do empreendimento da Loja IKEA de Loures resultou do acompanhamento arqueológico que integrou as obras deste estabelecimento desde Fevereiro de 2009.

Loja IKEA de Loures (4ª intervenção)

O acompanhamento arqueológico efectuado no âmbito da empreitada de acabamentos do IKEA de Loures compreendeu a decapagem do terreno e a abertura de valas para colocação de tubagens e cabos eléctricos.

Sítio de Currais do Chão, Mem Martins, concelho de Sintra

As sondagens de diagnóstico prévio do potencial arqueológico de terrenos inseridos na área definida para o sítio de Currais do Chão visaram a caracterização do lugar e a preconização de medidas de minimização.

Hotel Barata Salgueiro, Rua do Salitre, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se no âmbito das medidas de minimização de impactes sobre o património arqueológico resultantes da instalação de infraestruturas de electricidade no subsolo.

A8, Lanço CRIL/LOURES, Bairro das Queimadas

procedeu-se à escavação de duas sondagens arqueológicas manuais que procuraram caracterizar o sítio identificado e diagnosticar o potencial arqueológico da área contígua.

Avenida da Liberdade, n° 97-117, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico neste imóvel enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes provocados pelos trabalhos de abertura de sete sapatas.

Cidadela de Cascais (registo ortofotográfico)

O objectivo foi a preservação, pelo registo, da Porta de Mar da Cidadela de Cascais, dado que o tecto da referida estrutura teria que ser sujeito a afectações no âmbito da empreitada de reabilitação da Cidadela.

Cidadela de Cascais (sondagens de diagnóstico)

Face à necessidade de afectação da uma estrutura no âmbito da construção da piscina do empreendimento, foi solicitada a realização de uma sondagem mecânica em profundidade na área contígua de forma a obter uma caracterização funcional e cronológica mais completa da mesma.

Alargamento da A8 – Lanço CRIL – Loures, sítio da Flamenga

No âmbito do acompanhamento arqueológico desta empreitada realizou-se uma sondagem de caracterização no Km3 +575, num local designado por sítio da Flamenga.

Rua de Pedrouços, nº 105, Lisboa

esta intervenção teve como objectivo principal a avaliação e caracterização do potencial arqueológico e patrimonial da área a afectar por um empreendimento habitacional na Rua de Pedrouços.

Espaço Público da Ribeira das Naus, Lisboa

Estas acções de diagnóstico arqueológico foram preconizadas no âmbito da requalificação do Espaço Público da Ribeira das Naus, com a realização de sondagens em áreas referentes ao antigo Arsenal da Marinha.

Rua dos Machadinhos, 34-38 (e zonas envolventes), Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de pesquisa histórica para a avaliação do potencial arqueológico do edifício sito na Rua dos Machadinhos.

Palácio dos Condes de Murça, Lisboa (2ª intervenção)

No decorrer dos trabalhos foi registada uma série de estruturas relacionadas com as realidades edificadas que existiam no terreno do palácio e que, numa fase prévia ao arranque desta empreitada, foram demolidas.

Rua da Escola Politécnica, Praça do Príncipe Real e Rua da Alegria

Estes trabalhos procuraram obter uma caracterização do potencial científico e patrimonial dos contextos arqueológicos presentes nestes locais, através da limpeza, registo fotográfico e gráfico dos perfis das sondagens geotécnicas aí realizadas.

Antigo Hotel Bristol, Sintra

O objectivo foi a caracterização do potencial científico e patrimonial do interior do edíficio, tendo as sondagens sido implementadas de forma a proporcionarem uma correcta leitura espacial do imóvel.

Cidadela de Cascais (4ª intervenção)

Estes trabalhos arqueológicos tiveram como principal objectivo a escavação integral de um importante contexto arqueológico associado a uma lixeira, enquadrável no século XVIII.

Necrópole de Carenque, Amadora

Foram realizadas 25 sondagens de diagnóstico, precedidas da desmatação e prospecção da área do traçado, no âmbito do projecto 2ª Fase da Conduta entre o Reservatório do Alto de Carenque e o Reservatório das Mercês.

Reforço dos cais entre Santa Apolónia e o Jardim do Tabaco

O objectivo foi verificar a eventual existência de vestígios arqueológicos junto dos materiais dragados, tendo a intervenção sido realizada mediante a devida autorização por parte do IGESPAR/Divisão de Arqueologia Naútica e Subaquática.

Rua do Chafariz/Rua do Olival, Lote 1, Via Rara, Santa Iria da Azóia

A ERA foi solicitada para elaborar uma descrição tão aprofundada quanto possível das construções anteriormente existentes no terreno sito na Via Rara, Santa Iria da Azóia.

Parque de Estacionamento Subterrâneo da Praça de D. Luís, Lisboa

Em 2011, realizou-se um diagnóstico arqueológico no âmbito da construção do Parque. Posteriormente, foi exposto, registado, ortofotografado e desmontado um conjunto estrutural diacrónico, destacando-se quatro estruturas portuárias. Mais tarde, em 2013, foi identificado um contexto arqueológico que faz recuar até à época Romana os vestígios de utilização/ocupação desta área.

Palácio do Porto Covo da Bandeira, Lisboa

A ERA realizou trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito da construção de um parque de estacionamento subterrâneo.

Calçada Marquês de Abrantes, nº 104-108, Lisboa

A ERA levou a cabo, em 2010, trabalhos de pesquisa histórica sobre o edifício sito no nº 104-108 da Calçada Marquês de Abrantes, localizado na freguesia de Santos-o-Velho.

Rua do Passadiço, 26-30, Lisboa

Da análise de documentação e na sequência da pesquisa realizada no Arquivo Histórico Municipal, pudemos concluir que o imóvel já existia no final do séc. XIX.

Rua de São Marçal, nº 16/Travessa da Piedade, nº 7, Lisboa

Esta intervenção consistiu na realização de um diagnóstico arqueológico que permitisse informar o planeamento e gestão de projecto da obra no quarteirão da Rua de São Marçal.

Rua do Machado, nº8/10, e Rua Neves Costa, nº 11/13, Carnide, Lisboa

A ERA realizou uma sondagem de diagnóstico, na zona de maior afectação no subsolo, no âmbito do projecto de requalificação de um edifício.

Travessa de Santa Teresa, nº 21, Lisboa

Efectuaram-se trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de alterações de um edifício sito na Travessa de Santa Teresa.

Edifício nº 32 do Príncipe Real, Lisboa

A escavação arqueológica realizada no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício nº 32 do Príncipe Real decorreu entre 16 e 25 de Março de 2011.

Avenida Dr. Brandão de Vasconcelos/Rua da Fangoia, Almoçageme

Estes trabalhos procuraram obter uma avaliação preliminar do potencial arqueológico do local, previamente à fase de construção, de forma a permitir uma melhor programação da mesma.

Rua do Carmo, nº 97, e Rua 1º de Dezembro, nº 105, Lisboa

A ERA efectuou uma abordagem arqueológica integrada que contemplou a realização de 5 sondagens arqueológicas de diagnóstico, numa área total de 15 m2 até 1 m de profundidade (variável), a implantar no local de 5 das 9 sapatas a realizar em obra.

Antiga Casa da Guarda, Forte de São Vicente, Torres Vedras (2ª intervenção)

Estes trabalhos arqueológicos e de conservação e restauro decorreram em Junho de 2011.

Travessa do Açougue, Lisboa

Foram realizadas 2 sondagens arqueológicas de diagnóstico no âmbito do empreendimento de abertura de valas para a colocação de infraestruturas de telecomunicação.

Rua de Santiago, n.º 10-14, Lisboa

No âmbito do empreendimento neste edifício, a ERA realizou trabalhos arqueológicos de diagnóstico e acompanhamento de obra, registando-se estruturas do tipo tanque e de cronologia romana, que nos é dada pelo seu modo construtivo, em opus signinum.

Rua da Boavista, Lisboa

As acções arqueológicas realizadas na Rua da Boavista consistiram no acompanhamento de uma vala para instalação de fibra óptica da Vodafone.

Rua dos Sapateiros, nº 79, Lisboa

A ERA concretizou uma sondagem de diagnóstico arqueológico/mitigação de impacte no âmbito da abertura de uma vala para implantação de uma fossa séptica.

Rua Santana à Lapa, nº 11, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos no âmbito da empreitada de reabilitação do edifício resultaram de um parecer emitido pela DRCLVT sobre a viabilização da construção de imóvel mediante acompanhamento arqueológico.

Palacete Ribeiro da Cunha e Rua da Alegria, nº 76-104, Lisboa

Estes trabalhos resultaram de uma avaliação preliminar do potencial arqueológico, que consistiu na limpeza dos cortes resultantes das sondagens geotécnicas efectuadas e na consequente leitura estratigráfica dos mesmos.

Rua da Imprensa Nacional, nº 22, Lisboa

Esta intervenção teve como objectivo a detecção de eventuais vestígios arqueológicos afectados pelo empreendimento de reabilitação e a proposta de medidas de minimização a aplicar.

Rua do Arrabalde, Ulgueira, concelho de Sintra

No âmbito da abertura de uma vala para implantação de uma cave de habitação, procedeu-se ao acompanhamento de todas as movimentações de terra, realizando-se um registo fotográfico e descritivo das realidades observadas.

Rua do Cabeço do Pisão, Azóia

As sondagens arqueológicas realizadas previamente à execução do projecto de construção de uma residência unifamiliar decorreram nos dias 1 e 2 de Agosto de 2011.

Hotel Lanidor, Avenida da Liberdade, 160-164, Lisboa

No decurso das obras de escavação da área do logradouro deste edifício, foram identificadas e registadas estruturas de jardim pós-pombalinas, edificadas ao longo dos sécs. XIX-XX.

Calçada da Estrela, Lisboa

O objectivo desta intervenção prendeu-se com a mitigação do eventual impacte patrimonial provocado pela implementação de infraestruturas eléctricas.

Irish Pub Hennessy's, Cais do Sodré, nº 32-36

Adjudicada à ERA por Francis Laden (Oceânico Group), esta intervenção foi realizada no âmbito do empreendimento de remodelação do Bar Irlandês Hennessy's.

Edifício 1-3 do Alto do Longo, Príncipe Real, Lisboa

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico da empreitada de construção de uma moradia familiar de três pisos na área do antigo edifício 1-3 do Alto do Longo.

Rua Ferreira Borges, 99 a 105, Lisboa

Pretendeu-se determinar a relação espacial entre o Aqueduto das Águas Livres e o lote de terreno entre os números 99 a 105 da Rua Ferreira Borges, de forma a poder-se aferir da eventual afectação do aqueduto por um projecto previsto para o local.

Hotel Project Lisboa, Avenida da Liberdade, 136, Lisboa

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de avaliação do potencial científico do local afecto à construção do Hotel Project Lisboa.

Rua do Recolhimento, n.º 35, Lisboa

As sondagens de diagnóstico efetuadas possibilitaram a identificação de uma longa diacronia de ocupação neste local, desde a Idade do Ferro à actualidade. Numa delas, registaram-se vestígios atribuídos ao período Romano republicano, nomeadamente um muro, já muito afectado por contextos posteriores.

Rua do Alecrim, 21-21 A, e Rua de São Paulo, 23-35, Lisboa

Estas acções arqueológicas foram realizadas no âmbito do empreendimento de reabilitação destes edifícios.

Rua Diogo do Couto, 8, Lisboa

Estes trabalhos (sondagem arqueológica manual de diagnóstico e emissão de parecer) foram realizados no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício sito na Rua Diogo do Couto.

Largo da Academia Nacional das Belas Artes, nº 1, Lisboa

Efectuaram-se trabalhos de pesquisa histórico-arqueológica no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício nº 1 do Largo da Academia Nacional das Belas Artes.

Igreja de São Roque (Galeria Anexa), Lisboa

Os trabalhos arqueológicos dividiram-se em quatro fases: sondagens parietais, picagem integral das paredes, remoção do pavimento e sondagens de diagnóstico.

Calçada de São Francisco, 23-27, Lisboa

Realizou-se uma sondagem de diagnóstico, numa zona coincidente com a futura caixa de elevador do edifício, de forma a avaliar o potencial arqueológico.

Rua das Grutas, Alapraia, Cascais

Programaram-se trabalhos arqueológicos de diagnóstico que visaram a caracterização preliminar do potencial científico e patrimonial dos eventuais contextos arqueológicos presentes no local.

Plano de Pormenor da Abrunheira Norte, Sintra

Estes trabalhos de prospecção arqueológica foram realizados no âmbito da elaboração do Relatório Ambiental do Plano de Pormenor da Abrunheira Norte.

Estufa Fria, Parque Eduardo VII, Lisboa

Esta intervenção consistiu na conservação e restauro de cantarias na Estufa Fria, mais precisamente no pombal da entrada, muro exterior esquerdo e capeamento em pedra de muro interno junto a canteiros.

Travessa do Chão de Loureiro, Lisboa

Os trabalhos enquadraram-se na minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais afectados pela empreitada de colocação de infraestruturas de telecomunicações e contemplaram o acompanhamento arqueológico das acções com remeximento do subsolo.

Calçada do Correio Velho, 2-8, Lisboa

Realizou-se uma sondagem arqueológica na área de implantação da vala para ligação do imóvel ao sistema de saneamento urbano da cidade de Lisboa.

Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, nº 9, Lisboa (2013)

A intervenção teve por objectivos garantir a limpeza e desinfestação das estruturas do NARC e das peças colocadas na agência do banco virada para a Rua Augusta.

Hotel Portugal, Rua João das Regras, n.º 4, Lisboa

A empreitada de reabilitação do edifício implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolveu numa Zona de Intervenção de nível I do PDM.

Rua dos Sapateiros (130-144)/Rua da Assunção (73-77), Lisboa

Foram programadas acções prévias de diagnóstico arqueológico, com o objectivo genérico de procurar compreender a estratigrafia do espaço e fornecer dados para a posterior instrução do projecto de obra.

Hotel Lisboa Prata Boutique, Rua da Prata, 116-122, Lisboa

Realizaram-se sondagens arqueológicas de diagnóstico no âmbito das obras de reabilitação deste edifício sito na Rua da Prata, para adaptação do Hotel Lisboa Prata Boutique.

Hotel Lisboa Prata Boutique, Rua da Prata, 116-122 (conservação e restauro)

Os objectivos da intervenção foram a limpeza e consolidação das estruturas arqueológicas no Hotel da Prata, assentando a sua concretização na implementação de uma estratégia de intervenção mínima que garantisse a preservação das mesmas para a referida musealização.

Travessa de Santa Teresa, nº 21, Lisboa

No âmbito deste projecto, foram programadas e executadas acções preventivas de acompanhamento arqueológico permanente durante as movimentações de terra.

Rua de São Paulo, nº 49-59, Lisboa

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico da abertura de vala para colocação de cablagem de média tensão.

Lidl de Xabregas, Rua Bispo de Cochim Dom Joseph Kureethara, Lisboa

Estas acções de acompanhamento arqueológico foram realizadas no âmbito da abertura uma de vala para colocação de infraestruturas eléctricas na Loja Lidl de Xabregas.

Rua Mouzinho da Silveira, n.º 7 a 27, Lisboa

Estes trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais afectados durante a abertura de vala para colocação de infraestruturas eléctricas.

Rua Conde Nova Goa, em Lisboa

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico no âmbito dos trabalhos de escavação mecânica de três valas para a instalação de infraestruturas de telecomunicações.

Rua dos Douradores 142-156 e Rua da Assunção 10-16, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do projecto de reabilitação estrutural e adaptação a unidade hoteleira de 3 estrelas deste edifício.

Museu de São Roque, Lisboa (3ª intervenção)

Realizaram-se sondagens arqueológicas no âmbito do projecto de adaptação de espaços para a instalação da Biblioteca Brotéria, reinstalação da Biblioteca da SCML e serviços afectos à secretaria-geral.

Palácio dos Condes de Tomar, Lisboa

No logradouro do Palácio, concretizaram-se 2 sondagens de diagnóstico integradas no Plano de Sondagens Geotécnicas e Sondagens Estruturais requerido pela equipa projectista.

Loja da Tezenis, Rua 1º de Dezembro/Praça D. Pedro IV, Lisboa

Esta intervenção visou a detecção de vestígios arqueológicos afectados pelo desenvolvimento de obras, tendo resultado na identificação de dois conjuntos de estruturas enquadráveis em dois períodos diferentes.

Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, nº 9, Lisboa (2016)

À semelhança de intervenções anteriores, o objectivo foi garantir a limpeza e desinfestação das estruturas do NARC, bem como das peças colocadas na agência do banco virada para a Rua Augusta.

Rua Dr. Fernando Andrea, nº 22-26, Colares (Sintra)

As obras a realizar implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que o sítio se localiza na “Zona Especial de Protecção da Paisagem Cultural de Sintra”.

Avenida António Augusto Aguiar/Rua Dr Nicolau Bettencourt, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram efectuados no âmbito da construção de um novo edifício no local da antiga Clínica de São Lucas.

Rua Saraiva de Carvalho, nº 74 a 76, Lisboa

A empreitada decorreu de forma contínua, com a realização de várias sapatas para a colocação de alicerces, não tendo sido identificados contextos arqueológicos, à excepção de uma estrutura negativa escavada no substrato geológico.

Rua dos Poiais de São Bento 1-9/Rua Poço dos Negros 6, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito das obras de reabilitação do edifício, permitido aferir alguns dados referentes a diferentes momentos de ocupação do palácio.

Calçada Marquês de Abrantes, nº 17, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento arqueológico da abertura de quatro sondagens geotécnicas e da execução de duas sondagens arqueológicas manuais de diagnóstico neste edifício.

Largo do Chão do Loureiro, Lisboa

Os trabalhos foram realizados em duas fases, consistindo a primeira na execução de duas sondagens de diagnóstico e a segunda no acompanhamento arqueológico da abertura de vala para a colocação de infraestruturas de telecomunicações.

Rua Nova do Carvalho, nº 66, Lisboa

Durante o acompanhamento da reabertura de vala para colocação de dois tubos de fibra óptica, não foram identificadas estruturas e vestígios arqueológicos.

Rua da Lapa nº 69, Lisboa

A intervenção consistiu na realização de sondagens geotécnicas com o objectivo de analisar a consistência dos alicerces e de sondagens arqueológicas no interior e exterior do edifício.

Rua de São Julião, nº 72, Lisboa

Todo o processo de abertura e escavação de vala foi alvo de acompanhamento arqueológico.

Rua da Misericórdia nº 135-137, Lisboa

Foram realizadas 3 sondagens de diagnóstico em áreas a afectar pelo projecto de execução da obra.

Rua da Madalena nº 75, Lisboa

A ERA realizou, em 2016, trabalhos de diagnóstico arqueológico no imóvel sito na Rua da Madalena nº 75, situado em zona de nível I do PDM de Lisboa, estando igualmente abrangido pelo Plano de Pormenor da Baixa.

Projecto de Adaptação Parcial do Extinto Tribunal da Boa Hora, Lisboa

O Largo da Boa-Hora localiza-se em Zona de Nível 1 do PDM de Lisboa e insere-se na área designada por “Baixa Pombalina”, o que implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico por parte das obras de adaptação do edifício.

Rua dos Correeiros, nº 181-183, Lisboa

Realizou-se uma sondagem arqueológica na área referente à futura instalação do poço de elevador no âmbito do projecto de requalificação do imóvel.

Escola Luísa Ducla Soares, Rua do Passadiço, n.º 86, Lisboa

Esta intervenção surgiu da necessidade de avaliação, em termos arqueológicos, da realização de poços de inspecção estrutural e geotécnica na Escola Luísa Ducla Soares, no âmbito de um projecto de reabilitação do espaço.

Jardim das Damas (Palácio da Ajuda), Lisboa

No decurso dos trabalhos, foram abertas 7 valas e duas caixas, nas quais se observaram três estruturas interpretadas como estando relacionadas com o sistema original de canalizações do Jardim.

Travessa André Valente, n.º 13, Lisboa

O plano de sondagens arqueológicas programado, e previamente aprovado pela DGPC (3 sondagens de diagnóstico), pretendia avalizar as intervenções exteriores previstas no projecto.

Rua de São Domingos à Lapa, Lisboa

A empreitada foi efectuada sobre infraestruturas pré-existentes, isto é, tubagens de telecomunicações já instaladas, paralelamente à via de circulação automóvel.

Rua da Glória, Lisboa

Os trabalhos de abertura de vala foram efectuados sobre infraestruturas pré-existentes, isto é, tubagens de telecomunicações já instaladas em vala sob o local de passagem pedonal.

Largo do Carmo, 8-10, Lisboa

A intervenção consistiu na execução de 9 sondagens arqueológicas com vista a aferir o potencial arqueológico do local e assim dotar o cliente das informações necessárias à execução de futuros projectos de requalificação do edificado.

Travessa das Mónicas, n.º 17, Lisboa

As obras a realizar no edifício implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, localizadas na Zona de Protecção do Castelo de S. Jorge e Restos das Cercas de Lisboa e na Zona Especial de Protecção ao Palácio Condes de Figueira.

Rua do Ferragial, 9-13, Lisboa

A obra a realizar neste local implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolve na Zona de Intervenção de Nível II do PDM de Lisboa, estando o imóvel classificado como Conjunto de Interesse Público (CIP).

Rua Nova do Almada, nº 53, Lisboa

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico da escavação mecânica e manual de uma área de sapata para colocação de uma grua.

Rua Eduardo Coelho, n.º 16, Lisboa

Estes labores de acompanhamento arqueológico foram realizados no âmbito do empreendimento Reabertura de vala de ligação Redes Eléctricas de Baixa Tensão.

Quinta da Pimenteira, Monsanto, Lisboa

A ERA levou a cabo o trabalho de caracterização técnica e diagnóstico do estado de preservação do património integrado no edifício sito na Quinta da Pimenteira.

Rua da Lapa, 69, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico realizaram-se no âmbito do empreendimento de reconstrução do imóvel sito na Rua da Lapa.

Palacete D. Maria Rosa de Faria, Praça do Príncipe Real, 2-4

A ERA efectuou um estudo sobre duas pinturas murais existentes em tectos de duas salas do piso 1 do Palacete D. Maria Rosa de Faria.

Gabinete da Rainha D. Amélia, Palácio da Pena, Sintra

A ERA levou a cabo trabalhos de conservação da lareira em latão pertencente ao Gabinete da Rainha D. Amélia, no Palácio da Pena.

Sala dos Comandos da Estação Fluvial de Sul e Sueste, Lisboa

O objectivo do trabalho foi a salvaguarda dos azulejos antes de serem iniciados trabalhos de remodelação do edifício, permitindo no futuro a sua recolocação segundo projecto defendido pelo cliente.

Avenida da Ribeira das Naus, Lisboa

Os labores arqueológicos realizados no âmbito do empreendimento de requalificação da Avenida da Ribeira das Naus, na sua primeira fase, dedicada ao avanço de margem previsto no projecto desta empreitada.

Largo de Santos, nº 11, Lisboa

As intervenções arqueológicas efectuadas no edifício nº 11 do Largo de Santos, em Lisboa, inserido em Zona de Nível 2 do PDM, cuja afectação do subsolo requeria o acompanhamento arqueológico permanente, realizaram-se entre Setembro de 2008 e Fevereiro de 2009.

Parque de Estacionamento da Praça Dom Luís I, Lisboa

Neste trabalho foi exposto, registado, ortofotografado e desmontado um conjunto estrutural diacrónico, do qual se destacaram quatro estruturas portuárias (séculos XVII e XVIII): um cais de madeira e alvenaria, um estaleiro naval de grandes dimensões, o cais do Forte de São Paulo e o cais da Casa da Moeda.

Palácio de Monserrate, Sintra (conservação de jarrão do século XIX)

Efectuou-se a conservação de um jarrão chinês de metal e esmalte (séc. XIX) adquirido pelo primeiro Visconde de Monserrate, Sir Francis Cook.

Praça da Figueira, n.º 1, Lisboa

O objectivo principal foi a detecção de vestígios patrimoniais que pudessem ser afectados pelo empreendimento de reabertura de vala neste local.

Avenida dos Bombeiros Voluntários, Parede (Cascais)

Esta intervenção decorreu no âmbito de um projecto de recuperação de uma moradia, encontrando-se o lote de terreno no perímetro do Povoado pré-histórico da Parede, classificado como Bem Cultural de Interesse Patrimonial.

Rua Presidente Arriaga, 19-27, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico referentes ao projecto executado na Rua Presidente Arriaga decorreram entre 15 de Dezembro de 2016 e 3 de Janeiro de 2017.

Rua de São Bento, 562-570, Lisboa

Apesar dos trabalhos de remodelação do edificado terem começado antes da chegada da equipa de arqueologia, foi ainda assim possível fazer uma leitura da estratigrafia do local.

Escadinhas do Duque e Calçada da Glória, Lisboa

Esta intervenção visou definir os critérios que fundamentariam as acções de conservação e de arqueologia relativas ao troço de Muralha Fernandina existente na área do património edificado da CP.

Rua da Fonte, 6-12, Carnide, Lisboa

As obras de reabilitação do imóvel implicavam a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que integram a Zona Antiga de Carnide-Luz, em vias de classificação como Conjunto de Interesse Público.

Rua Visconde da Luz, 9-13, Cascais

A intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da reabertura de vala para a instalação de infraestruturas de ligação à rede do gás.

Rua D. Afonso Sanches, 21-23, Cascais

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico corresponderam à abertura de vala para a instalação de infraestruturas eléctricas.

Rua de Santa Justa e outras, Lisboa

Estas acções arqueológicas foram desenvolvidas durante o acompanhamento das três frentes de obra, levadas a efeito pela EPAL, de melhoria de rede de distribuição de água da cidade de Lisboa.

Rua das Alcássimas, 16-18, Oeiras

Foram executadas 5 sondagens de diagnóstico, no sentido de aferir a existência de possíveis contextos que pudessem vir a ser afectados pelo empreendimento de construção de um edifício.

Rua Nova do Desterro, 16, Lisboa

Esta intervenção consistiu na definição de um Plano de Actuação Arqueológica que permitisse aferir o potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do imóvel.

Palácio Visconde da Graça, Largo do Intendente Pina Manique, Lisboa

A ERA levou a cabo um estudo para a compreensão da evolução e da história do Palácio Visconde da Graça, situado no Largo do Intendente Pina Manique, 32-39, e das particularidades arquitetónicas que o caracterizam.

Avenidas 24 de Julho e da Índia e Rua João de Oliveira Miguens, Lisboa

No quadro de um projecto imobiliário a implementar na zona de Alcântara, levou-se a cabo uma pesquisa histórico-arqueológica sobre a área de incidência e envolvente.

Rua Nova de São Mamede, 62-68, Lisboa

A ERA procedeu à elaboração de um parecer técnico, de um diagnóstico do estado de conservação e restauro e de uma proposta de conservação e restauro para o revestimento parietal da escadaria existente no edifício.

Rua da Madalena, 89-93, Lisboa

Esta intervenção consistiu num levantamento minucioso do estado de conservação específico dos objetos identificados ao longo da análise das campanhas decorativas presentes in loco.

Palácio Mesquitela, Lisboa

Esta intervenção surgiu na sequência de trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados no Palácio Mesquitela, em Lisboa, que revelaram contextos relevantes para a compreensão da ocupação deste espaço.

Palácio dos Lumiares, Lisboa

Os objectivos visavam um diagnóstico, determinado na sequência da primeira intervenção no local, a qual evidenciou o potencial arqueológico do subsolo do Palácio dos Lumiares.

Estação do Areeiro, Linha Verde do Metropolitano de Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados no âmbito da Empreitada de Ampliação e Remodelação da Estação do Areeiro foram adjudicados à ERA pela da Hagen SA no ano de 2009 e prolongaram-se de forma periódica até 2012.

Estações Amadora-Este e Reboleira, Linha Azul do Metropolitano de Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico das diferentes frentes de obra integradas na Empreitada de Concepção/Construção dos Toscos do Prolongamento entre a Estação Amadora-Este e a Estação da Reboleira, da Linha Azul do Metropolitano de Lisboa.

Rotas das Linhas Defensivas de Torres Vedras, Núcleo da Serra da Aguieira

O diagnóstico do estado de preservação e plano de recuperação e arqueologia dos Fortes 40, 41 e 42, pertencentes ao circuito das Rotas Históricas das Linhas Defensivas de Torres Vedras foi requerido à ERA pelo Município de Vila Franca de Xira.

EPAL - PRR 46 - Rua Passos Manuel e outras, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados no âmbito deste projecto de melhoria da rede de distribuição de água na cidade de Lisboa – PRR 46, desenvolvido pela EPAL – decorreram entre Julho de 2006 e Novembro de 2007.

Rua do Recolhimento, 38, Lisboa

No ano de 2008, efectuou-se um breve enquadramento histórico-arqueológico da Rua do Recolhimento e área envolvente resultante da compilação compilação de dados existentes para a área em estudo, através da recolha da bibliografia geral e específica.

Alargamento da A8, Lanço Cril – Loures

Efectuaram-se acções de acompanhamento arqueológico no âmbito dos trabalhos de Alargamento da A8, Lanço Cril – Loures, que compreenderam desmatação, escavação de terreno e abertura de valas para colocação de tubagens e cabos eléctricos.

Travessa dos Ferreiros a Belém, 33-39, Lisboa

A ERA levou a cabo acções de acompanhamento arqueológico no âmbito do empreendimento da EPAL – Unidade de Manutenção de Lisboa

Rua da Assunção, 88, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento arqueológico do empreendimento (EPAL-UML) Empreitada Geral de Obras na Rede de Distribuição de Água de Lisboa 2011/2012.

Rua dos Cordoeiros, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento visaram a detecção de eventuais vestígios arqueológicos no decurso do projecto de renovação das infraestruturas de abastecimento de água entre a Calçada da Bica Pequena e a Caçada de Salvador Correia de Sá, através da Rua dos Cordoeiros.

Travessa do Judeu e zona envolvente, Lisboa

Executou-se o acompanhamento arqueológico da reabertura de valas da EPAL na Travessa do Judeu e zona envolvente (Rua do Sol a Santa Catarina, Travessa do Alcaide).

Rua Fernandes Tomás, 59-61, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos em questão visaram a minimização de impactes sobre eventuais vestígios, patrimoniais e arqueológicos a serem afectados pela reconversão urbana dos n.ºs 59 e 61 da Rua Fernandes Tomás.

Quarteirão dos Lagares, Mouraria, Lisboa

O objectivo foi a caracterização funcional e cronológica deste espaço, tendo também por base os dados resultantes de trabalhos anteriores, onde se identificaram vestígios de um jardim do século XVI, que teria sido construído sobre contextos relacionados com a produção oleira.

Calçada Marquês de Abrantes, 104-108, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico enquadraram-se na minimização de impactes sobre o património decorrentes das obras de reabilitação do edifício.

Rua Tomás Ribeiro, 109, Lisboa

Visou-se permitir uma intervenção atempada de salvaguarda de valores patrimoniais não identificados previamente ao início da obra de reabilitação, verificar o cumprimento das medidas de mitigação estabelecidas e documentar/registar as acções desenvolvidas.

Avenida dos Combatentes da Grande Guerra e outras, Cascais

Estas acções de acompanhamento arqueológico foram executadas no âmbito do projecto de substituição de infraestruturas de água e saneamento básico no centro de Cascais.

Moradia, Lote 9, em Marinhas (Colares)

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico da escavação mecânica da totalidade da área a afectar pela empreitada de fundações da moradia.

Rua da Assunção, 88, Lisboa

Determinou-se a abertura de uma sondagem arqueológica de diagnóstico, a qual incluiu a totalidade do subsolo a afectar para construção de um poço de elevador.

Rua da Lapa, 110, Lisboa

O intuito foi a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais e arqueológicos afectados por este empreendimento.

Rua da Misericórdia, 76, Lisboa

Estas acções arqueológicas enquadraram-se na reabilitação do edifício sito no nº 76 da Rua da Misericórdia, em Zona de Intervenção de nível II do PDM e em Zona de protecção CASTELO DE SÃO JORGE E RESTOS DAS CERCAS DE LISBOA.

Rua Marquês Ponte de Lima e adjacentes, Mouraria, Lisboa

Estes trabalhos enquadraram-se na minimização de impactes sobre o património arqueológico resultantes das obras de Requalificação do espaço Público da Mouraria.

Centro de Saúde de Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira

No âmbito da construção do futuro Centro de Saúde de Alhandra, no local onde antigamente se situava a Igreja de S. Francisco, foram realizadas 15 sondagens arqueológicas, num total de 64 m2.

Requalificação do Terreiro do Paço, Lisboa

Enquadrado no empreendimento de remodelação do Terreiro do Paço, este acompanhamento arqueológico resultou deste local se encontrar em Zona de Nível I do PDM de Lisboa, pelo que as obra afectariam uma área com potencial arqueológico.

Largo da Rosa, Mouraria, Lisboa

Esta intervenção resultou da identificação de restos humanos nas terras provenientes de uma vala aberta no Largo da Rosa, no âmbito do acompanhamento arqueológico do projecto de remodelação da Mouraria de Lisboa, durante o qual foram recolhidos dois crânios e diversos outros ossos.

Remodelação da Envolvente do Elevador da Bica, Lisboa

Os trabalhos acompanhamento arqueológico concluídos no bairro da Bica ofereceram uma importante imagem da evolução desta área de Lisboa.

Rua do Diário de Notícias, 15, Lisboa

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de escavação no piso térreo do edifício numa área de 21 m2 distribuída por dois compartimentos.

Cripta do Palácio dos Condes de Murça, Lisboa

No decorrer dos trabalhos de remodelação de um dos pavimentos, foi posta a descoberto uma cripta funerária. Ainda que, no âmbito do actual projecto, estes contextos não estivessem sujeitos a afectação, optou-se por proceder à exumação dos indivíduos ali sepultados.

Requalificação da Rua da Vitória, Lisboa

A intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de valas ao longo de toda a rua para colocação de galerias técnicas com o objectivo de passar infraestruturas de gás e água no interior das mesmas.

Rua da Quintinha, 25, Lisboa

Estes labores de acompanhamento arqueológico enquadraram-se nas obras realizadas no edifício da Rua da Quintinha, localizado na área de protecção do Aqueduto das Águas Livres.

Travessa André Valente, nº 13-19, Lisboa

Efectuaram-se três sondagens de diagnóstico, implantadas nas áreas de construção de vigas, com o objectivo de avaliar o potencial arqueológico deste espaço e consequentemente determinar as medidas de minimização a aplicar.

EPAL - Ruas do Lumiar e Alexandre Ferreira, Lisboa

Foram realizadas sondagens e acompanhamento arqueológico no decurso do projecto de Renovação de condutas de água do Lumiar, mais concretamente nas Ruas do Lumiar e Alexandre Ferreira.

Rua do Arco da Graça e Largo do Martim Moniz, Lisboa

Executou-se o acompanhamento arqueológico no âmbito do projecto de implantação das infraestruturas de abastecimento de água (EPAL) na Rua do Arco da Graça e Largo do Martim Moniz.

Aqueduto das Águas Livres, Carenque

No âmbito do empreendimento de Construção da 2ª Fase da Nova Conduta Adutora entre o R. do Alto de Carenque e o R. das Mercês, Foi realizada uma sondagem de diagnóstico sob o arco do aqueduto, na Rua do Arco, freguesia da Mina.

Construção da Conduta Adutora entre o R. do Alto de Carenque e o R. das Mercês

A ERA desenvolveu trabalhos de prospecção arqueológica prévios ao início da empreitada da Construção da 2ª Fase da Nova Conduta Adutora entre o R. do Alto de Carenque e o R. das Mercês.

Plano de Pormenor da Calçada da Ajuda, descritor de Arqueologia e Património

Referentes ao descritor de Arqueologia e Património concernente ao Plano de Pormenor da Calçada da Ajuda, estes trabalhos foram adjudicados à ERA pela Aires Mateus e Associados e decorreram em Novembro de 2012.

EPAL - Calçada dos Barbadinhos, Lisboa

Estes labores de acompanhamento arqueológico respeitaram à minimização de impactes da reabertura de uma vala da EPAL (renovação de rede) na Calçada dos Barbadinhos.

EPAL - Calçada Salvador Correia de Sá, Lisboa

A ERA levou a cabo o acompanhamento arqueológico de reabertura de vala no âmbito da Empreitada Geral de Intervenções de Renovação, Reabilitação, Ampliação e Melhoria da Rede da EPAL.

EPAL - Rua Escadinhas do Marquês de Ponte de Lima, Lisboa

Foram realizados trabalhos de reabertura de vala no âmbito do empreendimento de renovação das infraestruturas de saneamento.

EPAL - Largo de São Rafael, Lisboa

O Largo de S. Rafael tem um profundo significado patrimonial, visto localizar-se junto à antiga Torre de S. Pedro de Alfama e à antiga Igreja Paroquial de S. Pedro, que foi completamente arrasada com o terramoto de 1755 e nunca mais foi erigida.

EPAL - Rua da Bica de Duarte Belo, 57, Lisboa

No âmbito da minimização de impactes da reabertura de uma vala da EPAL na Rua da Bica de Duarte Belo, nº57, em Lisboa, estas acções de acompanhamento arqueológico decorreram no dia 31 de Julho de 2014.

EPAL - Rua do Loreto, n.º 45, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico da obra visaram a minimização do impacte da reabertura de uma vala para a ligação de um ramal da EPAL na Rua do Loreto.

EPAL - Rua da Emenda, 84, Lisboa

O acompanhamento de todas as movimentações de terra justificaram-se pelos contextos histórico-arqueológicos de toda a área do Bairro Alto e Praça Camões e conforme a legislação do PDM de Lisboa.

EPAL - Rua da Prata, n.º 163, Lisboa

Visou-se a detecção de eventuais vestígios arqueológicos afectados pelas obras de reabertura de vala para renovação das infraestruturas da rede da EPAL.

EPAL - Rua de Santa Cruz do Castelo, 52-56, Lisboa

A intervenção da ERA pressupôs a observação de movimentações no subsolo, tendo a estratigrafia detectada revelado um grau de revolvimento muito elevado, provocado pela introdução de infraestruturas.

EPAL - Rua Nova da Trindade, n.º 6, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se no projecto de implantação das infraestruturas de abastecimento de água na Rua Nova da Trindade.

EPAL - Rua do Arco do Carvalhão, Lisboa

A metodologia seguida nesta intervenção consistiu na escavação por camadas naturais, removendo os depósitos na ordem inversa à sua formação, com a aplicação da leitura estratigráfica.

EPAL - Rua Augusta, nº 4, Lisboa

A existência de níveis modernos e ocasionalmente mais antigos identificados em ruas contíguas justifica ações de acompanhamento na área, que se apresenta sensível pela incerteza da existência ou não de níveis ocupacionais preservados e/ou estruturas arqueológicas associadas.

EPAL - Rua da Assunção, n.º 13, Lisboa

A ERA efectuou trabalhos arqueológicos de acompanhamento no âmbito da intervenção nas infraestruturas da rede da EPAL na Rua da Assunção.

EPAL - Ruas Cecílio de Sousa/São Marçal/Escola Politécnica, Lisboa

Os trabalhos foram realizados ao longo de 330 metros, enquadrados na minimização de impactes relacionados com a substituição da antiga canalização em ferro por PAD.

Centro de Artes e Tecnologia, Belém, Lisboa

Durante a intervenção foram detectadas diferentes realidades arqueológicas. A fase mais recente (séc. XX) materializou-se pelas edificações de carácter industrial relacionadas com a antiga Central Tejo, complexo conhecido pela produção de electricidade a carvão.

Rua de S. Julião, n.º 72 Lisboa

Estes serviços arqueológicos decorreram no âmbito do empreendimento de requalificação do n.º 72 da Rua de S. Julião, o qual implicou a afectação de áreas com potencial de carácter arqueológico, dado que se desenvolveu em zonas de intervenção de nível 1 do PDM.

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, Lisboa

A intervenção realizada no âmbito do Projecto de Requalificação do Largo Rafael Bordalo Pinheiro permitiu confirmar alguns dados urbanísticos presentes nas fontes históricas e cartográficas.

Rua das Gaivotas, n.º 18 (antiga Fábrica de Vidro das Gaivotas), Lisboa

As sondagens de diagnóstico realizadas visaram a caracterização do potencial científico dos contextos presentes no local, fundamental para a definição do efectivo potencial patrimonial e complexidade específica deste espaço.

Beco do Castelo, Letra A, e Calçada da Rosa, 18-A, Lisboa

Realizaram-se duas sondagens de diagnóstico e subsequentes trabalhos de acompanhamento arqueológico, que permitiram caracterizar a ocupação deste espaço.

Rua do Carmo, 101, Lisboa

Estes ofícios arqueológicos foram realizados no âmbito da reabertura de valas para reinstalação de infraestruturas de electricidade (EDP)

Praça D. Pedro IV, Lisboa

Estes trabalhos referem-se ao acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala para colocação de infraestruturas na Praça D. Pedro IV.

Rua de São Bento, Lisboa

No decorrer dos trabalhos de acompanhamento arqueológico, foram registados depósitos de aterro de regularização de superfície, de cronologia contemporânea, e infraestruturas de água e esgoto, as quais foram alvo de registo fotográfico.

EPAL - Rua das Escolas Gerais, n.º 50, Lisboa

Esta intervenção visou a minimização do impacte da reabertura de dois ramais da EPAL (renovação de rede) na Rua das Escolas Gerais, n.º 50.

EPAL - Rua da Prata, n.º 155, Lisboa

Apesar de não se verificar a existência de níveis arqueológicos preservados, ou materiais cronologicamente integráveis, a sensibilidade e imprevisibilidade da área justificava a continuação de acompanhamento arqueológico durante trabalhos no subsolo.

EPAL - Rua do Olival, Lisboa

Durante o acompanhamento arqueológico, não foram identificados níveis arqueológicos preservados, nem evidências materiais dos mesmos, com a excepção de duas lajes de calcário que não foram afectadas no decorrer da obra.

EPAL - Rua dos Douradoures, n.º 57, Lisboa

Durante as ações de acompanhamento arqueológico, apenas foi identificada uma estrutura de interpretação ambígua, provavelmente associada à construção da Igreja de São Nicolau.

EPAL - Rua dos Fanqueiros, n.º 267, Lisboa

No decorrer da intervenção, não foram detectados contextos arqueológicos, verificando-se apenas unidades associadas a depósitos de aterros recentes.

EPAL - Rua dos Correeiros, 233, e Rua Garrett, 27-29, Lisboa

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico dos trabalhos de reabertura de valas da EPAL até a cota de afectação presente no plano de obra, não tendo sido identificados quaisquer vestígios de cariz arqueológico ou patrimonial.

EPAL - Rua Garrett, n.º 48, Lisboa

Durante o acompanhamento arqueológico da abertura de vala por via manual, não foram identificados níveis arqueológicos preservados, nem evidências materiais dos mesmos.

EPAL - Rua das Mercês, n.º 2, Lisboa

Estes trabalhos visaram a minimização do impacte da reabertura de uma vala da EPAL para substituição de canalizações dos ramais que fazem o fornecimento de água para o n.º 2 da Rua das Mercês.

EPAL - Rua do Teixeira, n.º 16, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento arqueológico da reabertura de uma vala para substituição do antigo ramal de água. Apenas se afectaram contextos de revolvimento contemporâneo, não se tendo identificado contextos arqueológicos preservados.

EPAL - Rua da Quintinha, 23-25, Lisboa

Durante os trabalhos de acompanhamento foi identificado um nível de aterro com materiais arqueológicos (azulejos, faiança, porcelana, cerâmica comum, restos de fauna) em conjunto com lixo contemporâneo (plásticos).

EPAL - Rua do Sol ao Rato, n.º 5, Lisboa

No decorrer dos trabalhos foram identificados vários níveis de aterro e infraestruturas de cronologia contemporânea, bem como uma estrutura possivelmente associada ao colector, não se tendo verificado a presença de materiais arqueológicos.

Rua de São Julião/Rua Augusta, Lisboa

Estes labores arqueológicos integraram-se no empreendimento de abertura de vala para instalação de cablagem de fibra óptica na Rua de São Julião/Rua Augusta.

Rua Augusta, 147-155, e Rua da Vitória, 49-55, Lisboa

Os trabalhos arqueológicos (escavação e acompanhamento arqueológico) realizados no âmbito do projecto de reabilitação do edifício sito na Rua Augusta e na Rua da Vitória.

Quinta Alegre – Palácio do Marquês do Alegrete, Lisboa

Estes trabalhos de diagnóstico arqueológico abrangeram uma superfície total de 95 m2 distribuídos pelas áreas de maior interesse para o projecto de arquitectura paisagista.

Rua de Santo António à Estrela, 48-74, Lisboa

A ERA realizou o acompanhamento arqueológico da reabertura de vala para substituição de infraestruturas eléctricas.

Largo de São Martinho, Lisboa

Os trabalhos realizados no Largo de São Martinho permitiram identificar os vestígios de uma ocupação do período romano, atestada pela presença de um pavimento em opus signinum.

Rua da Madalena, 54-60, Lisboa

A ERA levou a cabo, em 2013, sondagens arqueológicas de diagnóstico no n.º 54 da Rua da Madalena.

Travessa das Merceeiras, Lisboa

Em 2013, foram realizados trabalhos de acompanhamento arqueológico na Travessa das Merceeiras.

Carenque, Amadora

Foram realizadas 12 sondagens de diagnóstico junto às grutas artificiais de Carenque.

Rua dos Lagares, 24, Lisboa

Durante a remoção mecânica dos depósitos de superfície (aterros recentes), no âmbito da abertura das fundações para construção de um posto de transformação (PT), foi detectada a presença de restos humanos, pelo que se suspenderam os trabalhos com recurso a meios mecânicos.

GALP - Largo da Severa, Lisboa

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala para a colocação de gás canalizado e, posteriormente, a realização de uma sondagem arqueológica em virtude do aparecimento de uma estrutura durante o acompanhamento.

GALP - Rua da Vinha, 46-52, Lisboa

Durante os trabalhos de instalação de nova canalização de gás, foi identificado um nível de aterro com materiais arqueológicos (azulejos, ladrilhos, cerâmica vidrada) em conjunto com lixo contemporâneo (plásticos), bem como um caneiro desactivado já parcialmente destruído.

GALP - Rua Almirante Pessanha, Lisboa

Os trabalhos realizados na Rua Almirante Pessanha não detectaram níveis arqueológicos preservados, sendo identificado um depósito de aterro contemporâneo.

GALP - Rua dos Sapateiros, n.º 158, Lisboa

Realizou-se o acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala para implantação de um novo ramal de distribuição do gás, na área de passeio em frente ao n.º 158 da Rua dos Sapateiros.

Rua Henriques Nogueira, Lisboa

A necessidade de se proceder à abertura de uma travessia conduziu, por deliberação da DGPC e nos termos da lei geral (PDM e Plano de Pormenor da Baixa Pombalina) à realização de uma sondagem arqueológica.

Travessa do Cabral, 32-40, Lisboa

Os trabalhos consistiram na reabertura de uma vala, no passeio, para colocação de nova conduta de gás. As cotas de afectação chegaram aos 40 cm de profundidade por cerca de 40 cm de largura.

Rua dos Correeiros 130-134/Rua da Assunção 41-47, Lisboa

Os trabalhos consistiram na realização de 10 sondagens de diagnóstico localizadas em áreas a afetar pela obra de reabilitação, designadamente, nas zonas de implantação das câmaras de inspecção referentes à rede de drenagem de águas residuais.

Rua Ivens 18-28/ Rua Capelo 2-4B, Lisboa

A escavação das sondagens demonstrou uma ausência de vestígios arqueológicos cronologicamente atribuíveis a períodos anteriores ao Terramoto de 1755. Contudo, foi possível identificar elementos estruturais, que correspondem à fase contemporânea de construção do edifício, entre os anos de 1755 e 1807.

Palácio Nacional de Queluz

Estes trabalhos foram desenvolvidos no âmbito do projecto de recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz, consistindo na realização de uma sondagem de diagnóstico no extradorso da abóboda do Canal dos Azulejos e no acompanhamento da remoção dos sedimentos e limpeza desta estrutura setecentista.

Rua de São Bento, n.º 311, Lisboa

No decurso da abertura de duas valas para implantação de infraestruturas eléctricas, foram identificados níveis de aterro contemporâneos de regularização de superfície e infraestruturas de gás, água, electricidade e esgotos.

Rua dos Fanqueiros, n.º 110-114, Lisboa

Os trabalhos de diagnóstico permitiram compreender um pouco da história ocupacional deste espaço, tendo-se individualizado 5 fases que correspondem grosso modo às principais alterações.

Rua do Alecrim, 24, Lisboa

No âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício, estes trabalhos consistiram na realização de quatro sondagens de diagnóstico e no posterior acompanhamento arqueológico dos trabalhos em fase de obra.

Travessa de Remolares e Rua Nova do Carvalho, Lisboa

Esta intervenção realizou-se no âmbito da reabertura de uma vala de implantação de infraestruturas de comunicações no cruzamento entre a Travessa de Remolares e a Rua Nova do Carvalho.

Rua dos Remédios, Alfama, Lisboa

Os trabalhos permitiram recolher um conjunto de dados que ajudam a complementar as nossas noções sobre a evolução e desenvolvimento do urbanismo nos últimos 3 séculos desta área da cidade de Lisboa, e em particular deste antigo arruamento.

Hotel do Bairro Alto, Lisboa

A intervenção teve como objectivo caracterizar o património arqueológico que pudesse existir nas áreas onde era necessário proceder à abertura de sondagens geotécnicas.

Rua da Boavista, n.º 30-32, Lisboa

Estes labores foram realizados no âmbito da reabertura de uma vala para implantação de um novo ramal de telecomunicações da PT/MEO.

Calçada da Estrela, n.º 24, Lisboa

No decorrer da intervenção foram descobertos vários contextos arqueológicos relacionados com os edifícios existentes na zona antes desta sofrer uma reformulação urbanística durante o séc. XIX.

Rua da Emenda, n.º 41, Lisboa

Realizaram-se 2 sondagens de inspeção estrutural com o objectivo de informar o projecto da estabilidade da futura empreitada e detetar eventuais vestígios arqueológicos. Posteriormente, efetuou-se o acompanhamento das ações de remoção de pavimento em cimento e de abertura de caixa.

Rua da Saudade, n.º 16, Cascais

Estes trabalhos integraram-se no empreendimento de reabilitação deste edifício, tendo o espaço intervencionado correspondido à abertura de 4 áreas para implantação de sapatas/fundações.

Rua das Gaivotas, 10-22, Lisboa

Estas ações de acompanhamento arqueológico inseriram-se numa empreitada de instalação de infraestruturas de telecomunicações.

EN 374-2, Km 1+500, Reabilitação de Aterro (Loures)

Após os trabalhos de pesquisa e prospeção, não foi identificada qualquer ocupação antiga neste local, devendo, no entanto, assinalar-se que, devido a esta área ter sido já aterrada, não foi possível observar o solo original.

Rua de Artilharia 1, Lisboa

Estas ações de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da abertura de valas para colocação de cabos de telecomunicações.

Nova Conduta Adutora entre o R. do Alto de Carenque e o R. das Mercês

Levou-se a cabo o acompanhamento arqueológico de diversos trabalhos, nomeadamente, escavação de caboucos para construção de caixas, abertura de vala e desmatação de terreno.

Parque de Estacionamento Subterrâneo da Praça do Príncipe Real, Lisboa

Estes trabalhos decorreram no âmbito do planeamento e licenciamento de um projeto de construção de um parque de estacionamento subterrâneo localizado na Praça do Príncipe Real, em Lisboa.

Avenida da Liberdade, n.º 236, Lisboa

Uma vez que a empreitada se realizava num dos edifícios que integra o Conjunto de Interesse Público da Av. da Liberdade, estava previsto o acompanhamento arqueológico permanente de todas as ações que implicassem remeximento do subsolo ou eventual afetação de bens patrimoniais.

Rua de São Paulo, n.º 246, Lisboa

Tendo em conta a localização do edifício e a afetação prevista no âmbito deste projeto, procedeu-se ao acompanhamento arqueológico permanente de todas as ações realizadas por via mecânica ou manual que implicavam remeximento do subsolo.

Rua do Salitre, n.º 100, Lisboa

Foram realizadas duas sondagens até à cota de afetação de obra no interior do edifício, com o objetivo foi detetar eventuais vestígios arqueológicos a serem afetados pelo desenvolvimento destes trabalhos,

Requalificação Urbana do Alto de Santa Catarina, Lisboa

Não foram identificados níveis arqueológicos preservados que justificassem alterações ao projeto de requalificação urbana, tendo sido realizado o registo gráfico e fotográfico das realidades arqueológicas observadas, como medida de salvaguarda.

Requalificação do Espaço Público da Rua da Vitória, Lisboa

No âmbito dos trabalhos de acompanhamento arqueológico associados à empreitada foram identificados contextos funerários preservados, no cruzamento da Rua da Vitória com a Rua dos Douradores, junto à Igreja de São Nicolau.

Alteração do Antigo Convento do Desagravo do Santíssimo Sacramento, Lisboa

Apesar de grandes alterações no Convento, o acompanhamento permitiu registar um conjunto de estruturas edificadas anteriores ao atual complexo do imóvel.

Rua Cecílio de Sousa, n.º 31, Lisboa

Os depósitos registados em toda esta área consistiram em aterros, com materiais de cronologias pertencentes aos séculos XVII/XIX (Faianças, porcelanas, azulejos) e em depósitos estéreis do ponto de vista arqueológico, correspondentes a níveis de deposição natural.

Parque de Estacionamento do Campo das Cebolas, Lisboa

Na generalidade, os contextos estratigráficos observados nas diversas sondagens enquadraram-se numa cronologia contemporânea (séculos XIX/XX), estando associados à utilização do Campo das Cebolas como área portuária e sua posterior desativação.

Praça da Figueira, n.º 15, Lisboa

A intervenção permitiu aferir a diacronia ocupacional do sítio, identificando-se um conjunto de estruturas provavelmente de época pré-pombalina, identificadas no piso inferior, e um conjunto de estruturas correspondentes aos momentos contemporâneos de ocupação do edificado, no piso térreo.

Rua Eduardo Coelho, n.º 79-83, Lisboa

Na sondagem efetuada apenas se registou a presença de dois níveis de aterro e de um alicerce que suportava uma parede. No interior do edifício, não foram observados quaisquer vestígios arqueológicos ou sinais de afetação de realidades patromoniais pré-existentes.

Requalificação da Calçada da Ajuda, Lisboa

Foi identificado um conjunto de estruturas ligadas ao saneamento e ao escoamento de águas pluviais construídas na segunda metade do século XIX e relacionadas, à época, com preocupações de higiene e saúde pública.

Rua Garrett, n.º 47, Lisboa

Os trabalhos consistiram na escavação de duas sondagens de diagnóstico e no acompanhamento da abertura de uma vala, tendo como resultado a identificação de duas estruturas hidráulicas possivelmente enquadráveis no período pombalino.

Rua Bartolomeu de Gusmão 3/Rua do Chão da Feira, Lisboa

Não foram detetados estruturas ou materiais arqueológicos, correspondendo as realidades observadas a áreas amplamente remexidas no âmbito de anteriores obras de implantação de infraestruturas contemporâneas.

Rua Eduardo Coelho, n.º 67, Lisboa

Os resultados obtidos permitiram concluir que, para além das estruturas contemporâneas do atual edifício (um muro de contenção e duas caixas de esgoto já anuladas), não existiam outras realidades de valor arqueológico.

Palácio da Anunciada, Rua das Portas de Santo Antão, n.º 112-126, Lisboa

A intervenção permitiu vislumbrar um edifício que esteve ligado às figuras mais incontornáveis do século XVIII e XIX, tendo sido o espaço em que provavelmente se escreveram algumas linhas da nossa história moderna.

Casas da Lapa, Rua de São Domingos, n.º 8, Lisboa

Foram realizadas 5 sondagens geotécnicas, com abertura acompanhada pela equipa de arqueologia, e 4 sondagens arqueológicas em poço, sendo possível avançar com a caracterização do subsolo do local até à cota de substrato geológico.

EDP-CAT, Rampa da Cordoaria Nacional, Lisboa

Foi detetado um contexto arqueológico integrando elementos em madeira, tendo sido avançada a hipótese de corresponder à Rampa “dos Escaleres Reais” da Cordoaria Nacional, mandada construir pelo Marquês de Pombal e concluída no início do reinado de D. Maria I.

Hotel Baixa Chiado, Rua da Prata 221-231 e Rua dos Correeiros 158-165, Lisboa

Realizaram-se 6 sondagens arqueológicas de diagnóstico em áreas a afetar por poços geotécnicos, não tendo sido identificado património com valor arqueológico relevante, à exceção do troço de um antigo arruamento pré-pombalino.

Calçada dos Barbadinhos, n.º 138, Lisboa

Durante os trabalhos de reabertura de uma vala para telecomunicações não foram detetadas quaisquer evidências de materiais ou contextos de carácter arqueológicos preservados.

Rua de Santiago, n.º 7-9, Lisboa

As sondagens realizadas permitiram compreender a evolução deste edifício. Foi possível verificar que o palácio dos Condes de Tentúgal já existia aquando do terramoto de 1755, mas que ainda antes desse evento teria sofrido remodelações no século XVII

Condomínio do Freixo Azóia, Colares

No sentido de diagnosticar o potencial arqueológico do local, procedeu-se à realização de sondagens de diagnóstico, dispersas pelas principais áreas a afetar e recorrendo a meios mecânicos de escavação.

Atividades de Educação Patrimonial, Colégio São João de Brito, Lisboa

No ano lectivo 2014/2015, dando continuidade a um trabalho que a ERA vinha a realizar em conjunto com o Colégio SJB no campo da educação para o património, foi apresentada uma proposta para a realização de atividades a desenvolver ao longo do primeiro trimestre que culminariam com a Semana da Ciência e da Cultura, já no início do segundo trimestre.

Loja da Benetton, Largo do Chiado, 1-7, e Rua Garrett, 83, Lisboa

A ERA-Arquelogia efetuou o levantamento do estado de conservação e uma proposta de intervenção sobre o património integrado da Loja da Benetton, no Chiado.

Rua do Vale, Lisboa

Foram acompanhados os trabalhos de escavação mecânica de abertura de uma vala, tendo sido realizado o registo gráfico e fotográfico das realidades observadas.

Rua do Boqueirão Duro e Rua D. Luís I, Lisboa

Esta intervenção visou a elaboração de um Plano de Atuação Arqueológica que permitisse aferir do potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do Edifício Sorel, definindo diferentes áreas de sensibilidade arqueológica.

Rua de São João da Mata, n.ºs 11 a 13 A, Lisboa

Os trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala com vista à substituição de antigas infraestruturas relacionadas com o abastecimento público de água.

Padrão do Senhor Roubado, Olival de Basto, Odivelas

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito das intervenções junto à parede de tardoz do Padrão do Senhor Roubado.

Beco do Bugio, Lisboa

As ações arqueológicas realizadas no âmbito da instalação de infraestruturas de electricidade não identificaram níveis arqueológicos conservados nem evidências materiais.

Beco da Cardosa, n.º 13, Alfama, Lisboa

Durante o acompanhamento da reabertura de vala por via manual, não foram identificados níveis arqueológicos preservados, nem evidências materiais dos mesmos, correspondendo os depósitos identificados a aterros recentes.

Calçada do Correio Velho, n.º 10, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico foi desenvolvido no âmbito da minimização de impactes decorrentes da reabertura de vala para substituição de ramal da EDP.

Rua dos Fanqueiros, 140, Lisboa

Os trabalhos expuseram um registo estratigráfico contemporâneo, marcado pela passagem de um conjunto de infraestruturas de abastecimento de gás e água contemporâneas, e respetivas valas e depósitos de aterro.

Praça Afonso de Albuquerque/Calçada da Ajuda, n.º 32, Lisboa

Foram realizadas ações preventivas de acompanhamento arqueológico, havendo apenas a referenciar a presença de aterros com fragmentos de argamassa e fragmentos de cerâmica de construção de cronologia atual.

Calçada do Forte e Outras, Lisboa

O acompanhamento arqueológico da reabertura mecânica de valas para substituição da tubagem de gás revelou níveis estratigráficos bastante heterogéneos e já revolvidos, correspondendo a unidades de sedimento e aterro de cronologia contemporânea.

Rua das Gáveas, n.º 91 a n.º 97, Lisboa

O acompanhamento arqueológico restringiu-se à reabertura de uma única vala na Rua das Gáveas para instalação de conduta de abastecimento de gás, com uma extensão de quinze metros.

Calçada da Glória, Lisboa

Estas ações arqueológicas foram executadas no âmbito da reabertura de vala da rede M.P. de Gás Combustível Canalizado.

Largo Adelino Amaro da Costa, Lisboa

Os trabalhos consistiram no acompanhamento da reabertura de uma vala com cerca de 25 m de extensão, entre a R. da Madalena e o n.º 1 do Largo Adelino Amaro da Costa.

Rua Paiva Andrade/Largo do Picadeiro, Lisboa

No decurso dos trabalhos de acompanhamento foi reaberta uma vala para renovação da rede de gás e, apesar dos elementos identificados corresponderem sobretudo a infraestruturas de gás e eletricidade, foram detetadas três realidades de carácter arqueológico.

Pátio da Galega, Lisboa

Durante os trabalhos de acompanhamento não foram identificados níveis arqueológicos preservados. No entanto, foi identificada a presença de materiais arqueológicos (enquadráveis entre os séculos XVII e XIX), num contexto de aterro recente.

Rua da Graça, Lisboa

Na impossibilidade da observação do grau de afetação eventual sobre património na área de incidência deste projeto, foi adotada como medida mínima de minimização o registo fotográfico e descritivo do estado de situação.

Rua dos Cordoeiros, n.º 41, Lisboa

Durante os trabalhos de acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala por via manual, não foram identificados níveis arqueológicos preservados, nem evidências materiais dos mesmos.

Travessa do Pinto, Lisboa

Os níveis identificados corresponderam a aterros, sendo que a área havia sido recentemente intervencionada no âmbito da renovação de infraestruturas.

Rua de Santa Cruz do Castelo, lotes 50/52 e 54/56, Lisboa

Os trabalhos possibilitaram a identificação de uma estratigrafia complexa e intrincada, o que é consentâneo com contextos urbanos deste tipo (onde ocorre uma ocupação contínua ao longo dos séculos), sugerindo uma ocupação intensa de um mesmo espaço, sobretudo de âmbito doméstico.

Travessa Francisco Resende, Lisboa

A intervenção inseriu-se na Categoria C de trabalhos arqueológicos – ações preventivas a realizar no âmbito de trabalhos de minimização de impactes devidos a empreendimentos públicos ou privados, em meio rural, urbano ou subaquático.

Rua Ivens, n.º 49, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da instalação de um ramal de baixa tensão (EDP).

Prolongamento da Linha Azul – Amadora Este-Reboleira

Os vestígios patrimoniais/arqueológicos identificados ao longo desta empreitada resumem-se a um conjunto de achados pontuais, de estruturas em alvenaria de pedra seca, aos quais não se associavam elementos artefactuais que permitissem a sua melhor caracterização e aferição cronológica.

Rua da Junqueira, n.º 156/158, Lisboa

A intervenção foi levada a cabo como medida de mitigação de impacte sobre o património, dado que foram postos a descoberto, no decurso da implementação do projeto, vestígios arqueológicos de caráter industrial.

Travessa do Chão da Feira, Lisboa

A intervenção correspondeu ao acompanhamento da reabertura de uma vala para a instalação de infraestruturas de telecomunicações.

Convento dos Lóios, Largo dos Lóios, n.º 10, Lisboa

Este edificado apresenta um longo historial, que remonta pelo menos ao século XIII, tendo sofrido inúmeras alterações ao longo dos tempos até aos nossos dias. As sondagens intervencionadas, no máximo a 1 metro de profundidade, são testemunha destas alterações.

Palácio Ludovice, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do empreendimento de reabilitação do Palácio Ludovice, classificado como Imóvel de Interesse Público e abrangido pela Zonas de Proteção do Ascensor da Glória, do Aqueduto das Águas Livres e dos imóveis classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente.

Largo de São Julião, 15-19, Lisboa

Considerou-se adequado e vantajoso proceder a um estudo detalhado da arquitetura do edifício e, também, realizar uma avaliação aprofundada do estado de conservação dos elementos constituintes do mesmo.

Palácio Ficalho, Rua dos Caetanos n.º 18-20, Lisboa

O Palácio Ficalho integra a lista de bens de interesse municipal e outros bens culturais imóveis do PDM, encontrando-se os projetos de arquitetura sujeitos a parecer vinculativo da administração do património cultural.

Praça Tomás Ribeiro, n.º 7 e 9, Sines

O principal objetivo da intervenção foi recuperar os elementos patrimoniais integrados, nomeadamente, uma janela “gótica”, promovendo para isso ações de conservação com vista a garantir a estabilidade físico-química dos mesmos.

Hospital CUF TEJOS, Lisboa

A ERA-Arqueologia definiu um Plano de Atuação Arqueológica com o intuito de verificar o potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do projeto no Hospital CUF TEJOS.

Rua das Trinas, n.º 124/128, Lisboa

Os trabalhos dividiram-se em duas fases: a primeira caracterizou-se pela escavação de três sondagens de diagnóstico e a segunda pelo acompanhamento arqueológico ao longo da empreitada.

Rua Nova de São Mamede, 62-68, Lisboa

Os trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico de todas as ações necessárias ao projeto de intervenção estrutural, designadamente a escavação e contenção periférica.

Pátio da Fábrica da Goma, Campo de Santa Clara, n.º 78, Lisboa

No que concerne às sondagens realizadas no subsolo, os contextos intervencionados estavam grosso modo associados a diferentes fases de ocupação do espaço em época contemporânea, com vestígios predominantemente de cariz industrial.

Forte de Olheiros, Torres Vedras

As ações arqueológicas aqui desenvolvidas enquadraram-se no projeto “Rotas Históricas das Linhas Defensivas de Torres Vedras”, consistindo na escavação arqueológica de três canhoeiras, do interior do paiol e de um troço do fosso, num total de 64.75 m2, e no acompanhamento de alguns trabalhos de limpeza e regularização de estruturas.

Escola Secundária Seomara da Costa Pinto, Amadora

O objetivo que presidiu à realização dos trabalhos de cariz arqueológico traduziu-se na mitigação do eventual impacte patrimonial provocado pela empreitada de construção atribuída à Britalar/ABB ACE.

Escola Secundária D. João V, Amadora

Realizados entre Abril e Maio de 2011, estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito do projeto de requalificação da Escola Secundária D. João V.

Palácio Vila Garcia, Lisboa

A ERA-Arqueologia apresentou uma proposta de metodologia de desmontagem e montagem da escadaria do alçado nascente do edifício A existente no Palácio Vila Garcia.

Estrada de Santa Eufémia e Rua Miguel Torga, Sintra

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito do projeto de Beneficiação da Estrada de Santa Eufémia e da Rua Miguel Torga.

Rua Ivens, n.º 18 a 28, e Rua Capelo, n.º 2 a 4A, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico permitiu corroborar o sugerido pelas intervenções de diagnóstico que o precederam, não se tendo encontrado vestígio algum que pudesse ser anterior a 1755.

Av. 24 de Julho 10/Rua D. Luís I, Lisboa

Foram realizadas 7 sondagens de diagnóstico, cujos resultados permitiram concluir a inexistência de níveis arqueológicos preservados anteriores ao período Moderno/Contemporâneo até a uma cota média de 2 m de profundidade.

Rua dos Anjos, 1-1J, Lisboa

No âmbito do empreendimento de reabilitação deste imóvel, a intervenção correspondeu à abertura de 3 sondagens de diagnóstico e ao acompanhamento da escavação de sapatas perimetrais e caixa de elevador.

Av. Severiano Falcão, Lote 6, Prior Velho, Loures

As obras a realizar implicavam a afetação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolviam na Zona Especial de Proteção da “Casa da Quinta da Francelha de Cima”, Imóvel de Interesse Público. Assim, foram realizadas 6 sondagens arqueológicas de diagnóstico com meios mecânicos.

Empreendimento Alcântara Rio, Lisboa

A ERA-Arqueologia elaborou um Plano de Atuação Arqueológica com vista a averiguar o potencial arqueológico e patrimonial da área de implantação do projeto Empreendimento Alcântara Rio.

IC19 Nó do Cacém - Via Coletora Ramo B

Os trabalhos consistiram no acompanhamento da terraplanagem da zona mais a Norte e mais a Este do talude junto ao nó do Cacém, assim como do acompanhamento do corte do atual talude e abertura de uma vala no seu seguimento, para construção de um muro de sustentação de terras e suas fundações junto à berma Sul do IC19.

Rua da Esperança, n.º 41, Lisboa

A constatação de uma estrutura em alvenaria localizada no logradouro, no decurso da obra de reabilitação do imóvel, conduziu o promotor do empreendimento a interromper a empreitada e solicitar a intervenção da ERA.

Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz

Estes trabalhos procuraram dar resposta ao parecer da DGPC que propunha, como medida cautelar de salvaguarda do património arqueológico, a realização do acompanhamento arqueológico da intervenção de estabilização das floreiras do Jardim Botânico junto à margem do Rio Jamor.

Alameda dos Combatentes da Grande Guerra, 133 a 133 A, Cascais

A ERA-Arqueologia desenvolveu o projeto de recobrimento das estruturas arqueológicas presentes no interior do antigo Posto de Turismo de Cascais.

Rua Padre Américo e Rua das Cotovias, Loures

Tendo em consideração o novo projeto para o local, situado na Zona Especial de Protecção do “Palácio da Mitra”, e o seu impacto no subsolo, que implicava uma afetação de áreas muito significativa, propusemos uma estratégia de intervenção assente na execução de prospeção geofísica.

Horta do Palácio Nacional de Sintra

Os trabalhos visaram a estabilização dos elementos arquitetónicos e decorativos, assim como melhorar aspetos de ordem estética, no sentido de permitir ao visitante, ou especialista, a contemplação e usufruto do bem sem interferências causadas pelo mau estado de conservação ou pela presença de alterações/intervenções não adequadas.

Igreja do Convento de Corpus Christi, Rua dos Fanqueiros, 113-117, Lisboa

Este projeto de conservação e restauro tem como principal objetivo a salvaguarda dos elementos patrimoniais que sobreviveram às diversas alterações e que ainda permanecem no imóvel

Rua dos Remédios, Freguesia de Santa Maria Maior, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito do projeto de reabertura de vala para colocação de gás canalizado na Rua dos Remédios.

Rua do Marquês de Ponte de Lima, Freguesia de Santa Maria Maior, Lisboa

No decorrer do acompanhamento arqueológico de reabertura de vala para colocação de gás canalizado nesta rua, verificou-se que a zona intervencionada já se encontrava bastante revolvida devido à presença de infraestruturas implantadas em momento anterior aos presentes trabalhos.

Quinta de Santa Catharina de Ribamar, Cruz Quebrada, Oeiras

De modo a dar resposta à necessidade de determinar o valor patrimonial, a ERA levou a cabo a caracterização histórico-arqueológica e identificação de elementos patrimoniais da quinta de Santa Catharina.

Empreitada de Requalificação do Centro Histórico de Odivelas

Estes trabalhos decorrem de uma solicitação da Câmara Municipal de Odivelas relativamente à Empreitada de Requalificação do Centro Histórico de Odivelas, mais concretamente na Rua Neto, que decorria sem trabalhos arqueológicos.

Quinta Paço do Lumiar, Lisboa

A implementação deste empreendimento implicava a afectação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolvia numa área classificada como Conjunto de Interesse Público do Paço do Lumiar.

Jardim de Malta do Palácio Nacional de Queluz

Estes trabalhos arqueológicos decorreram no âmbito do empreendimento de recuperação do Jardim de Malta do Palácio Nacional de Queluz, considerado Monumento Nacional.

Rua do Jardim do Tabaco/Travessa do Cais da Lingueta, Lisboa

As empreitadas para implantação de cablagem de baixa e média tensão, tubagem de esgoto e cablagem de telecomunicações implicavam a afectação de áreas que poderiam apresentar potencial arqueológico, uma vez que se desenvolveram em Zonas de Intervenção de nível II do PDM de Lisboa.

Igreja Paroquial de S. Martinho, Sintra

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se no trabalho de conservação e restauro sobre estrutura com possíveis elementos arqueológicos – Muro do Portão de acesso ao adro da Igreja.

Praça do Príncipe Real, n.º 35, Lisboa

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico dos trabalhos escavação até a cota de afectação presente no plano de obra, tendo sido identificados vestígios de cariz arqueológico e patrimonial na área do logradouro.

Rua Camilo Castelo Branco, Alcabideche (Cascais)

No âmbito do projeto de execução de edificação de moradias unifamiliares, preconizou-se a realização de um diagnóstico arqueológico através da implantação de seis sondagens.

Rua das Cruzes da Sé, 15, Lisboa

Procedeu-se à abertura de quatro sondagens, duas de inspeção estrutural e duas de diagnóstico arqueológico, nas áreas de implantação da caixa do elevador e das infraestruturas e de acompanhamento.

Beco de Santa Marta n.º 1-3, Lisboa

Os trabalhos cingiram-se a abertura de três sondagem de diagnóstico arqueológico nos espaços com mais afetação na futura empreitada.

Projeto de Ampliação e Remodelação da Estação de Arroios, Lisboa

A empreitada envolvia a afetação de áreas com potencial arqueológico, desenvolvendo-se em Zonas de Intervenção de nível III do PDM e na Zona Especial de Proteção do Convento de Arroios/Convento de Nossa Senhora da Nazaré.

Travessa da Arrochela, 7, Lisboa

As obras realizadas que implicaram afetação de subsolo foram alvo de acompanhamento arqueológico permanente, incluindo a abertura de sapatas e a escavação da zona mais a sul.

Antigo Convento do Corpus Christi, Rua dos Douradores nº 84, Lisboa

Esta intervenção de conservação e restauro incide no conjunto de Cetárias existentes no antigo Convento do Corpus Christi, localizado na Baixa Pombalina, em Lisboa, imóvel classificado na categoria de Monumento de Interesse Público.

Avenida da Liberdade 81 a 89, Lisboa

Procedemos ao acompanhamento de todos os trabalhos de escavação mecânica relacionados com a implantação do projeto, nomeadamente o desaterro do interior do edifício com fachada virada à Avenida da Liberdade e de uma área de logradouro, anexa à fachada tardoz, virada à Praça da Alegria.

Rua de Santa Marta, nº 56, Lisboa

Esta intervenção de reabilitação e conservação enquadrou-se numa empreitada de requalificação neste edifício da Rua de Santa Marta.

Rua das Cruzes da Sé, 15, Lisboa

Estes trabalhos arqueológicos enquadraram-se no projeto de reabertura de valas para a colocação de infraestruturas na área situada entre a Rua Cruzes da Sé, a Travessa do Almargem e a Rua Afonso de Albuquerque.

Quinta da Penha Longa (Aldeamento A), Sintra

Os trabalhos procuraram dar resposta a uma condicionante da DGPC, que em sede de apreciação do projeto, dado o seu grande impacte ao nível do subsolo, preconizou a realização de sondagens de diagnóstico arqueológico, com vista a determinar o real impacte patrimonial da intervenção.

Travessa do Cais do Tojo, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico enquadraram-se na empreitada de reabertura de vala para a colocação de infraestruturas subterrâneas de rede de telecomunicações ao longo da travessa Cais do Tojo.

Largo do Intendente nº 57, Lisboa

Este acompanhamento arqueológico decorreu no âmbito da abertura de valas para infraestruturas de ligação do empreendimento à rede existente.

Estação Colégio Militar/Luz da Linha Azul do Metropolitano de Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito da Execução de Intervenções para a Garantia de Acessibilidades a Pessoas de Mobilidade Reduzida e Tratamento de Patologias da Estação Colégio Militar/Luz da Linha Azul do Metropolitano de Lisboa.

Remodelação do Balneário Municipal do Castelo (Lisboa)

Durante os trabalhos procedeu-se à abertura de cinco valas e de uma área de perfil quadrangular, tendo em consideração os sectores que seriam afetados pela empreitada de remodelação dos balneários.

Calçadinha de Santo Estêvão, 10-16, Lisboa

A intervenção decorreu em três fases, durante as quais se procedeu ao acompanhamento arqueológico do rebaixamento da metade Noroeste do edificado, à escavação arqueológica da vala perimetral e à escavação arqueológica das áreas de incidência das três caixas de saneamento projetadas.

Beco Espírito Santo, n.º 8, Lisboa

No âmbito do projeto de reabilitação deste edifício, a intervenção arqueológica consistiu na abertura de duas sondagens manuais de diagnóstico: uma na área afeta ao Beco do Espírito Santo e outra no espaço pertencente ao edifício da Rua dos Remédios.

Hotel Alma Lusa, Praça do Município, 21, Lisboa

Estes trabalhos de diagnóstico arqueológico enquadraram-se no empreendimento Unidade Hoteleira Alma Lusa, na Praça do Município, zona de notável importância patrimonial.

Largo das Olarias, n.º 35 a 42, Lisboa

As sondagens de diagnóstico confirmaram a existência de estruturas de combustão, associadas à produção oleira, assim como de estruturas negativas repletas de despejo de restos de produção de cerâmica e cinzas.

Rua Pedras Negras, 2, Lisboa

Levou-se a cabo a realização de uma sondagem arqueológica de diagnóstico e o consequente acompanhamento arqueológico na área a intervencionar, no seguimento de medidas de minimização apresentadas.

Rua Pedro Dias, 13, Lisboa

A intervenção permitiu aferir a presença de evidências estruturais associadas aos alicerces do próprio edifício e à ocupação do logradouro.

Rua Costa do Castelo, n.º 58, Lisboa

No decurso das sondagens de diagnóstico foi registada a presença de níveis de aterro e entulho contemporâneo e o substrato geológico, tendo sido proposto como medida de minimização o acompanhamento arqueológico da obra.

Rua Dom Pedro V, n.º 56, Lisboa

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico decorreram no âmbito do projeto de requalificação do imóvel.