Rua do Passadiço, 26-30, Lisboa

Este trabalho corresponde à pesquisa histórica efectuada pela ERA, em 2010, sobre o edifício situado na Rua do Passadiço, 26-30, em Lisboa. Da análise de documentação e na sequência da pesquisa realizada no Arquivo Histórico Municipal, concluímos que o imóvel já existia no final do séc. XIX. As fontes consultadas não referem a sua data de fundação, que poderá remontar à centúria anterior, atendendo às características pombalinas das fachadas.

A preocupação da Câmara Municipal de Lisboa em preservar o imóvel poderá também ser um indicador do seu interesse histórico e/ou arquitectónico. Note-se ainda o facto de ter sido citado na intervenção do edifício o Eng.º Réne Touzet, construtor civil muito conceituado da 1.ª metade do séc. XX, o que só por si revela o rigor na qualidade das obras realizadas.

A toponímia (Rua do Passadiço) poderá indiciar a existência duma passagem entre edifícios, entretanto desaparecida. Atente-se que se trata duma estreita, pelo que a rua poderá ter sido criada após a supressão dum passadiço. Saliente-se, ainda, que a rua ficava, em 1780, junto ao largo das Casas dos Herdeiros de D. Dinis.

Restou-nos afirmar que, em nosso entender, o edifício encerra um considerável potencial arqueológico dada a sua localização numa rua anterior ao terramoto de 1755, próxima do antigo Campo de Santana, onde existiram inúmeras construções do período moderno destruídas pelo terramoto. Assim sendo, o espaço edificado poderá «ocultar» construções mais recuadas, incluindo o Hospício dos Mercenários, do qual não se conhecem vestígios materiais.