Ruas Ivens e Capelo, em Lisboa

Durante o dia 28 de Janeiro de 2005, levaram-se a cabo trabalhos de acompanhamento arqueológico na área afectada pela instalação de uma rede de telecomunicações (Colt) na Rua Ívens e Capelo, em Lisboa. Esta intervenção teve um carácter preventivo, visando a detecção de vestígios arqueológicos e a sua caracterização acerca do valor patrimonial e científico.

No decorrer da remoção de terras constatou-se que o subsolo se encontrava bastante revolvido por sucessivas instalações de outras infraestruturas relacionadas com a rede antiga de água, gás e electricidade. Assim, em consequência das acções de acompanhamento ao longo de 18 metros de vala foi possível identificar apenas uma estrutura de interesse científico.

As medidas de minimização consistiram no registo gráfico, fotográfico e descritivo da estrutura identificada, bem como a sua protecção com geotêxtil, uma vez que não foi necessário proceder ao seu desmonte.