Igreja Paroquial de S. Martinho, Sintra

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se no trabalho de conservação e restauro sobre estrutura com possíveis elementos arqueológicos – Muro do Portão de acesso ao adro da Igreja Paroquial de S. Martinho, em Sintra. Os trabalhos foram adjudicados à ERA-Arqueologia S.A. pela Allianz, em 2012, tendo decorrido no dia 22 de Maio de 2019.

No decurso das operações, ficou à vista uma fiada da alvenaria do muro limite sul do adro da Igreja. Este era constituído por blocos regulares de média dimensão de calcário, dispostos de modo a formar um aparelho regular, constituindo um conjunto homogéneo e coerente, no qual não se observou a presença e reutilização quer de elementos arquitectónicos mais antigos, quer de diferentes tipologias, ou seja, corresponderia a um único momento construtivo.

Tal parece estar de acordo com a ideia de que a delimitação do adro com a construção do Portão existente actualmente terá ocorrido no início do século XX, uma vez que, estilisticamente, quer as pilastras, quer o portão em ferro parecem corresponder ao gosto decorativo dos anos 10/20 desse século. Acresce dizer que as “pilastras revivalistas do portão” poderão ter sido edificadas com um calcário de mais baixa qualidade, proveniente da zona das Murtas e conhecido como “vidraço das Várzeas”, portanto diferente da matéria-prima usada na Igreja.