Estrada de Santa Eufémia e Rua Miguel Torga, Sintra

As ações arqueológicas realizadas no âmbito do projeto de Beneficiação da Estrada de Santa Eufémia e da Rua Miguel Torga, em Sintra, foram atribuídas à ERA-Arqueologia pela Ideal Jardins e decorreram entre os dias 20 de Julho e 20 de Outubro de 2017.

Os trabalhos foram executados em duas fases. Primeiramente, preconizou-se a escavação de trinta e oito sondagens de diagnóstico, implantadas na área a afetar pelas caixas de visita das diferentes infraestruturas (rede de condutas Itur; redes de abastecimento, rede de drenagem de águas residuais e pluviais), tendo-se procedido, numa segunda fase, ao acompanhamento arqueológico da abertura das valas que fazem a ligação entre estas caixas.

Apenas se identificou uma realidade arqueológica, correspondente a uma calçada constituída por elementos pétreos graníticos de morfologia subretangular. A localização do pavimento, na Estrada de Santa Eufémia, e a sua orientação – no sentido da ermida –, permitiu concluir que poderíamos estar perante os vestígios do antigo caminho de ligação entre o Terreiro da Ermida de Santa Eufémia e o Largo de S. Pedro.

O restante espaço intervencionado caracterizou-se, grosso modo, por uma sequência estratigráfica simples e linear de níveis de aterro maioritariamente estéreis, sendo a potência estratigráfica reduzida, tendo-se identificado o substrato geológico a poucos centímetros do nível de superfície.

O estudo artefactual não permitiu obter grandes considerações relativamente à área intervencionada, considerando o parco espólio arqueológico recolhido, maioritariamente, em contextos secundários de deposição e com índices de rolamento acentuado, exemplo patente no fragmento de asa recolhido no depósito da sondagem 37.

Assim, considerámos que foram cumpridos os pressupostos apresentados durante o pedido de autorização dos trabalhos arqueológicos. Todavia, aditou-se que quaisquer ações futuras careceriam da presença da equipa de arqueologia, devido a esta área se situar na zona de proteção do sítio de Santa Eufémia da Serra (Imóvel de interesse público) e da Área Cultural de Sintra, classificada como Monumento Nacional/Património Mundial da Unesco.