Edifício 1-3 do Alto do Longo, Príncipe Real, Lisboa

O acompanhamento arqueológico realizado no âmbito da empreitada de construção de uma moradia familiar de três pisos na área do antigo edifício 1-3 do Alto do Longo, no Príncipe Real, em Lisboa, decorreu entre 23 e 26 de Agosto de 2011.

O objectivo consistiu na detecção de vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados pelos trabalhos desenvolvidos pela obra. Assim, face à necessidade de movimentações de terras com afectação directa do subsolo, esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais.

Procedeu-se ao acompanhamento dos trabalhos de escavação até à cota de afectação presente no plano de obra, não tendo sido identificados vestígios contextualizados de cariz arqueológico ou patrimonial. Desta forma, foram cumpridos os propósitos de minimização de impactes patrimoniais para uma zona de nível 2 do PDM de Lisboa, constantes do Plano de Trabalhos aprovado pelo IGESPAR.