Alargamento da A8, Lanço Cril – Loures

As acções de acompanhamento arqueológico efectuadas no âmbito dos trabalhos de Alargamento da A8, Lanço Cril – Loures decorreram entre 3 de Julho de 2009 e 30 de Setembro de 2010. Estes compreenderam desmatação, escavação de terreno e abertura de valas para colocação de tubagens e cabos eléctricos.

O objectivo principal foi a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados na área de intervenção das obras, bem como garantir a protecção e salvaguarda dos mesmos e efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial

Durante o acompanhamento arqueológico, registou-se na berma Oeste da A8, no km 3+580, a presença de uma Caleira de possível cronologia romana, executando-se uma sondagem arqueológica neste local. Na berma Este, entre o KM 3+766 e 3+759, verificou-se a presença no topo do talude de uma mancha de dispersão de material cerâmico de cronologia romana, tendo sido feitas aqui duas sondagens arqueológicas.

Para além desta estrutura e da mancha de dispersão de material cerâmico, observou-se em quase toda a área intervencionada o aterro argilo-arenoso avermelhado a cobrir o aterro argilo-arenoso amarelado, que por fim cobre o sedimento avermelhado com nódulos brancos, correspondendo a terreno natural sem qualquer vestígio de interesse arqueológico.