Almoinhas

A área inicialmente delimitada para a intervenção arqueológica consistia em 44 m2. No entanto, com o início dos trabalhos, verificou-se que o seu limite nordeste distava cerca de 6 metros do talude da estrada, espaço este abrangido pelo projeto de implantação da escadaria. Após se ter verificado nos planos dos trabalhos, anteriormente, realizados que nesta área não se tinha intervencionado até ao nível geológico, optou-se, em concordância com o LIDL& Companhia, por estender a escavação até ao referido talude, dado que a afetação posterior desta zona poderia implicar a destruição de eventuais contextos arqueológicos preservados.

A intervenção realizada pela Era Arqueologia S.A. na Villa das Almoínhas permitiu identificar três muros e duas sepulturas, alargando, assim, a área de necrópole já conhecida. Em ambas as sepulturas foi identificado espólio votivo, a par de um total de duas dezenas de cavilhas em ferro, que constituem indícios de uma prática funerária de inumação. Foi ainda possível identificar a existência de um muro em pedra basáltica, junto das estruturas funerárias, cronologicamente enquadrável no mesmo período. Numa fase posterior dos trabalhos foram identificados mais dois muros naquele suporte pétreos e enquadráveis no mesmo período cronológico.