Quinta do Vale dos Anjos, Seteais (Sintra)

As acções de acompanhamento arqueológico realizadas, entre Agosto e Setembro de 2008, na Quinta do Vale dos Anjos, em Seteais, Sintra, inseriram-se no âmbito da construção de uma moradia privada com uma área de 638 metros quadrados numa herdade de cerca de 14 hectares.

Foram acompanhadas todas as remoções de terras e desmonte de estruturas, que consistiram na preparação e limpeza da zona de obra para início dos trabalhos, na criação de uma área de garagem, na abertura de sapatas e valas para fundações e desmonte de muros de contenção de terras.

A zona de obra localiza-se a cerca de 50 metros para Sul dos jardins do Palácio de Seteais, na Avenida Barbosa du Bocage, sendo a estrada que assegura a ligação entre o centro histórico de Sintra e a aldeia de Monserrate a linha divisória entre as duas propriedades. Refira-se que, em Junho de 2005, partes da herdade onde se situa a obra foram prospectadas por arqueólogos do Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, tendo sido recolhidos diversos fragmentos de cerâmica manual e a torno de vários períodos históricos.

A área em questão encontra-se delimitada por muros de alvenaria de calcário de grande dimensão, sendo o muro do lado Sul o limite de uma azinhaga de acesso ao topo da Serra de Sintra. No espaço de trabalhos estava um imóvel feito em alvenaria de calcário de grande dimensão que foi demolida sem a presença do arqueólogo em obra. Do desmonte desse edifício, apenas foi alvo de acompanhamento a remoção de uma parede de tijolo contemporâneo rebocado a cimento e dos entulhos provenientes da sua demolição.

Foi igualmente desmontada, sem acompanhamento arqueológico, a quase totalidade do muro de contenção de terras do lado Norte (cerca de 28 metros de comprimento) e a totalidade do muro do lado Oeste. No decurso das acções de acompanhamento não foram identificados quaisquer contextos arqueológicos preservados.