Avenida da Liberdade 81 a 89, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados no âmbito do projeto de reabilitação de um edifício sito no N.º 81 a 89 da Avenida da Liberdade, em Lisboa, decorreram entre os dias 6 de Abril e 11 de Agosto de 2020, sempre que os trabalhos de construção implicaram afetações no subsolo. As obras a realizar implicavam a afetação de áreas com potencial arqueológico, já que se desenvolviam em Zona Especial de Proteção (ZEP) da “Avenida da Liberdade”, classificada como Conjunto de Interesse Público.

Procedemos ao acompanhamento de todos os trabalhos de escavação mecânica relacionados com a implantação do projeto, nomeadamente o desaterro do interior do edifício com fachada virada à Avenida da Liberdade e de uma área de logradouro, anexa à fachada tardoz, virada à Praça da Alegria. A estratigrafia identificada no decurso do acompanhamento, de origem antrópica, é composta por uma sucessão de depósitos areno-argilosos, mais ou menos espessos, que evidenciam os aterros que foram realizados nesta zona a partir de inícios do século XIX para regularização do terreno onde hoje se implanta a Avenida da Liberdade e a transição para a vertente onde hoje se implanta a Praça da Alegria. 
 
Não identificámos qualquer estrutura que pudesse indiciar uma pré-existência ao edifícios atuais ou uma remodelação do espaço no tempo de vida dos mesmos. O espólio identificado no decurso do acompanhamento é composto unicamente por cerâmica de construção de cronologia moderna e contemporânea, sendo desprovido de qualquer valor científico ou patrimonial.