Rua de Serpa Pinto, Lisboa

Esta intervenção consistiu no acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala de instalação de uma rede de telecomunicações na Rua de Serpa Pinto, em Lisboa. O objectivo foi a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados pelo desenvolvimento das obras, bem como a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Os trabalhos iniciaram-se junto ao nº 13 da Rua Serpa Pinto e resumiram-se à abertura de uma caixa de 1,20m x 1,10m com cerca de 1,10m de profundidade. Foi possível constatar que esta área já havia sido intervencionada inúmeras vezes antes desta operação (observou-se a presença de várias infraestruturas no local, nomeadamente, água, gás e telecomunicações).

No decurso da remoção de terras – um nível de aterros que cobria o cabo a substituir – não foram detectadas evidências arqueológicas (estruturais, artefactuais e/ou faunísticas).