Travessa do Judeu e zona envolvente, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico de reabertura de valas da EPAL (UML – Unidade de Manutenção de Lisboa – Novos Abastecimentos – NVA) na Travessa do Judeu e zona envolvente (Rua do Sol a Santa Catarina, Travessa do Alcaide) decorreram no dia 9 de Março de 2012.

O objectivo consistiu na detecção de eventuais vestígios arqueológicos que pudessem ser afectados pela empreitada, numa perspectiva de minimização de impactes patrimoniais face à necessidade de realização de movimentações de terras, com afectação directa do subsolo.

Procedeu-se ao acompanhamento arqueológico dos trabalhos de escavação até a cota de afectação presente no plano de obra, não tendo sido identificados quaisquer contextos preservados de carácter arqueológico.