Avenida António Augusto Aguiar/Rua Dr Nicolau Bettencourt, Lisboa

As acções de acompanhamento arqueológico efectuadas no âmbito da construção de um novo edifício no local da antiga Clínica de São Lucas, situado entre a Avenida António Augusto Aguiar (144) e a Rua Dr. Nicolau Bettencourt, decorreram de 4 de Setembro a 22 de Dezembro de 2014.

O acompanhamento foi iniciado quando já se encontravam a descoberto três muros no sector um, tendo dois deles sido afectados até à cota de afectação da obra numa fase anterior à entrada da equipa de arqueologia. Neste sector, foram também identificados materiais arqueológicos de época contemporânea, como azulejos, faiança, vidro e ferro, aparentemente associados aos muros identificados.

No sector 3 identificou-se um poço, sem materiais associados, que foi devidamente registado, mas o seu desmonte não foi acompanhado arqueologicamente porque a equipa de arqueologia não fora informada da operação. No entanto, dado o reduzido valor patrimonial da estrutura, não se revelou necessária a aplicação de medidas de minimização adicionais.

Mais tarde, foi posto a descoberto um caneiro que, com o evoluir dos trabalhos, se percebeu estar directamente associado ao poço inicialmente identificado. Após os devidos registos, e com o parecer positivo da DGPC, procedeu-se ao seu desmonte acompanhado.

Devido à forma construtiva e aos materiais encontrados, os muros e materiais associados aparentavam fazer parte de um compartimento, de época contemporânea, que teria um poço para o fornecimento de água através do caneiro, pertencente a uma habitação que ali teria existido. As estruturas teriam sido desactivadas e destruídas aquando da construção da antiga Clínica de São Lucas, também já demolida para a construção do novo edifício. O sector dois não apresentou nenhum material ou estrutura arqueológica.