Rua da Correnteza, 54 a 64, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico realizados na Rua da Correnteza, freguesia de Santa Maria de Belém, em Lisboa, tiveram lugar no âmbito da remodelação do edifício com os nºs de polícia 54 a 64. Incidiram na abertura de 17 sapatas para reforço da estrutura do edifício, 6 delas junto à fachada principal e as restantes 11 no pátio interior do edifício.

A abertura da maioria das sapatas não revelou vestígios de carácter arqueológico. Surgiram apenas alguns fragmentos de cerâmica de construção que, devido à sua cronologia recente, não foram recolhidos, embora na sapata 11 tivesse aparecido – descontextualizada - uma moeda de X reis, de D. Luís I, datada de 1883. Todas as sapatas foram descritas em fichas de acompanhamento, sendo também registadas fotograficamente.

Consideraram-se assim cumpridos os objectivos desta intervenção – expostos em plano de trabalhos aprovado pelo IGESPAR –, que se prendiam com a minimização de impactes e a salvaguarda do património arqueológico e histórico. Mais uma vez foi confirmada a importância dos trabalhos de acompanhamento arqueológico.