Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, Lisboa

O acompanhamento arqueológico levado a cabo na Rua do Paraíso/Calçada do Forte, nº58-62, em Lisboa, teve como objectivo a minimização do impacto dos trabalhos de remodelação do espaço interior daquele edifício. Os trabalhos foram realizados entre os dias 30 de Junho e 21 de Julho de 2010.

Das realidades identificadas destacaram-se os dois fornos de média dimensão e o realinhamento e reorientação da parede Oeste do imóvel, que se deu devido aos trabalhos de abertura da estrada da Rua do Paraíso. Assim, a parede foi cortada pela nova zona de passagem, tendo a linha de fachada recuado para a posição actual. A parede Norte foi outro caso de uma parede que foi adicionada ao espaço, não tendo sido originalmente projectada aquando da construção do mesmo.

A construção destes fornos data do século XVIII, tendo sido atestado um longo período de utilização pelos diversos aparelhos de construção observados, que confirmam várias acções de remodelação/reparação. Em relação aos materiais recolhidos, verificou-se que a diacronia identificada se situa entre os séculos XVI/XVII até ao século XIX.

Considerou-se, desta forma, que os trabalhos de acompanhamento arqueológico proporcionaram o conhecimento de realidades e a sua salvaguarda pelo registo, contribuindo para um melhor conhecimento daquele espaço e das realidades arqueológicas que o constituem.