Beco da Cardosa, n.º 13, Alfama, Lisboa

Os labores arqueológicos de acompanhamento realizados junto ao n.º 13 do Beco da Cardosa, em Alfama, no âmbito do empreendimento de reabertura de vala sobre infraestruturas da EDP para substituição de cabos, foram adjudicados à ERA-Arqueologia pela João Jacinto Tomé, S.A. e decorreram no dia 26 de Março de 2014.

Durante o acompanhamento da reabertura de vala por via manual, não foram identificados níveis arqueológicos preservados, nem evidências materiais dos mesmos, correspondendo os depósitos identificados a aterros recentes. De facto, a área em questão apresentava já revolvimento dos depósitos, pelo que se realizou o registo fotográfico da estratigrafia sequenciada e descrição/relação dos diferentes depósitos identificados.

Apenas se detetaram duas peças cronologicamente integráveis em período Moderno/Contemporâneo, nomeadamente uma moeda e uma tampa em faiança em contexto de aterro. Por fim, refira-se que a sensibilidade e imprevisibilidade da área justificavam a continuação das ações de acompanhamento arqueológico durante trabalhos no subsolo.