Travessa do Chão de Loureiro, Lisboa

A intervenção arqueológica na Travessa do Chão de Loureiro, em Lisboa, no âmbito de uma empreitada de colocação de infraestruturas de telecomunicações, foi adjudicada à ERA pela PDT – Projectos de Telecomunicações S.A. e decorreu no dia 5 de Setembro de 2012.

Os trabalhos enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre vestígios patrimoniais a serem afectados pela empreitada e contemplaram o acompanhamento arqueológico de todas as acções que implicassem remeximento do subsolo. Assim, procedeu-se ao acompanhamento da abertura de uma vala, entre o nº de polícia 2 e 7, com cerca de 20m de comprimento.

Observou-se apenas a presença de níveis revolvidos em período contemporâneo, nomeadamente pela instalação de outras infrastruturas de subsolo (gás e electricidade). Não se identificaram contextos arqueológicos preservados.