Mosteiro Jesuíta de Carcavelos – Quinta da Alagoa

Esta intervenção visou dar resposta a uma solicitação da Câmara Municipal de Cascais, no âmbito do projecto de valorização do Mosteiro Jesuíta de Carcavelos – Quinta da Alagoa. No decorrer dos trabalhos efectuados procedeu-se, após a picagem das paredes, ao registo ortofotográfico das paredes seleccionadas e respectiva análise estratigráfica.

Após a análise das paredes, da planta e da documentação existente relativa a este espaço, foi possível definir três momentos distintos de construção: um inicial relacionado com a casa jesuíta; outro relacionado com a Quinta da Alagoa propriamente dita, que corresponde ao alargamento do núcleo edificado existente; e um terceiro que poderia ser contemporâneo do segundo, mas que seria tratado de forma independente, uma vez que corresponde a um corpo que foi claramente adossado à estrutura pré-existente, na zona NO.

Dada a natureza dos resultados obtidos, para a confirmação de algumas das hipóteses lançadas ao longo deste trabalho deveriam ser realizadas sondagens arqueológicas. O objectivo seria, por um lado, aferir as relações temporais entre os corpos principais deste conjunto edificado e, por outro, possibilitar a atribuição de funcionalidades dos diferentes espaços.