Jardim das Damas (Palácio da Ajuda), Lisboa

A ERA levou a cabo, em 2015, o acompanhamento arqueológico do empreendimento de reabilitação do Jardim das Damas, assim como do sistema de drenagem da zona (vertente) localizada entre o Palácio da Ajuda e o Jardim das Damas. No decurso dos trabalhos, foram abertas 7 valas e duas caixas, nas quais se observaram três estruturas interpretadas como estando relacionadas com o sistema original de canalizações do Jardim.

Para além destas realidades, destacou-se um troço da parede (demolida no âmbito deste projecto) localizada entre a Calçada da Ajuda e o Palácio, que foi objecto de picagem com vista à realização de leitura parietal. Ainda que tenham sido identificadas algumas acções de reparação/reforço/reutilização, os resultados desta observação não foram suficientes para atribuir uma cronologia a esta realidade. Neste sentido, e considerando que poderiam ter subsistido evidências da denominada Barraca Real (séc. XVIII), restou-nos sugerir que a mesma faria parte das antigas cozinhas daquele espaço.

De todas as estruturas registadas no desenrolar deste trabalho, apenas se observou a necessidade de proceder à demolição de um muro, dado que nos restantes casos foi possível adaptar o projecto no sentido de não afectar as pré-existências.