Travessa da Ferrugenta, nº 5, Lisboa

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico efectuados no âmbito dos trabalhos de escavação inerentes à construção de uma moradia unifamiliar no nº 5 da Travessa da Ferrugenta, em Lisboa, decorreram nos meses de Junho e Julho de 2007.

O objectivo foi identificar a presença de eventuais realidades de valor arqueológico e patrimonial e minimizar o impacte negativo resultante dos trabalhos de remoção de terras. Note-se que a escavação total da área em causa fora precedida da abertura de uma sondagem, em Agosto de 2006, com o devido acompanhamento arqueológico, que não revelou quaisquer contextos arqueológicos. 

Tal como sucedeu em 2006, as movimentações de terras realizadas no n.º 5 da Travessa da Ferrugenta em 2007 não apresentaram quaisquer vestígios e materiais de interesse arqueológico. A profundidade atingida na escavação (3 metros) permitiu, inclusivamente, alcançar o substrato geológico, caracterizado por blocos de calcário branco. 

Foram cumpridos os objectivos estabelecidos, nomeadamente a minimização de eventuais impactos negativos decorrentes da abertura da vala e/ou a identificação de possíveis realidades arqueológicas existentes no local, através de um acompanhamento arqueológico rigoroso e eficaz. A inexistência de contextos arqueológicos não exigiu quaisquer medidas adicionais, para além do respectivo acompanhamento e registo descritivo e fotográfico, que foi devidamente efectuado.