Travessa de Santa Teresa, nº 21, Lisboa

Enquadrados no projecto de alterações de um edifício sito na Travessa de Santa Teresa, nº 21, em Lisboa, estes trabalhos arqueológicos foram adjudicados à ERA pela Imogávea e concretizados no dia 23 de Maio de 2013.

No âmbito deste projecto, e de acordo com condicionante da tutela, foram programadas e executadas, em 2011, acções preventivas de acompanhamento arqueológico permanente durante as movimentações de terra. Visou-se detectar eventuais vestígios arqueológicos afectados pelo desenvolvimento destas obras, bem como efectuar a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Esta intervenção, cumprindo o mesmo objectivo, consistiu no acompanhamento da abertura de uma vala para instalação de cabos de telecomunicações, permitindo a ligação do referido edifício à rede pré-existente.

Ao nível estratigráfico, verificou-se que o subsolo desta área se encontrava já muito afectado pela implantação de outras infraestruturas de subsolo, nomeadamente de água, electricidade e saneamento urbano, que sobrepunham o substrato geológico constituído por argilas de tom esverdeado. Não se identificaram materiais ou contextos arqueológicos preservados.