Travessa do Pinto, Lisboa

As ações arqueológicas desenvolvidas no quadro do empreendimento de renovação da Rede de Gás Combustível Canalizado na Travessa do Pinto, em Lisboa, foram adjudicados à ERA-Arqueologia pela Lisboagás/Galpenergia e decorreram no dia 21 de Abril de 2014.

No decurso do acompanhamento das obras não foram detetados níveis arqueológicos preservados, nem vestígios materiais de caracterização. Os níveis identificados corresponderam a aterros, sendo que a área havia sido recentemente intervencionada no âmbito da renovação de infraestruturas.