Avenida da Índia, nº 186, Lisboa

A ERA efectuou o acompanhamento arqueológico da escavação e movimentação de terras, após o desmonte total de paredes e levantamento de pavimentos, do edifício da Casa do Arco da Torre. Os labores decorreram no âmbito da empreitada de desmantelamento do imóvel antigo e reconstrução, na mesma área, de um novo prédio, localizado na Av. da Índia, nº 186, Restelo, Lisboa.

A intervenção foi levada a cabo, de modo não continuado, entre Setembro de 2009 e Abril de 2010, surgindo na sequência de uma fase anterior de sondagens de diagnóstico. O acompanhamento justificava-se por o edifício Casa do Arco da Torre se encontrar inserido em zona 2 do PDM, acentuado pelo interesse histórico desta estrutura e pela sua proximidade de um importante sítio arqueológico romano – a fábrica de salga de peixe da Casa do Governador da Torre de Belém (Rua Bartolomeu Dias). Além disso, este imóvel encontra-se integrado na ZEP da Torre de Belém.

Arqueólogo da ERA.

Os trabalhos foram dificultados pelas condições de visibilidade do terreno, que, dada a proximidade com o rio, se encontrava frequentemente alagado (e recoberto de lamas) em função das marés e das fortes chuvas que se abateram sobre este sítio. A regularização do caudal de água só foi possível com o recurso constante a bombas de água. Tendo isto em conta, o que se procurou fazer foi um levantamento e registo exaustivos, ensaiando responder ao máximo de questões e visando estabelecer uma interpretação do sítio, a mais completa possível.

Possibilitou-se a identificação de um conjunto de vestígios edificados, sendo algumas das construções relativamente sólidas e de qualidade, cuja análise e interpretação permitiu reconhecer e documentar diferentes fases/edifícios existentes neste espaço, acrescentando e enriquecendo a história do lugar da Casa do Arco da Torre.