Linha Eléctrica AHE/Sistelo (Arcos de Valdevez)

Estes trabalhos foram adjudicados à ERA-Arqueologia pela AQUALOGUS – Consultores de Hidráulica e Recursos Hídricos, Lda. e decorreram, entre os dias 26 e 27 de Julho de 2013, no quadro do Descritor de Património da Linha Eléctrica AHE/Sistelo, realizado nos concelhos de Arcos de Valdevez e Monção.

A intervenção consistiu na prospeção arqueológica sistemática do traçado da linha eléctrica nas zonas compreendidas entre a freguesia de Sistelo e a zona de Sinos, situada na freguesia de Loureda, concelho de Arcos de Valdevez, num corredor de 100 metros delimitado por duas rectas paralelas distanciadas 50 m do eixo do traçado da ligação eléctrica.

Foi possível identificar 1 sítio de carácter patrimonial correspondente a um cruzeiro – sítio n.º 1, Cruzeiro de Carvalhais, situado a 146.50 m da infraestrutura projetada. Dada a distância entre este elemento patrimonial e o traçado da linha elétrica, o impacto foi considerado nulo, tendo sido preconizada, como medida de minimização, a sinalização da estrutura durante a fase de obra e o registo fotográfico da mesma (Classe C).

Foram ainda relocalizados 3 elementos patrimoniais que se encontravam tanto no interior do corredor prospectado – Mamoa 2 das Lameiras (CNS19309) – como nas proximidades do mesmo – Mamoa 1 das Lameiras (CNS 19308) e Mamoa 3 das Lameiras (CNS 19310). Dada a distância entre estes elementos e o traçado da linha, o impacto também foi considerado nulo.

Uma vez que estes elementos se situavam perto dos acessos à zona de afectação desta empreitada, preconizou-se igualmente a sinalização dos mesmos e o respetivo registo fotográfico durante a fase de obra como medida de minimização (Classe C). Foi ainda realizada uma tentativa de relocalizar o Cortelho das Cavadinhas, identificado nas prospeções realizadas em Fevereiro de 2012 para a atualização do Quadro de Referência, o qual não foi possível dada a densidade de vegetação existente atualmente neste local.