Braga

Remodelação e ampliação da Casa do Carmo (Casa dos Conde Margaride) - Guimarães

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito do projeto de remodelação e ampliação da Casa do Carmo (Casa Margaride) em Guimarães. Estes trabalhos decorreram entre os dias 10 e 14 de Agosto. Em resultado da pré-avaliação, foi entendido dada a afetação do subsolo provocada pela execução do projeto, que teriam de ser realizadas sondagens arqueológicas prévias à obra na área de ampliação do edifício.

Linha Eléctrica AHE/Sistelo (Arcos de Valdevez)

Estes trabalhos consistiram na prospeção arqueológica sistemática do traçado da linha eléctrica nas zonas compreendidas entre a freguesia de Sistelo e a zona de Sinos, situada na freguesia de Loureda, concelho de Arcos de Valdevez.

Núcleo Arqueolológico da R. dos Correiros, em Lisboa

Importante projecto de conservação e restauro do mosaico romano

A7 Guimarães – Fafe – Basto

A ERA-Arqueologia levou a cabo prospecções arqueológicas sistemáticas no traçado aprovado para a auto-estrada A7 Guimarães – Fafe – Basto, num total de cerca de 37 km e tendo por limites a área de afectação directa de implantação do eixo da nova via.

Parque Eólico de Peneda

A ERA-Arqueologia realizou trabalhos de inventariação do património arqueológico e arquitectónico no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental do Parque Eólico de Peneda.

Prospecção IC5, Sublanço Nozelos – Miranda do Douro

A ERA-Arqueologia foi contratada para realizar o Estudo Prévio (vertente patrimonial) no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental do IC5, sublanço Nozelos (IP2) – Miranda do Douro (Duas Igrejas).

Parque Eólico da Altas Terras de Fafe

A ERA-Arqueologia levou a cabo prospecções sistemáticas no âmbito do quadro de referência patrimonial na área de afectação do futuro Parque Eólico.

Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor

Estes trabalhos de prospecção decorreram da aplicação das medidas de minimização de impactes constantes na Declaração de Impacte Ambiental no âmbito do procedimento de Avaliação de Impacte do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor.

Barragem de Picote, Miranda do Douro

Os trabalhos arqueológicos realizados na construção do reforço de Potência da Barragem de Picote consistiram na observação de todas as movimentações de terras, mecânicas ou manuais, decorrentes dos trabalhos da empreitada.

Barragem de Picote, Miranda do Douro (arte rupestre)

Esta intervenção consistiu na realização de diagnóstico do potencial arqueológico e das condições de execução de ulteriores trabalhos de prospecção dirigida à identificação de arte rupestre na zona de afectação da empreitada.

Imóveis Arquitectónicos e Arte Rupestre (preservação), Sabor

A preservação in situ dos imóveis arquitectónicos e maciços com arte rupestre inseriu-se no cumprimento das medidas de minimização do RECAPE do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor, em conformidade com o estabelecido na DIA.

Capela de S. Lourenço e Igreja de S. Antão da Barca (trasladação), Sabor

Levou-se a cabo o estudo prévio relativo à transladação do património artístico integrado da Capela de S. Lourenço e Igreja do Santuário de S. Antão da Barca, no âmbito dos estudos a desenvolver na fase de concurso do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor.

CC Dolce Vita, freguesia de Dume, Braga

A intervenção consistiu no acompanhamento permanente de todas as movimentações de terras e de outras acções que pudessem ter afectação do subsolo ou de elementos de carácter patrimonial.

Desvios de Linhas para as Subestações de Frades e Pedralva

Esta intervenção enquadrou-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre os vestígios patrimoniais identificados durante os trabalhos de intervenção no subsolo, assim como no cumprimento das medidas de mitigação preconizadas no Estudo de Incidências Ambientais.

Subestação de Lagoaça (220 kV), Freixo de Espada à Cinta

Esta intervenção incidiu sobre todas as movimentações de solos realizadas por meios mecânicos, como abertura de caboucos, desmatações, bem como a realização de uma prospecção sistemática antes e depois das desmatações

Rua António Maria Cardoso, nº 2 a 38, Lisboa

O acompanhamento arqueológico visou a minimização de impactes sobre eventuais vestígios patrimoniais a serem afectados pela reposição da rede do gás.

Sistema de Abastecimento de Água de Barrocal do Douro, Miranda do Douro

O acompanhamento arqueológico realizado no âmbito deste projecto visou a salvaguarda do património arqueológico, etnográfico e patrimonial durante os trabalhos de escavação.

Linhas Lagoaça/Aldeadávilla 1 (400kV) e Pocinho/Aldeadávilla ½ (220 kV)

A intervenção incidiu sobre todas as movimentações de solos realizadas por meios mecânicos, como abertura de caboucos, desmatações, efectuando-se uma prospecção sistemática antes e após as desmatações.

Sítio de Portela de Seradelo 1, freguesia de Meirinhos, Mogadouro

Os trabalhos no sítio de Portela de Seradelo 1 enquadraram-se numa perspectiva de minimização de potenciais impactes arqueológicos de uma área a afectar pela construção do “Lote 8 Nozelos (IP 2)/Mogadouro”.

Empreitada Geral de Construção do Reforço de Potência do Picote

O objectivo foi a salvaguarda do património arqueológico, etnográfico e patrimonial durante os trabalhos de escavação e na área envolvente à obra.

Rede Primária F4 de gás natural – Plano Director da Zona Nascente de Braga

Através da definição de uma estratégia geral de intervenção, visou-se garantir a execução de todos os trabalhos de escavação previstos, compatibilizando a sua evolução com a salvaguarda do património arqueológico.

Largo da Academia Nacional das Belas Artes, nº 1, Lisboa

Efectuaram-se trabalhos de pesquisa histórico-arqueológica no âmbito do empreendimento de reabilitação do edifício nº 1 do Largo da Academia Nacional das Belas Artes.

Abertura da Linha Caniçada – Riba de Ave2/Guimarães

Durante o acompanhamento arqueológico da execução da obra, não foram registados níveis ou estruturas arqueológicas passíveis de limitar ou impedir a sua concretização.

Rua Fernando Magalhães, nº 27, Barcelos

Foram realizadas sondagens prévias de diagnóstico, parietais e no solo, distribuídas de forma a abranger as principais zonas de afectação e a caracterizar o mais rigorosamente possível a diacronia do local.

Instalação de Condutas de Distribuição de Gás — Delães — V. N. de Famalicão

Os trabalhos arqueológicos procuraram avaliar, por um lado, o eventual grau de destruição do sítio pelas valas já escavadas e, por outro, diagnosticar a presença de contextos preservados em zonas ainda não abertas.

Linha Caniçada Riba D’Ave/Guimarães, a 150 kV, Subestação de Fafe

Foram realizadas seis sondagens prévias de diagnóstico, implantadas nas zonas a afectar pela construção dos apoios 48, 48A e 49, de forma a caracterizar o mais rigorosamente possível a diacronia do local.

Villa Vergani, Almoçageme

Os trabalhos de diagnóstico arqueológico consistiram na abertura mecânica de três sondagens na área correspondente ao jardim da propriedade e de duas sondagens na área de acesso circundante ao jardim.

Remodelação e Ampliação do Posto de Corte de Picote a 220Kv, Miranda do Douro

Estes trabalhos de acompanhamento arqueológico tiveram como principal objectivo a salvaguarda do património arqueológico, etnográfico e patrimonial a surgir durante os trabalhos de escavação e na área envolvente à obra.

Forte de São João de Deus, Bragança

Levaram-se a cabo trabalhos de conservação e restauro sobre vestígios arqueológicos detetados no Forte de São João de Deus, em Bragança.

EDP-Gás, Rua Dom Frei Caetano Brandão, 154 e 161-C, Braga

Os edifícios em questão encontram-se num local cuja ocupação remonta às origens da cidade romana. De facto, esta artéria encontrou-se abrangida pelos perímetros muralhados da cidade romana e, também, da cidade medieval.

Estudo Patrimonial da Rede Primária F4 de gás natural, Braga

O acompanhamento arqueológico desenvolveu-se numa área geográfica rigorosamente definida, circunscrevendo-se a uma pequena faixa de terreno, maioritariamente ao longo de estradas e vias públicas.

Lote 8 da Subconcessão da Auto-estrada Transmontana Vila Real/Bragança

Nesta intervenção visaram-se os seguintes procedimentos: identificação de novos elementos patrimoniais; relocalização de ocorrências patrimoniais que deveriam vir a ser diretamente afetadas; sugestão de medidas minimizadoras sobre o património identificado.

Muralha medieval do Castelo de Miranda do Douro

Determinados elementos detetados na estrutura defensiva poderão indiciar uma construção, do ponto de vista cronológico, anterior à estrutura dionisina datada da transição do séc. XIII para o séc. XIV.

Casa do Carmo (Casa de Margaride), Guimarães

No âmbito do projeto de remodelação e ampliação da Casa do Carmo (Casa Margaride), entendeu-se que, dada a afetação do subsolo provocada pela execução do projeto, teriam de ser realizadas sondagens arqueológicas prévias à obra.

Cofinanciado por: