Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor

Esta intervenção surgiu no âmbito do Relatório de Conformidade Ambiental (RECAPE) do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor, para o qual foram desenvolvidos dois níveis de avaliação e de salvaguarda do património histórico, arqueológico e etnográfico. Os trabalhos foram realizados pela ERA-Arqueologia para a Companhia Portuguesa de Produção de Electricidade, S.A., com coordenação técnica da Ecossistema, Lda.

Numa primeira fase foi actualizada a pesquisa documental e bibliográfica apresentada no Estudo de Impacte Ambiental do Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor (Fase de estudo Prévio). Numa segunda fase realizou-se a prospecção arqueológica de um modo sistemático de todo o regolfo previsto em projecto, nas manchas assinaladas para diferentes fins de utilização da obra e nos caminhos de obra previstos para acesso às zonas de construção. 

Arte rupestre.

Foi possível através desta prospecção sistemática identificar 64 sítios de interesse patrimonial, dos quais 12 de valor arqueológico (incluindo 4 rochas com gravuras), 45 de valor etnográfico, 6 de valor histórico e 1 abrigo (sem vestígios de ocupação humana visíveis).

Este trabalho contou com uma equipa exclusivamente constituída para a prospecção e registo de arte rupestre, que identificou mais 4 rochas com gravuras e realizou o levantamento da Rocha 2 de Vale de Figueira.