Desvios de Linhas para as Subestações de Frades e Pedralva

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico em seis desvios de linhas de 150Kv, próximos e com ligação às subestações de Pedralva, Caniçada e Frades, localizadas na bacia média e elevada do vale do Rio Cávado, foram levados a cabo entre 9 de Junho e 31 de Dezembro de 2008.

Estas acções enquadraram-se numa perspectiva de minimização de impactes sobre os vestígios patrimoniais identificados durante os trabalhos de intervenção no subsolo, assim como no cumprimento das medidas de mitigação preconizadas no Estudo de Incidências Ambientais.

Neste sentido, os trabalhos de arqueologia implicaram a detecção e a inventariação de novos elementos patrimoniais, a relocalização de vestígios já identificados e a adopção de medidas de minimização sobre o património arqueológico, etnográfico e construído encontrado ao longo dos trabalhos realizados e nas áreas limítrofes à área do empreendimento.

Nos trabalhos acompanhados não se detectaram elementos de carácter arqueológico. Os vestígios identificados surgiram na área envolvente às obras, não tendo sido afectados. Também se registaram alguns vestígios etnográficos na zona envolvente à empreitada, tendo sido tomadas, em alguns casos, medidas de minimização que permitissem a preservação dos mesmos.