Subestação de Lagoaça (220 kV), Freixo de Espada à Cinta

Os trabalhos arqueológicos de prospecção e acompanhamento realizados no âmbito das actividades de construção dos desvios de linhas para a futura Subestação de Lagoaça (220kv), concelho de Freixo de Espada à Cinta, obra a cargo da REN (Rede Energética Nacional), decorreram de Fevereiro a Junho de 2009.

Esta intervenção incidiu sobre todas as movimentações de solos realizadas por meios mecânicos, como abertura de caboucos, desmatações, bem como a realização de uma prospecção sistemática antes e depois das desmatações.

Relativamente ao património, o acompanhamento arqueológico decorreu sem qualquer tipo de problemas, também devido à cooperação de todas as empresas afectas à obra. Apenas surgiram à superfície, aquando da desmatação do Apoio nº 83, três fragmentos cerâmicos, possivelmente da Idade do Ferro, não se sabendo se relacionados com o povoado de Santa Marta (Idade do Ferro).

Apesar dos surgimentos dos referidos fragmentos de forma rolada, cozedura redutora, pasta de cor avermelhada e arenosa e acabamento rugoso, aquando da abertura dos caboucos não se registou qualquer tipo de evidência de carácter arqueológico.

Assim, não sendo necessário tomar qualquer tipo de medida especial de acompanhamento, recomendou-se apenas o acompanhamento sistemático de todas as movimentações de terras e desmatações.