Castelinho, sublanço S. Bartolomeu de Messines/VLA

Os trabalhos arqueológicos efectuados no sítio do Castelinho decorreram entre 14 e 25 de Agosto de 1999 e foram adjudicados à ERA-Arqueologia pela Tecninvest. Este local, situado no sublanço S. Bartolomeu de Messines/VLA, entre o quilómetro 11+100 e o quilometro 11+300, e pertencente à Freguesia de Paderne, Concelho de Albufeira, foi identificado no Estudo de Impacto Ambiental efectuado pela ERA em Agosto de 1999.

O núcleo principal do Castelinho, no topo mais alto do cabeço, e para o qual se apontou uma cronologia Medieval Islâmico, de acordo com o traçado de então não seria afectado pela construção da via. Na plataforma que seria afectada foi possível detectar, no decorrer das prospecções, alguns materiais arqueológicos, daí que esta intervenção se tenha concentrado nesta área, de modo a poder avaliar a sua importância arqueológica e/ou patrimonial.

A área intervencionada abrangeu um total de 50 m2, repartidos por dez sondagens. Em nenhuma das sondagens foi detectado qualquer contexto arqueológico seguro, estando os escassos materiais encontrados em contexto secundário de deposição. No entanto, importa ter presente que, no que respeita às Sondagens 5, 8 e 9, o parecer esteve dependente da avaliação por um geólogo, já que as realidades registadas suscitaram algumas dúvidas relativamente à sua origem/formação.

Sondagem.

Caso o parecer do geólogo apontasse para uma formação/origem natural das realidades referidas, o sítio estaria liberto para as obras, sendo sempre sujeitas a um acompanhamento por parte de um arqueólogo. Relativamente ao núcleo principal do Castelinho, ainda que não afectado pela construção da via, recomendou-se a vedação dessa área de modo a impedir a passagem de máquinas que pudessem afectar de algum modo o sítio.