Pista Olímpica de Remo e Canoagem do Rio Novo do Príncipe (Aveiro)

A ERA-Arqueologia foi contratada pelo Instituto do Ambiente e Desenvolvimento para realizar um Estudo de Impacte Patrimonial (Património Arqueológico e Construído), no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental da Pista Olímpica de Remo e Canoagem do Rio Novo do Príncipe (Aveiro).

O estudo teve como objectivos, por um lado, identificar, descrever, localizar, classificar e inventariar os elementos com interesse arqueológico e patrimonial construído, conhecidos para a área afectada pela obra da Pista Olímpica, incluindo detectar, por prospecção sistemática no terreno, elementos inéditos. Por outro lado, elaborar um parecer técnico que, face aos resultados obtidos previamente no campo, apresentasse os eventuais impactes e indicasse as medidas minimizadoras dos mesmos.

O levantamento do Património Arqueológico e Arquitectónico nesta área revelou a existência de dois edifícios com algum interesse patrimonial, nomeadamente a capela da Nossa Senhora da Conceição e a Casa 1 do Rio Novo do Príncipe. A primeira construção mantinha ainda uma grande carga religiosa para a população local, enquanto que a casa situada junto ao rio Vouga se encontrava abandonada e em ruínas.

Capela da Nossa Senhora da Conceição.

As medidas de minimização propostas dependeram do grau de observação do solo registado durante as prospecções de campo, do significado que os sítios poderiam ter para as comunidades e do grau de impacte patrimonial da obra. Assim, destacaram-se as seguintes medidas: preservação, no local, da Capela da Nossa Senhora da Conceição; acompanhamento arqueológico durante a desmatação das áreas de arriba; acompanhamento arqueológico no decorrer das dragagens do rio Vouga e no decorrer da remoção de terras.

O trabalho foi encarado como mais uma etapa no processo de avaliação do impacte patrimonial da Pista Olímpica de Remo e de Canoagem do Rio Novo do Príncipe (Aveiro).