Aveiro

Marinha Baixa

No decurso do acompanhamento das obras, a cargo da SIMRIA S.A., de implantação do Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro e por deliberação do, já extinto, Instituto Português de Arqueologia, a Marinha Baixa foi objeto da realização de cinco sondagens arqueológicas efetuadas em duas fases nos anos de 1999 e 2000.

Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro

De âmbito terrestre, os trabalhos arqueológicos relativos ao Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro consistiram em prospecções e acompanhamento de obras.

Marinha Baixa, Cacia (Aveiro)

As sondagens arqueológicas realizadas na Marinha Baixa decorreram de evidências de carácter arqueológico detectadas no decurso do acompanhamento de obras de implementação do Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro.

Pista Olímpica de Remo e Canoagem do Rio Novo do Príncipe (Aveiro)

A ERA-Arqueologia foi contratada pelo Instituto do Ambiente e Desenvolvimento para realizar um Estudo de Impacte Patrimonial (Património Arqueológico e Construído), no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental da Pista Olímpica de Remo e Canoagem do Rio Novo do Príncipe (Aveiro).

Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro (SIMRIA)

Os trabalhos arqueológicos desenvolvidos no âmbito do projecto do Sistema Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro (SIMRIA) iniciaram-se a 11 de Janeiro de 1999 e terminaram a 24 de Fevereiro de 2004.

Programa Polis de Aveiro - Incidências Patrimoniais

A ERA-Arqueologia foi contratada pelo Instituto do Ambiente e do Desenvolvimento (futuramente designado por IDAD) para integrar o Estudo de Incidência Ambiental do Programa Polis da cidade de Aveiro, na vertente de Património e de Arqueologia.

IC1 - Costa da Prata - Lanço Angeja/Maceda

Os objectivos prenderam-se com o levantamento exaustivo, no terreno, de todo o tipo de imóveis do património arquitectónico (nomeadamente religioso e rural) e arqueológico, e com propostas de medidas de minimização específicas para os sítios cujo impacte implicaria a sua destruição.

IC1 - Costa da Prata, Lanço Miramar/Madalena

Estes trabalhos consistiram na realização de um trabalho sistemático de prospecção arqueológica ao longo do corredor definido para a implantação da via previamente à fase de construção, e no planeamento atempado de intervenções que viessem a tornar-se necessárias.

Projecto POTOR, Povoado da Torre, Cacia

Este projecto de investigação visou avaliar o potencial arqueológico do Povoado da Torre – no contexto da rede de povoamento da região do Baixo Vouga e no âmbito da ocupação romana do território português – dando sequência a uma série de trabalhos realizados pela ERA, em Cacia, desde Janeiro de 1999.

Zona Industrial de Oliveira de Azeméis

Este projecto surgiu no âmbito de prospecções sistemáticas efectuadas numa propriedade localizada na Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, freguesia de Santiago de Riba-Ul.

Ponte de Real, Castelo de Paiva

Estas acções de acompanhamento arqueológico foram realizadas no âmbito da abertura de valas para sapatas para colocação de pilares de sustentação do alargamento do tabuleiro da Ponte de Real.

Calçada Marquês de Abrantes, nº 104-108, Lisboa

A ERA levou a cabo, em 2010, trabalhos de pesquisa histórica sobre o edifício sito no nº 104-108 da Calçada Marquês de Abrantes, localizado na freguesia de Santos-o-Velho.

Subestação da Feira (400/60 KV), Santa Maria da Feira

Durante os trabalhos não foram registados níveis ou estruturas arqueológicas passíveis de limitar ou impedir a construção da Subestação da Feira.

Desvio da Linha Recarei/Lavos para a Subestação de Feira

Levaram-se a cabo trabalhos de prospecção e acompanhamento arqueológicos foram realizados no âmbito do empreendimento DESVIO DA LINHA RECAREI – LAVOS.

Necrópole da Igreja Matriz de Ílhavo

Na sequência da descoberta de restos osteológicos detectados em contextos preservados na área adjacente à Igreja Matriz de Ílhavo, estes trabalhos arqueológicos decorreram no âmbito da abertura de uma vala para saneamento pela Câmara Municipal de Ílhavo na Avenida Manuel da Maia.

Inventário Patrimonial do Concelho de Ílhavo

As prospeções arqueológicas no âmbito do projeto de Inventário Patrimonial do Concelho de Ílhavo visaram a relocalização de sítios e a identificação de novas realidades patrimoniais que pudessem existir no concelho, bem como proceder à sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.