Subestação da Feira (400/60 KV), Santa Maria da Feira

As acções de acompanhamento arqueológico realizadas no âmbito do empreendimento Construção da Subestação da Feira (400/60 KV), Santa Maria da Feira, foram adjudicados à ERA pela Fase estudos e projectos S.A, e decorreram entre 12 de Agosto e 30 de Novembro de 2012.

Durante os trabalhos não foram registados níveis ou estruturas arqueológicas passíveis de limitar ou impedir a execução da empreitada. Nas áreas já afectadas, o terreno encontrava-se integralmente em níveis geológicos estéreis de base (rocha ou saibro natural), pelo que não carecia de futuros trabalhos de índole arqueológica.

Para além dos trabalhos de escavação e aterro para a obtenção da plataforma de implantação da subestação e da via de acesso à mesma, decorreram também trabalhos de reposição de caminhos de servidão afectados pela obra. As evidências antrópicas observadas constituiram elementos patrimoniais de reduzido valor, tendo sido, não obstante, alvo de registo gráfico e fotográfico.

Assim, pôde afirmar-se com segurança que o projecto de execução da subestação de Santa Maria da Feira decorreu sem prejuízo de elementos patrimoniais e arqueológicos relevantes para a compreensão da História local. Pese embora o facto de, nas imediações dos terrenos da expropriação, concretamente a cerca de 1,5 km para Sul, se encontrar localizado o povoado castrejo de Romariz, não foram registados quaisquer marcadores ou testemunhos da sua área de influência na paisagem transformada pelas obras de execução deste projecto.