Anta da Azinheira, Montemor-o-Novo - 1ª Fase

Adjuducada pela ADRIANO, S.A., a intervenção na Anta da Azinheira enquadrou-se no âmbito da execução das medidas de minimização do impacte sobre o património arqueológico resultante da construção da Barragem dos Minutos no rio Almansor (Montemor-o-Novo). Os trabalhos consistiram na escavação de uma área deste sítio entre 19 de Fevereiro e 13 de Março de 2001.

Tendo em conta a complexidade arquitectónica e contextual deste monumento, visou-se o seguinte: avaliar o estado de conservação e fazer uma primeira caracterização do tumulus e da estrutura funerária intratumular; verificar a existência ou não de espaços estruturados à entrada do monumento; iniciar a escavação do interior da estrutura tumular, avaliando as potencialidades de existência de contextos funerários preservados.

Assim, concluiu-se que, e no que respeita ao tumulus, o único vestígio que se conservou foi parte do contraforte. Quanto à estrutura funerária intratumular, atestou-se a existência de uma câmara poligonal com a maior parte dos seus esteios constituintes in situ, ainda que, na sua maioria, apresentando fracturas. A fragmentação destes esteios resultou num derrube de grandes dimensões para o exterior do monumento. Para além deste derrube também se verificou a fragmentação de alguns dos esteios para o interior da câmara.

Anta da Azinheira.

Verificou-se a existência de um esteio de menores dimensões parecendo marcar a entrada da mesma, podendo o eventual corredor desenvolver-se a partir deste, no quadrante Sudeste, ainda não intervencionado (este alinhamento parece estar assinalado por dois pequenos esteios, de morfologia distinta dos demais que se encontram nesta direcção).

Ficaram por esclarecer aspectos relacionados com a planta da câmara, não definida na sua totalidade, e a compreensão dos aspectos estruturais da implantação dos esteios. Por outro lado, ficou por conhecer a área total do contraforte e as suas características específicas, porquanto não foi realizado um corte transversal neste.

Os resultados alcançados responderam satisfatoriamente aos objectivos que orientaram esta fase do trabalho. Contudo, face às lacunas ainda existentes, revelaram-se insuficientes para o conhecimento global do monumento e para o cumprimento das medidas minimizadoras preconizadas pelo IPA.