Évora

Complexo Arqueológico dos Perdigões

Classificado como Monumento Nacional, os Perdigões são um grande complexo arqueológico, abrangendo uma área de cerca de 20 ha, cuja fundação remonta ao Neolítico Médio.

Anta do Monte Ruivo

Conjunto de trabalhos realizados na Anta do Monte Ruivo, quer de investigação, quer de conservação e preservação na sequência dos trabalhos que a Era-Arqueologia realizou para o IPPAR no âmbito do Projecto de Valorização e Recuperação do Património Megalítico de Elvas.

Barragem dos Minutos

Projecto de coordenação geral dos trabalhos arqueológicos que decorreu no âmbito de prevenção e minimização de impactes sobre o património arqueológico. Resultaram, deste âmbito, inúmeras intervenções a diversos níveis nos sítios localizados na área afectada pela obra.

Castelo de Ouguela

As escavações arqueológicas no Castelo de Ouguela permitiram-nos reavaliar os últimos 400 anos da história deste monumento e devolver uma história esquecida pelos seus conterrâneos.

Museu de Évora

Os trabalhos realizados no âmbito do projeto de remodelação e valorização do edifício do Museu de Évora, antigo Paço Arquiepiscopal desta cidade, da responsabilidade da FDO, Construções, S.A.

Monte do Tosco 1 - Bloco 5

O Monte do Tosco 1 apresenta um grande potencial científico para o estudo do povoamento do 3º milénio/ inícios do 2º milénio A.C na margem esquerda do Guadiana.

Estrela 1 - Bloco 9

O sítio da Estrela 1 foi pequeno estabelecimento rural da Idade do Ferro. Integrado numa rede de povoamento, da qual fazem parte os sítios do Monte da Pata, Cerros Verdes 4, Monte das Candeias 3 e Castelo das Juntas.

Santa Vitória do Ameixial

Projecto de valorização que contemplou a escavação e foram complentados pelo levantamento, inventariação e levantamento gráfico dos fragmentos de pintura mural postos a descoberto.

Empreitada de Construção do Campo de Golfe da Herdade do Roncão D’El Rey (Reguengos de Monsaraz)

O trabalho de acompanhamento arqueológico de obras pressupõe a observação de movimentações no subsolo (i.e. levantamento de pavimentos, desmonte de paredes, revolvimento de terras, desaterros ou outras acções que possam ter afectação directa do subsolo ou de elementos edificados) realizadas por via mecânica ou manual, de forma sistemática e permanente.

Abertura de vala no Largo Alexandre Herculano (Évora)

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito da abertura de uma vala a realizar para a passagem de cabo de fibra óptica no Largo Alexandre Herculano, em Évora. Durante este acompanhamento arqueológico foram identificados vestígios osteológicos humanos conservados in situ, motivo que trouxe uma alteração da metodologia de trabalho, procedendo-se à escavação arqueológica dos mesmos contextos nas diferentes áreas da vala onde foram identificados. Durante estes trabalhos verificou-se ainda a necessidade de realizar um alargamento da vala, na zona do enterramento 1, com cerca 1m x 0,60m, para possibilitar a total remoção dos indivíduos ali detectados.

Museu de Évora

A intervenção da ERA Arqueologia teve como objectivo a detecção de eventuais vestígios arqueológicos que poderiam ser afectados pelo desenvolvimento das obras programadas para o interior do Museu, bem como a sua caracterização em termos de valor científico e patrimonial.

Barragem dos Minutos (Montemor-o-Novo)

Os trabalhos arqueológicos realizados no âmbito de um estudo de impacto patrimonial enquadram-se numa perspectiva de minimização de impactos na zona a afectar pelo empreendimento da Barragem dos Minutos.

Bloco 5, Agualta 7, Mourão

A intervenção pela ERA no sítio com arte rupestre da Agualta 7 realizou-se no âmbito do Plano de Minimização de Impactes sobre o Património Arqueológico na área afectada pelo regolfo da Barragem de Alqueva

Bloco 10, Lameira 1, Alandroal

Perante a insuficiência de dados obtidos com trabalhos efectuados em 1998, e a perspectiva de se poder identificar elementos concretos quanto à ocupação deste sítio, considerou-se pertinente a realização de nova campanha em 1999.

Villa Romana de Santa Vitória do Ameixial

O objectivo dos trabalhos realizados na Villa Romana de Santa Vitória do Ameixial foi a criação de um plano de actuação para salvaguarda das suas estruturas, com vista à apresentação ao público.

Azinheira 1, Barragem dos Minutos

A ERA-Arqueologia realizou sondagens com o objectivo de confirmar a existência de uma ocupação humana neste sítio, que seria afectado pela construção do muro da Barragem dos Minutos.

Anta da Azinheira, Montemor-o-Novo - 1ª Fase

A intervenção na Anta da Azinheira enquadrou-se no âmbito das medidas de minimização do impacte sobre o património arqueológico resultante da construção da Barragem dos Minutos no rio Almansor (Montemor-o-Novo).

Centro de Conferências Vasco Vilalva, Évora

As sondagens arqueológicas realizadas pela ERA no Centro de Conferências Vasco Vilalva, em Évora, tiveram lugar entre 5 de Março e 5 de Abril de 2001 e decorreram no âmbito da arqueologia preventiva.

Anta da Azinheira, Montemor-o-Novo - 2ª Fase

Integrada no plano de minimização do impacte da Barragem dos Minutos sobre o património arqueológico desta zona, a segunda fase da intervenção da ERA-Arqueologia na Anta da Azinheira decorreu entre 26 de Março e 26 de Abril de 2001 e resultou na escavação integral do sítio.

Fonte da Senhora 1

Os trabalhos arqueológicos na Anta da Fonte da Senhora 1 integraram-se no plano de minimização do impacte da Barragem dos Minutos (Montemor-o-Novo) sobre o património arqueológico.

Fonte da Senhora 7

A escavação realizada no sítio da Fonte da Senhora 7 permitiu identificar e caracterizar contextos funerários enquadrados numa necrópole de inumação de época romana tardia.

Diagnóstico de Pintura Mural, C.C. Vasco Vilalva, Évora

A Fundação Eugénio de Almeida solicitou à ERA a realização de um estudo sobre o estado de conservação de um elemento de pintura mural, localizado na sala de acesso ao Centro de Conferências Vasco Vilalva, situado no centro de Évora

Barragem dos Minutos - 6

A área intervencionada nesta campanha, sondagens 2 e 4, surgiu na sequência dos resultados então obtidos nas cinco sondagens efectuadas e de acordo com as medidas de minimização propostas pela ERA e aprovadas pelo IPA.

Barragem dos Minutos - 11

Esta escavação teve como objectivos principais a clarificação de aspectos relativos à ocupação humana neste espaço, nomeadamente através da compreensão dos vestígios arqueológicos e a avaliação e caracterização do seu valor científico e patrimonial.

Fonte da Senhora 5

Os trabalhos da ERA neste local visaram caracterizar os vestígios identificados nas prospecções no que respeita à sua topografia, cultura material, cronologias de ocupação e limites físicos.

Amoreirinha 13 - Barragem dos Minutos

A intervenção arqueológica no sítio Amoreirinha 13 enquadrou-se no Plano de Minimização de Impacto sobre o Património Arqueológico na área do regolfo da Barragem dos Minutos.

Barragem da Farinheira, Estremoz

Estes trabalhos tiveram como objectivos a detecção de vestígios arqueológicos, na área abrangida pela barragem, durante os trabalhos de desmatação, escavação e revolvimento de terras, bem como a avaliação do seu valor científico e patrimonial.

Perímetro de Rega dos Minutos

Estes trabalhos visaram a minimização de eventuais impactes da construção do Perímetro de Rega dos Minutos, tendo como objectivos específicos evitar a destruição de vestígios arqueológicos e proceder ao seu registo, descrição e avaliação.

Zona Histórica de Montemor-o-Novo

Efectuou-se o acompanhamento arqueológico num edifício a construir na esquina entre a Rua Jaime Lopes Brejo e a Rua 5 de Outubro, na zona histórica de Montemor-o-Novo.

Outeiro do Castelinho, Alandroal

A intervenção arqueológica realizada no sítio do Outeiro do Castelinho enquadrou-se numa perspectiva preventiva de emergência face aos trabalhos de remoção de terras decorrente da abertura de uma vala e poço de rega no âmbito do emparcelamento rural do Alqueva.

EIA - Património Arqueológico na área do Parque Alqueva

Inicialmente, foi realizado um levantamento bibliográfico, documental e cartográfico sobre o património nas áreas em estudo, procedendo-se depois a prospecções sistemáticas.

Cerca de Santa Mónica, Évora

Estes trabalhos arqueológicos inseriram-se no âmbito da minimização de impacte da construção de moradias, tendo como principal objectivo a caracterização funcional e cronológica do espaço.

Rua do Menino Jesus e Largo Luís de Camões, Évora

A ERA-Arqueologia concretizou o acompanhamento arqueológico no âmbito da construção de infraestruturas para o operador NOVIS no interior das muralhas de Évora.

Rede Ferroviária de Alta Velocidade, Troço Montemor-o-Novo/Évora

Estas acções incluíram uma fase prévia de pesquisa bibliográfica e documental, uma segunda fase de prospecções arqueológicas e, finalmente, a elaboração de um parecer técnico com o inventário e avaliação patrimonial, avaliação de impactes e proposta de medidas de minimização.

IC33 – Grândola/Évora (EIA)

A ERA-Arqueologia realizou trabalhos arqueológicos no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental do traçado do IC33 – Grândola/Évora. A área de estudo corresponde a uma faixa de 400 metros ao longo das várias alternativas do traçado e nela foram inventariadas 28 ocorrências patrimoniais.

Herdade do Roncão (Descritor Património), Parque Alqueva

As prospecções arqueológicas desenvolvidas no âmbito do Descritor Património do processo de Avaliação de Impacte Ambiental do Parque Alqueva decorreram em Novembro de 2008

Linha MAT Falagueira-Estremoz (400 kv)

Levou-se a cabo o acompanhamento de todos os trabalhos de remoção de terras, designadamente, escavação das fundações dos apoios, desmatação, abertura de plataformas e de caminhos de acesso necessários para o desenrolar da obra.

Rede de média tensão subterrânea, Évora

O acompanhamento arqueológico deste projecto teve como objectivo a prevenção e minimização de todo e qualquer impacte negativo sobre o património histórico.

Colecção de numismática, Universidade Nova de Lisboa, Monte da Caparica

Os trabalhos de conservação do conjunto de 250 moedas da colecção de numismática do Museu de Évora foram efectuados no laboratório de conservação e restauro de metais, 047, da Universidade Nova de Lisboa, sito no Monte da Caparica.

Herdade do Roncão, Reguengos de Monsaraz, Monte Roncão 8

No âmbito do Processo de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) do Projecto do Campo de Golfe do Monte Roncão D’El Rey, foram realizados trabalhos de diagnóstico arqueológico no sítio do Monte Roncão 8.

Herdade do Roncão, Reguengos de Monsaraz, Monte Roncão d'El Rey

Realizaram-se onze sondagens parietais nas mais representativas estruturas do conjunto arquitectónico e oito sondagens de subsolo em diferentes locais para aferir a possível existência de contextos arqueológicos preservados.

Linha do Alentejo – Troço Bombel/Vidigal/Vendas Novas/Casa Branca/Évora

A ERA efectuou trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito da empreitada de modernização da Linha do Alentejo.

Herdade das Areias e Cebolinhos, Monte Roncão 16, Reguengos de Monsaraz

No âmbito do Processo de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) do Projecto da Barragem da Sardinha – Herdade das Areias e Cebolinhos, Reguengos de Monsaraz, foram realizados trabalhos arqueológicos com carácter de diagnóstico no sítio do Monte Roncão 16.

Travessa das Casas Pintadas, centro histórico de Évora

Os objectivos desta intervenção prendiam-se com a detecção de eventuais vestígios de interesse patrimonial que pudessem vir a ser afectados do decorrer dos trabalhos de escavação da empreitada de colocação de rede de fibra óptica.

Torre de Menagem da Pousada Rainha Santa Isabel, Estremoz

Estes trabalhos enquadraram-se numa acção de manutenção da Torre de Menagem da Pousada Rainha Santa Isabel, que englobou genericamente a desinfestação e limpeza da superfície da cantaria, tratamento de juntas e hidrofugação do terraço.

Avenida Sanches Miranda, Évora

O acompanhamento arqueológico concretizou-se durante a abertura de valas para a colocação de infraestruras de telecomunicações, procedendo-se à observação dos sedimentos escavados e dos cortes para a eventual detecção de vestígios arqueológicos.

Praça Joaquim António de Aguiar, Rua José Elias Garcia e Rua João de Deus, Évora

Estes trabalhos arqueológicos foram realizados no âmbito de uma empreitada de colocação de infraestruturas de telecomunicações.

Rua Serpa Pinto e Rua do Raimundo, Évora

Os trabalhos preconizaram o acompanhamento de duas sondagens manuais para a colocação de caixas contendo intensificadores de sinal da rede NOS.

Rua do Cano, Rua de S. Manços, Travessa de S. Joãozinho, Évora

No âmbito da colocação de infraestruturas de eletricidade, estes trabalhos de acompanhamento arqueológico incidiram sobre as movimentações de terras inerentes à execução da empreitada.

Santa Suzana, Redondo, Évora

No âmbito do projecto de investigação Santa Suzana Archaeological Program 2017, estas acções arqueológicas foram adjudicadas à ERA pela PortAnta Associação de Arqueologia Ibérica.

Águas do Centro Alentejo, Portel, Reguengos de Monsaraz e Mourão

Realizaram-se trabalhos de acompanhamento arqueológico no âmbito dos empreendimentos 2º e 3º Grupo de PITAR’S do Centro Alentejo, Sistema de Abastecimento de água e saneamento do Município de Portel e Subsistema de Abastecimento de Água do Monte-Novo – Adução a Reguengos de Monsaraz e Mourão.

Sepulcro 2 do Povoado dos Perdigões, Reguengos de Monsaraz

Estes trabalhos arqueológicos e de gabinete surgiram na continuidade dos que se desenvolveram no projecto “Ambientes Funerários no Povoado dos Perdigões” e que permitiram intervencionar integralmente o Sepulcro 1 e iniciar os trabalhos de investigação no Sepulcro 2.

ETAR da Amieira e Alqueva, Portel

O acompanhamento arqueológico da obra das ETAR de Amieira e Alqueva, em Portel, foi adjudicado à ERA pelas Águas do Centro Alentejo.

Herdade do Mercador (Mourão), Monte do Mercador 7

Os trabalhos realizados identificaram a continuação dos contextos escavados na primeira fase, correspondentes a uma ocupação materializada pela presença de compartimentos, buracos de poste e lajeados de cariz habitacional.

Largo do Chão das Covas, Évora

O acompanhamento arqueológico permanente de todas as movimentações de terras permitiu a identificação de algumas estruturas e vestígios arqueológicos, na sua maioria já profundamente afectados por extensas alterações no subsolo da cidade.

Rua de Cicioso e Rua de D. Braz, Évora

Os trabalhos consistiram no acompanhamento arqueológico de abertura de vala para telecomunicações na Rua de Cicioso e na Rua de D. Braz.

Castelo de Montemor-o-Novo

Estes trabalhos de prospeção geofísica resultaram de uma solicitação da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo (CMMN) e enquadraram-se no projecto de investigação em torno do Castelo de Montemor que a CMMN vinha desenvolvendo através do seu gabinete de arqueologia.

Subconcessão do Baixo Alentejo, Lanço E, Lajinha 3

Na sequência da deteção de vestígios arqueológicos durante a fase de acompanhamento foram propostas e realizadas 3 sondagens de diagnóstico (num total de 18 m2) utilizando meios mecânicos.

Subconcessão do Baixo Alentejo, Lanço E, Vale Melhorado 6

Durante a escavação foram recolhidos fragmentos de cerâmica incaracterística e cerâmica de construção muito rolados, indicando encontrarem-se em contexto de deposição secundária.

Palácio da Inquisição, Palácio dos Condes de Basto e Páteo de São Miguel, Évora

A intervenção visou, por um lado, a proteção dos valores patrimoniais que poderiam ser afetados pela prossecução das obras, e por outro, a recolha de informação sobre o local, contribuindo, dessa forma, para um aumento do conhecimento da história de Évora.

Ruas de Eborim e da República, Évora

Não foram detectadas quaisquer estruturas ou contextos arqueológicos, sendo que foram identificadas várias infraestruturas no subsolo intervencionado (telecomunicações, gás, água, coletores de esgoto e electricidade).

Avenida da Universidade, Évora

A intervenção correspondeu à abertura de aproximadamente 200 m de vala para colocação de infraestruturas elétricas, incluindo a travessia da via.

Avenida da Universidade e Avenida Lino de Carvalho, Évora

Não foram detetadas estruturas ou contextos arqueológicos, sendo que foram identificadas várias infraestruturas no subsolo intervencionado (telecomunicações, gás e electricidade).

Rua da Freiria de Baixo, Évora

Estes trabalhos consistiram no acompanhamento da abertura de uma vala para eletricidade na Rua da Freiria de Baixo.

Rua de Machede, Évora

Na maioria da extensão da vala aberta para eletricidade foram observados depósitos secundários de aterro, assim como solos remexidos devido à colocação de condutas de esgoto e de abastecimento de água.

Rua de Eborim, Évora

Tratou-se de uma abertura de vala num local já bastante intervencionado, onde se observou a presença de várias infraestruturas de saneamento e abastecimento de água, assim como cabos eléctricos e de telefone.

Rua José Elias Garcia, Évora

Tratou-se de uma abertura de vala num local já intervencionado, onde apenas se observou a presença de cabos elétricos e inertes para enchimento de valas de infraestruturas.

Avenida General Humberto Delgado, Évora

Efetuou-se o acompanhamento arqueológico da abertura de uma vala para instalação de infraestruturas de eletricidade na Avenida General Humberto Delgado.

Torre do Esporão, Complexo Arqueológico dos Perdigões, Reguengos de Monsaraz

A ERA levou a cabo a observação do estado de preservação da exposição sobre o Complexo Arqueológico dos Perdigões instalada no piso térreo da torre medieval da Herdade do Esporão.

Largo do Terreiro da Feira, Mértola

A intervenção arqueológica enquadrou-se no projeto de requalificação do Largo do Terreiro da Feira, perante a possível incidência dos trabalhos de implementação sobre os contextos funerários da Idade do Ferro, localizados na área de afetação direta e indireta do projeto.

Estudo de Impacte Patrimonial na Herdade do Freixo (Évora)

Estes trabalhos arqueológicos de minimização de impactes enquadraram-se no projeto de reconversão agrícola planeado para a Herdade do Freixo.

Villas Romanas de Santa Suzana e do Freixo, Redondo

Os trabalhos de prospeção geofísica enquadraram-se numa perspetiva de investigação e valorização dos sítios arqueológicos de Santa Suzana e Freixo.

Rua 5 de Outubro, Estremoz

O acompanhamento arqueológico incidiu sobre as movimentações de terras resultantes da abertura de vala para instalação de um cabo de eletricidade, tendo sido possível identificar a presença de restos humanos.

Pousada Rainha Santa Isabel, Largo D. Dinis, Estremoz

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se na empreitada de substituição da torre arrefecimento do Chiller do Sistema de AVAC da Pousada Rainha Santa Isabel.