Linha MAT Falagueira-Estremoz (400 kv)

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico efectuados no âmbito do projecto de construção e montagem da Linha MAT Falagueira-Estremoz, a 400 KV, decorreram entre 14 de Julho de 2008 e 27 de Fevereiro de 2009. Levou-se a cabo o acompanhamento de todos os trabalhos de remoção de terras, designadamente, escavação das fundações dos apoios, desmatação, abertura de plataformas e de caminhos de acesso necessários para o desenrolar da obra.

Concluídos os trabalhos de campo nos 3 troços da Linha de Muito Alta Tensão Falagueira – Estremoz, destacaram-se vários aspectos. A área associada à obra do Troço 1 é eminentemente florestal, levantando-se problemas de visibilidade do solo durante a prospecção arqueológica, já que a cobertura vegetal impediu, na maior parte dos casos, a visualização do mesmo.

Dos 21 elementos patrimoniais identificados ao longo do Troço 1, constatou-se que nove deles seriam objecto de eventual impacte. Deste modo, em diálogo aberto com os responsáveis da obra, foi possível estabelecer normas para a realização dos trabalhos nesses locais, sendo aplicadas medidas ambientais específicas que passaram sempre pelo impedimento de movimentação de maquinaria e pelo acompanhamento de todas as movimentações necessárias.

O Troço 2 localiza-se numa zona de ocupação humana relativamente intensa e prolongada, com grandes potencialidades no que concerne ao relevo, recursos naturais e clima. Tal ocupação mantém-se até aos nossos dias, como constatável pelas grandes extensões aráveis das numerosas herdades situadas nesta zona. São prova disso dois elementos patrimoniais cuja existência e funcionalidade resultam da actividade agrícola praticada nas áreas de inserção.

Quanto ao Troço 3, a escassa ocorrência de realidades arqueológicas derivou provavelmente do facto de as actividades de prospecção e acompanhamento terem tido lugar em sítios restritos e isolados. No entanto, a identificação de uma anta que não constava nos EIAs revelou potencial arqueológico por descobrir, encontrando-se numa zona conhecida pela existência de vários monumentos deste tipo.