Parques Eólicos das Beiras - Pedras Lavradas

Este foi mais um trabalho de levantamento patrimonial no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental dos Parques Eólicos da Beira Interior, neste caso, na área a afectar pelo das Pedras Lavradas. À semelhança de noutros, foram consultadas bases de dados, bibliografia específica e inventários sobre este tema, sendo também realizados trabalhos de prospecção selectiva no local.

Na área a afectar pelo Parque Eólico das Pedras Lavradas identificaram-se três grupos de arte rupestre – eventuais motivos podomorfos (forma dos pés) e geométricos gravados em lajes de xisto dispostas horizontalmente, realizados com a técnica do picotado – de elevado interesse científico e valor patrimonial. Remetendo à Pré-história Recente, com paralelos no Sul de Portugal, no Vale do Tejo, nas estelas extremenhas e no Noroeste português, estas gravuras teriam que ser submetidas a um processo de preservação durante a fase de construção e exploração, sendo importante dar início à sua investigação.

Gravura identificada.

Foram, ainda, localizados dois núcleos de estruturas de interesse etnográfico, em elevado estado de ruína, cuja função seria de apoio a actividades pastoris. Refira-se que as partes envolvidas acordaram na necessidade de se procurar uma alternativa que viabilizasse a edificação do Parque Eólico das Pedras Lavradas, mas que possibilitasse a preservação das gravuras.