Aproveitamento Hidroagrícola das Furnazinhas

Este trabalho de prospecções sistemáticas surgiu no âmbito da construção do Aproveitamento Hidroagrícola das Furnazinhas, tendo como objectivo a identificação de vestígios arqueológicos e património etnográfico e arquitectónico que pudessem ser afectados pela execução da obra. Constituído pela Barragem, Albufeira, Reservatório, Conduta Adutora e respectivo Perímetro de Rega, a área em estudo situa-se na localidade de Furnazinhas, na freguesia de Odeleite, concelho de Castro Marim.

Na sequência dos trabalhos de levantamento bibliográfico, documental e cartográfico prévio, foram identificados 17 sítios arqueológicos próximos da área em estudo. Destes, apenas um (Alcaria de Furnazinhas) se encontrava dentro da área delimitada para implantação da rede de rega. Os restantes elementos patrimoniais identificados na área de afectação do empreendimento corresponderam a poços (8) e eiras (7), de cronologia indeterminada ou moderna/contemporânea, 1 casal rústico e 1 curral, ambos de cronologia contemporânea.

Para o sítio arqueológico Alcaria de Furnazinhas, do período Medieval/Islâmico, foram propostas medidas que se prenderam com a alteração do traçado do projecto, de forma a não atingir a área de dispersão de materiais identificada no decorrer dos trabalhos. Caso não fosse possível cumprir esta medida, deveriam ser efectuadas escavações que englobassem a totalidade da área afectada pela obra.

Relativamente aos restantes sítios de interesse etnográfico, e dado o seu reduzido valor patrimonial, deveriam ser aplicadas medidas de classe C, nomeadamente no decorrer do acompanhamento arqueológico.