Cerca do Hospital Velho de Almeirim

Os trabalhos arqueológicos efectuados na zona da Cerca do Hospital Velho de Almeirim tiveram como objectivo a avaliação do potencial arqueológico da área, tendo em conta a possível existência de vestígios dos Antigos Paços Reais, cuja construção remonta ao século XV, de acordo com o proposto pelo Estudo de Pormenor do PDM.

Na prossecução destes objectivos planeou-se a abertura de sondagens arqueológicas, sendo a remoção dos sedimentos feita mecanicamente enquanto os contextos respeitassem a entulhos posteriores ao Século XIX. Nas sondagens 1, 2 e 3, mais a Norte do recinto, identificaram-se apenas entulhos datados do Século XX que assentavam directamente no substrato geológico, constituído por areias. Foi possível observar a mesma situação na Sondagem 5, esta na área mais a Sul.

Na sondagem 4 registou-se igualmente um nível de entulhos recentes; contudo, identificaram-se sete estruturas. Foi possível estabelecer relação física directa entre o Muro 1 e a Estrutura 1, tendo o primeiro sido construído imediatamente sobre o segundo. No que respeita à Estrutura 2, não foi possível com os dados disponíveis determinar a sua funcionalidade. Seria apenas visível num dos lados do Muro 1, não se prolongando para além do limite Norte do mesmo.

Tendo em conta as estruturas identificadas na sondagem 4, efectuaram-se quatro alargamentos, tendo como objectivo uma melhor compreensão das realidades registadas. Identificaram-se mais quatro estruturas, a partir das quais se definiram dois momentos distintos de ocupação. Relativamente à fase mais antiga, os dados disponíveis possibilitaram apenas cronologias relativas, na medida em que o depósito associado corresponde a entulhos recentes. Não se identificaram depósitos conservados que pudessem atribuir cronologia mais segura às estruturas.