Castelo de Alter Pedroso

Adjudicadas por MIU – Gabinete Técnico de Engenharia, Lda., estas acções de conservação e restauro e acompanhamento arqueológico realizadas no âmbito dos trabalhos de “Remodelação e Valorização do Marco Geodésico e Zona Envolvente em Alter Pedroso” decorreram durante o Verão de 2005.

Os objectivo genéricos da intervenção foram definidos pela Câmara Municipal de Alter do Chão e visaram: em primeiro lugar, a recuperação das muralhas e da capela de S. Bento, assente na implementação de uma estratégia de intervenção que garantisse a preservação dos monumentos para o futuro; em segundo lugar, o acompanhamento arqueológico das actividades de escavação no sub-solo decorrentes da implantação de cabos de electricidade.

Capela de S. Bento.

A recuperação do sítio de Alter Pedroso foi realizada através das seguintes acções: limpezas; consolidações, fixações, preenchimento de faltas, de juntas e linhas de descontinuidade de revestimentos desmontagem e remontagem de áreas de zonas especificas; e restauros de áreas destruídas. Desta forma, os desígnios de conservação e restauro foram concretizados, conferindo-se ao monumento uma maior estabilidade físico-química.

Já os trabalhos de abertura de valas para a colocação de cabos foram acompanhados de forma permanente por um arqueólogo. Nas valas A, B, C, E, F, G, H, I, J, K e L não foram detectadas evidências arqueológicas preservadas, para além de materiais arqueológicos sem contexto estratigráfico (cerâmica comum e faiança, nas valas D e F, respectivamente).