Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 10 a 14, Tavira

Esta intervenção enquadrou-se no diagnóstico prévio do potencial arqueológico de um terreno localizado em Tavira, face a um projecto de reabilitação e ampliação do edifício aí existente e que implicava a construção de um conjunto habitacional na Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 10 a 14. Surgiu na sequência de uma solicitação do cliente – ABD Manutenção, Lda. – com o objectivo de dar resposta a exigências legais, uma vez que o referido edifício se situa em pleno centro histórico de Tavira, enquadrado por duas torres da muralha, e decorreu entre 25 e 29 de Julho de 2005.

Perante os escassos dados disponíveis relativamente aos contextos arqueológicos existentes no local, estabeleceu-se uma estratégia de diagnóstico preliminar que permitisse: aferir o potencial cientifico e patrimonial de toda a área a afectar pelo empreendimento; definir áreas de sensibilidade; e propor, de forma fundamentada, as medidas necessárias à adopção da mais eficaz e sustentada estratégia de actuação.

Para esse efeito foram realizadas 5 sondagens de 2m X 2m, implantadas de modo a permitir uma avaliação o mais completa possível do terreno abrangido pelo projecto, tendo sido escavadas até à cota de afectação prevista (1 metro). Das áreas sondadas (totalizando 20m2), apenas numa delas (sondagem 4) se verificou a presença de estruturas. Tratou-se de um muro, já em grande parte destruído, correspondente ao limite SO de um compartimento de tecto em abóboda com arranque visível sob as escadas de acesso à torre da muralha situada no extremo SE da propriedade.

Segundo os dados obtidos e a cota de afectação prevista, considerámos que toda a área poderia ser libertada quanto à necessidade de mais sondagens arqueológicas. No entanto, deveria ficar condicionada ao acompanhamento permanente de um arqueólogo durante todas as fases que implicassem a afectação de subsolo e o desmonte de estruturas.