Linha de Muito Alta Tensão Penamacor-Ferro

Este acompanhamento arqueológico enquadrou-se na perspectiva de minimização de impactes patrimoniais decorrentes da empreitada de desmatação e movimentação de terras para a implantação da Linha de Muito Alta Tensão Penamacor-Ferro a 220 kW.

A intervenção foi adjudicada à ERA-Arqueologia pela CME, tendo sido realizada, com interrupções, entre 5 de Outubro de 2005 e 17 de Maio de 2006. O objectivo consistiu no acompanhamento permanente de todos os trabalhos que implicassem o remeximento, movimentação ou remoção de terras com afectação no subsolo da área de afectação do projecto. 

Foram, no total, acompanhadas 72 escavações a postes mais 5 desmatações para acessos, não tendo sido detectados quaisquer vestígios de índole arqueológico-patrimonial no decorrer desses trabalhos.

Neste âmbito foi solicitada ao dono de obra a alteração da posição do poste nº20, devido à identificação de uma eventual Mamoa nesse local. Para além deste sítio, foi também detectado um sítio inédito de época romana entre os postes nº6 e nº7, denominado Volta da Ribeira/Sra. Da Quebrada.