Rua de Fez/Rua Dr. Afonso Baldaia, Porto

Os trabalhos arqueológicos na área a afectar pelo projecto de loteamento e construção para os terrenos situados na Rua de Fez/Rua Dr. Afonso Baldaia, na freguesia de Nevogilde, no Porto, decorreram de 29 de Agosto a 20 de Setembro de 2005. Visaram o diagnóstico do potencial arqueológico do local, assim como a minimização do risco da afectação negativa de evidências preservadas com valor científico e patrimonial pelas obras previstas.

Procedeu-se então à abertura de 31 sondagens arqueológicas de diagnóstico, num total de cerca de 156 m2. A implantação destas no terreno pretendeu cobrir a área de uma forma global, procurando de igual modo obter uma amostragem da estratigrafia do terreno.

Sondagem.

Nas sondagens 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14,15,16, 17, 18, 19, 20, 21, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30, não foram identificados quaisquer vestígios arqueológicos, apresentando os cortes uma estratigrafia simples. Por outro lado, as sondagens 22 e 32 apresentaram contextos arqueológicos: um depósito formado por escórias e carvões e uma estrutura pétrea passível de ser associada às Guerras Liberais.

Apesar de a grande maioria das sondagens realizadas se terem revelado estéreis quanto a vestígios arqueológicos, as medidas de mitigação de impacte a adoptar futuramente deveriam passar pelo acompanhamento arqueológico. Este efectuar-se-ia em permanência na obra durante todos os trabalhos com revolvimentos de terra, como a realização de desaterros, a abertura de valas e outros passíveis de eventual afectação arqueológica.